Fechar
Publicidade

Sábado, 30 de Maio

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

|

Xiiii ....

Por essa a deputada estadual Vanessa Damo (Mauá), recém-filiada ao PMDB, não contava. A parlamentar, que já se apresenta como pré-candidata


Do Diário do Grande ABC

02/10/2009 | 00:00


Por essa a deputada estadual Vanessa Damo (Mauá), recém-filiada ao PMDB, não contava. A parlamentar, que já se apresenta como pré-candidata a prefeita em 2012, realiza em sua página na internet enquete para avaliar a gestão de seu adversário político, o prefeito Oswaldo Dias (PT). O problema, para ela, é o resultado parcial. Dos internautas que votaram, 62% disseram considerar a administração boa, 31% acham ruim e 6%, regular (isso sem falar que a soma dá 99%). Durante a campanha do ano passado, quando subiu no palanque do então prefeiturável pelo PSB, Francisco Carneiro, o Chiquinho do Zaíra, Vanessa fez duras críticas aos dois mandatos de Oswaldo (de 1997 a 2004) e chegou a dizer que suas administrações não tinham o apoio popular. O curioso é que quando o pai dela, Leonel Damo, deixou a Prefeitura, no fim de 2008, a rejeição do então governo superava - e muito - os índices de aprovação. Se o percentual do petista continuar desse jeito, é bem capaz de Oswaldo fazer propaganda usando os dados do site da rival....

Bastidores

Dupla função
A exemplo do que já ocorre com Edilson de Paula, que comanda as secretarias de Desenvolvimento Econômico e de Trabalho e Renda de Mauá, o atual comandante da Pasta de Assuntos Jurídicos, José Alves Cavalcante, passará a dirigir interinamente também a Segurança Pública. O cargo está vago desde março, com a morte do advogado Agnaldo de Cássio Moreira, no fim de maio. Desde então, a Segurança vem sendo cobiçada por PDT, que até já indicou o delegado Antônio Vital como postulante à vaga, e, claro, o PSB.

Lei só para alguns?
Alguns funcionários públicos às vezes se esquecem de que legislações, como a de trânsito, valem para todos, sem distinção. Pelo menos um motorista da Câmara de Diadema demonstrou isso na prática. Na terça-feira, por volta das 15h, o servidor que dirigia o Gol placa CZA 8847 cometeu várias infrações. Além de trafegar pelo corredor de ônibus, ele cruzou de forma perigosa e irregular a Avenida Antônio Piranga, para cortar caminho e ter acesso ao estacionamento do Legislativo. Nos corredores da Casa, o comentário era de que o veículo é de responsabilidade do gabinete da vereadora Cida Ferreira (PMDB). Que belo exemplo!

Um entra, outro sai
Por falar em Diadema, o clima está cada vez mais pesado entre o prefeito Mário Reali (PT) e o vereador Pastor Edmilson (PRB). Na quarta-feira, durante entrega do PPA (Plano Plurianual), o parlamentar deixou a Câmara assim que o prefeito chegou ao local. A crise entre os dois teve como justificativa o fato de Edmilson ter sido contra projetos do Executivo e apoiado a instauração da CPI do Conselho Tutelar. Em troca, Reali tirou os cargos do vereador na administração.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Xiiii ....

Por essa a deputada estadual Vanessa Damo (Mauá), recém-filiada ao PMDB, não contava. A parlamentar, que já se apresenta como pré-candidata

Do Diário do Grande ABC

02/10/2009 | 00:00


Por essa a deputada estadual Vanessa Damo (Mauá), recém-filiada ao PMDB, não contava. A parlamentar, que já se apresenta como pré-candidata a prefeita em 2012, realiza em sua página na internet enquete para avaliar a gestão de seu adversário político, o prefeito Oswaldo Dias (PT). O problema, para ela, é o resultado parcial. Dos internautas que votaram, 62% disseram considerar a administração boa, 31% acham ruim e 6%, regular (isso sem falar que a soma dá 99%). Durante a campanha do ano passado, quando subiu no palanque do então prefeiturável pelo PSB, Francisco Carneiro, o Chiquinho do Zaíra, Vanessa fez duras críticas aos dois mandatos de Oswaldo (de 1997 a 2004) e chegou a dizer que suas administrações não tinham o apoio popular. O curioso é que quando o pai dela, Leonel Damo, deixou a Prefeitura, no fim de 2008, a rejeição do então governo superava - e muito - os índices de aprovação. Se o percentual do petista continuar desse jeito, é bem capaz de Oswaldo fazer propaganda usando os dados do site da rival....

Bastidores

Dupla função
A exemplo do que já ocorre com Edilson de Paula, que comanda as secretarias de Desenvolvimento Econômico e de Trabalho e Renda de Mauá, o atual comandante da Pasta de Assuntos Jurídicos, José Alves Cavalcante, passará a dirigir interinamente também a Segurança Pública. O cargo está vago desde março, com a morte do advogado Agnaldo de Cássio Moreira, no fim de maio. Desde então, a Segurança vem sendo cobiçada por PDT, que até já indicou o delegado Antônio Vital como postulante à vaga, e, claro, o PSB.

Lei só para alguns?
Alguns funcionários públicos às vezes se esquecem de que legislações, como a de trânsito, valem para todos, sem distinção. Pelo menos um motorista da Câmara de Diadema demonstrou isso na prática. Na terça-feira, por volta das 15h, o servidor que dirigia o Gol placa CZA 8847 cometeu várias infrações. Além de trafegar pelo corredor de ônibus, ele cruzou de forma perigosa e irregular a Avenida Antônio Piranga, para cortar caminho e ter acesso ao estacionamento do Legislativo. Nos corredores da Casa, o comentário era de que o veículo é de responsabilidade do gabinete da vereadora Cida Ferreira (PMDB). Que belo exemplo!

Um entra, outro sai
Por falar em Diadema, o clima está cada vez mais pesado entre o prefeito Mário Reali (PT) e o vereador Pastor Edmilson (PRB). Na quarta-feira, durante entrega do PPA (Plano Plurianual), o parlamentar deixou a Câmara assim que o prefeito chegou ao local. A crise entre os dois teve como justificativa o fato de Edmilson ter sido contra projetos do Executivo e apoiado a instauração da CPI do Conselho Tutelar. Em troca, Reali tirou os cargos do vereador na administração.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;