Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 4 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

França trabalha com Alemanha e UE por resposta 'firme e única' contra tarifas



31/05/2018 | 14:25


O governo da França está trabalhando com a Alemanha e as autoridades da União Europeia uma "resposta firme e única" contra a imposição de tarifas de importação de aço e alumínio pelos Estados Unidos, de acordo com um conselheiro próximo ao presidente Emmanuel Macron.

Segundo a fonte, Macron está "extremamente mobilizado" na resposta a ser dada aos EUA. O presidente francês já havia pedido ao seu homólogo americano, Donald Trump, no mês passado a isenção permanente das tarifas de importação.

Anunciada nesta quinta-feira pela manhã, a medida volta a impor barreira tarifária de 25% sobre as importações de aço e 10% sobre as de alumínio. Além da UE, o México e o Canadá terão de pagar a alíquota para comercializar os seus produtos siderúrgicos em solo americano.

Ao reimpor as tarifas, Trump argumentou que os governos de Bruxelas e de seus vizinhos não apresentaram avanços para diminuir a venda de produtos siderúrgicos aos EUA, o que, segundo ele, ocorreu com o Brasil, a Argentina e a Austrália. O governo americano alegou necessidade de manter a segurança nacional ao impor as tarifas. Fonte: Associated Press.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

França trabalha com Alemanha e UE por resposta 'firme e única' contra tarifas


31/05/2018 | 14:25


O governo da França está trabalhando com a Alemanha e as autoridades da União Europeia uma "resposta firme e única" contra a imposição de tarifas de importação de aço e alumínio pelos Estados Unidos, de acordo com um conselheiro próximo ao presidente Emmanuel Macron.

Segundo a fonte, Macron está "extremamente mobilizado" na resposta a ser dada aos EUA. O presidente francês já havia pedido ao seu homólogo americano, Donald Trump, no mês passado a isenção permanente das tarifas de importação.

Anunciada nesta quinta-feira pela manhã, a medida volta a impor barreira tarifária de 25% sobre as importações de aço e 10% sobre as de alumínio. Além da UE, o México e o Canadá terão de pagar a alíquota para comercializar os seus produtos siderúrgicos em solo americano.

Ao reimpor as tarifas, Trump argumentou que os governos de Bruxelas e de seus vizinhos não apresentaram avanços para diminuir a venda de produtos siderúrgicos aos EUA, o que, segundo ele, ocorreu com o Brasil, a Argentina e a Austrália. O governo americano alegou necessidade de manter a segurança nacional ao impor as tarifas. Fonte: Associated Press.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;