Fechar
Publicidade

Domingo, 26 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Nacional

nacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Prefeito de Foz do Iguaçu acusa imprensa americana de terrorismo


Das Agências

07/11/2001 | 00:40


O prefeito da cidade brasileira de Foz do Iguaçu (Paraná), Claudio Rorato, acusou a imprensa americana de terrorismo por ressaltar, segundo ele, que extremistas islâmicos se escondem na tripla fronteira entre o Brasil, Paraguai e Argentina.

"A imprensa americana sequer visitou a área. Pratica um terrorismo verbal, ignorando totalmente como se vive na tripla fronteira", criticou Rorato.

O prefeito também chamou de "irresponsável" o embaixador dos Estados Unidos em Brasília por citar a tripla fronteira como esconderijo do terrorismo de origem muçulmana na América Latina.

"Na região existe delinqüência, criminalidade e contrabando, mas terrorismo jamais", afirmou.

Rorato convidou para uma visita na região os presidentes dos Estados Unidos, George W. Bush, do Brasil, Fernando Henrique Cardoso, da Argentina, Fernando de la Rúa, e do Paraguai, Luis González Macchi.

Nesta terça-feira, ao se encontrar com o presidente paraguaio, o prefeito aproveitou para convidá-lo a assistir ao ato chamado "Oração pela Paz", que acontecerá em 11 de novembro na tripla fronteira, em homenagem às vítimas do terrorismo.

Segundo os organizadores, o evento reunirá mais de 50 mil pessoas de 70 países.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Prefeito de Foz do Iguaçu acusa imprensa americana de terrorismo

Das Agências

07/11/2001 | 00:40


O prefeito da cidade brasileira de Foz do Iguaçu (Paraná), Claudio Rorato, acusou a imprensa americana de terrorismo por ressaltar, segundo ele, que extremistas islâmicos se escondem na tripla fronteira entre o Brasil, Paraguai e Argentina.

"A imprensa americana sequer visitou a área. Pratica um terrorismo verbal, ignorando totalmente como se vive na tripla fronteira", criticou Rorato.

O prefeito também chamou de "irresponsável" o embaixador dos Estados Unidos em Brasília por citar a tripla fronteira como esconderijo do terrorismo de origem muçulmana na América Latina.

"Na região existe delinqüência, criminalidade e contrabando, mas terrorismo jamais", afirmou.

Rorato convidou para uma visita na região os presidentes dos Estados Unidos, George W. Bush, do Brasil, Fernando Henrique Cardoso, da Argentina, Fernando de la Rúa, e do Paraguai, Luis González Macchi.

Nesta terça-feira, ao se encontrar com o presidente paraguaio, o prefeito aproveitou para convidá-lo a assistir ao ato chamado "Oração pela Paz", que acontecerá em 11 de novembro na tripla fronteira, em homenagem às vítimas do terrorismo.

Segundo os organizadores, o evento reunirá mais de 50 mil pessoas de 70 países.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;