Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 9 de Julho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Cultura & Lazer

cultura@dgabc.com.br | 4435-8364

Uma década sem Cássia Eller

Divulgação Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Thiago Mariano
Do Diário do Grande ABC

29/12/2011 | 07:02


Há exatos dez anos, um infarto repentino do miocárdio tirou de cena Cássia Eller. A temporada de 2001 era seu ano. Estourada nas rádio e televisão após o lançamento do seu 'Acústico MTV', a cantora viveu meteórica ascensão pela qual batalhou durante os longos anos 1990.

A voz rascante, a irreverência no palco e a personalidade exposta estavam somadas, em seu último projeto, à versatilidade que culminou em um de seus melhores discos. Rock, pop, samba, rap, amor, todos eram ingredientes do disco, que a fez rodar pelo Brasil em turnê exaustiva.

Cássia Eller se junta à lista das grandes cantoras brasileiras que morreram com ainda muita estrada para queimar, como Nara Leão, Maysa, Dolores Duran, Clara Nunes e Elis Regina.

Hoje, a partir das 7h, a MTV exibe 24 horas de programação especial com os programas que Cássia participou na emissora e com seus clipes. Entrevistas exclusivas e shows na íntegra - entre eles o 'Acústico' e o 'Luau MTV' - estão entre os destaques.

Um lançamento, 'Relicário - As Canções que O Nando Fez pra Cássia Cantar' (Universal Music, preço médio R$ 20), completa o material sobre a cantora. Todo feito das parcerias entre Nando Reis e Cássia Eller - encontro que, reservado às proporções, simboliza a mesma união vivida por intérpretes como Elis Regina e Gal Costa com artistas como Milton Nascimento e Caetano Veloso, respectivamente -, o disco traz a inédita 'Baby Love', um quente e despudorado rock amoroso. Versões inéditas de 'Um Tiro no Coração' e 'As Coisas Tão Mais Lindas' fecham as novidades do disco.

'All Star', 'No Recreio', 'Luz dos Olhos', 'O Segundo Sol' e 'E.C.T.' dão a dimensão do que os dois foram capazes de fazer juntos. Cássia provou, ao lado de Nando Reis, de canções mais suaves e mais pops, descobriu que sua voz não era só agressiva. O compositor, também, fez para ela leva de canções que estão entre as suas mais inspiradas.

Outro compositor que combinou com Cássia foi Cazuza. A intérprete tem irretocáveis releituras das obras do carioca tresloucado que também morreu cedo. 'Malandragem', que Cazuza havia escrito para Ângela Rô Rô, virou hino na voz de Cássia. 'Todo Amor que Houve Nessa Vida' e 'Blues da Piedade' também estão na lista das melhores músicas já feitas pelos dois.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Uma década sem Cássia Eller

Thiago Mariano
Do Diário do Grande ABC

29/12/2011 | 07:02


Há exatos dez anos, um infarto repentino do miocárdio tirou de cena Cássia Eller. A temporada de 2001 era seu ano. Estourada nas rádio e televisão após o lançamento do seu 'Acústico MTV', a cantora viveu meteórica ascensão pela qual batalhou durante os longos anos 1990.

A voz rascante, a irreverência no palco e a personalidade exposta estavam somadas, em seu último projeto, à versatilidade que culminou em um de seus melhores discos. Rock, pop, samba, rap, amor, todos eram ingredientes do disco, que a fez rodar pelo Brasil em turnê exaustiva.

Cássia Eller se junta à lista das grandes cantoras brasileiras que morreram com ainda muita estrada para queimar, como Nara Leão, Maysa, Dolores Duran, Clara Nunes e Elis Regina.

Hoje, a partir das 7h, a MTV exibe 24 horas de programação especial com os programas que Cássia participou na emissora e com seus clipes. Entrevistas exclusivas e shows na íntegra - entre eles o 'Acústico' e o 'Luau MTV' - estão entre os destaques.

Um lançamento, 'Relicário - As Canções que O Nando Fez pra Cássia Cantar' (Universal Music, preço médio R$ 20), completa o material sobre a cantora. Todo feito das parcerias entre Nando Reis e Cássia Eller - encontro que, reservado às proporções, simboliza a mesma união vivida por intérpretes como Elis Regina e Gal Costa com artistas como Milton Nascimento e Caetano Veloso, respectivamente -, o disco traz a inédita 'Baby Love', um quente e despudorado rock amoroso. Versões inéditas de 'Um Tiro no Coração' e 'As Coisas Tão Mais Lindas' fecham as novidades do disco.

'All Star', 'No Recreio', 'Luz dos Olhos', 'O Segundo Sol' e 'E.C.T.' dão a dimensão do que os dois foram capazes de fazer juntos. Cássia provou, ao lado de Nando Reis, de canções mais suaves e mais pops, descobriu que sua voz não era só agressiva. O compositor, também, fez para ela leva de canções que estão entre as suas mais inspiradas.

Outro compositor que combinou com Cássia foi Cazuza. A intérprete tem irretocáveis releituras das obras do carioca tresloucado que também morreu cedo. 'Malandragem', que Cazuza havia escrito para Ângela Rô Rô, virou hino na voz de Cássia. 'Todo Amor que Houve Nessa Vida' e 'Blues da Piedade' também estão na lista das melhores músicas já feitas pelos dois.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;