Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 8 de Abril

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Nacional

nacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Brasil deve ter 2,7 milhões de crianças trabalhando em 2015


Do Diário OnLine
Com Agência Brasil

24/11/2005 | 13:40


Um estudo divulgado nesta quinta-feira pela OIT (Organização Internacional do Trabalho) revela que 2,7 milhões de crianças entre 10 e 17 anos devem estar trabalhando no país daqui a 10 anos, caso o combate à exploração infantil não seja intensificado.

A erradicação do trabalho infantil é um dos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio definidos pela ONU (Organização das Nações Unidas) para 2015.

O número, no entanto, é 63% menor do que o verificado pela Pnad (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios), do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), em 2003, quando 4,6 milhões de crianças nessa faixa etária eram exploradas

Entra as crianças de cinco a nove anos, a expectativa é de que queda de 87% na exploração da força de trabalho nestes dez anos, passando de 210 mil para 80 mil.


Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Brasil deve ter 2,7 milhões de crianças trabalhando em 2015

Do Diário OnLine
Com Agência Brasil

24/11/2005 | 13:40


Um estudo divulgado nesta quinta-feira pela OIT (Organização Internacional do Trabalho) revela que 2,7 milhões de crianças entre 10 e 17 anos devem estar trabalhando no país daqui a 10 anos, caso o combate à exploração infantil não seja intensificado.

A erradicação do trabalho infantil é um dos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio definidos pela ONU (Organização das Nações Unidas) para 2015.

O número, no entanto, é 63% menor do que o verificado pela Pnad (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios), do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), em 2003, quando 4,6 milhões de crianças nessa faixa etária eram exploradas

Entra as crianças de cinco a nove anos, a expectativa é de que queda de 87% na exploração da força de trabalho nestes dez anos, passando de 210 mil para 80 mil.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;