Fechar
Publicidade

Sábado, 4 de Julho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Timão arranca empate no fim

Ainda em queda na atuação, Corinthians fica no 1 a 1 com a Raposa e tem 8 pontos a mais que o Santos


Fábio Martins
Do Diário do Grande ABC

02/10/2017 | 07:00


Mesmo com a queda no rendimento em campo, o Corinthians empatou contra o Cruzeiro, no Mineirão, igualando o placar em 1 a 1, no fim da partida. Apesar da má atuação, com muitos erros de passe, principalmente, o Alvinegro encontrou um gol de pênalti, com Clayson, depois de jogada aérea com Kazim que parecia já sem perigo. O resultado frente ao campeão da Copa do Brasil pode ser considerado bom, embora o time tenha visto sua vantagem recuar na ponta do Brasileirão. Foi a 55 pontos, oito a mais que o vice-líder Santos. A Raposa chegou a 41, e se manteve no quinto lugar.

O Cruzeiro foi melhor durante todo o primeiro tempo, quando abriu o marcador, aos 19 minutos. O baixinho Rafinha, ex-Santo André, apareceu bem na área, em falha de Guilherme Arana, e, de cabeça, estufou as redes de Cássio. Depois do gol, a Raposa encurtou o passo e apostou nos contra-ataques, deixando a bola nos pés do adversário, que não soube aproveitar a posse e errava muito no campo de ataque, na armação de jogadas. Com o desempenho ruim na etapa inicial, o técnico Fábio Carille fez mudanças táticas na equipe – Jadson novamente estava abaixo do esperado e saiu no intervalo para entrada de Marquinhos Gabriel.

Logo aos três minutos do segundo tempo, Balbuena ganhou da defesa para cabecear e empatar. A arbitragem, porém, marcou impedimento do zagueiro corintiano. Diferentemente de lance na etapa inicial com Kazim, esse gol foi mal anulado – o paraguaio estava na mesma linha de Léo. Carille colocou Clayson no lugar de Gabriel. O Corinthians começou a ter mais volume e pressionou, saindo dos pés do ex-jogador da Ponte Preta o cruzamento para Kazim, que cabeceou e a bola bateu na mão de Murilo. Pênalti. Na cobrança, Clayson chutou no meio, e fez.

O Timão tem apenas a 15ª campanha do returno, com oito pontos em 21 possíveis. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Timão arranca empate no fim

Ainda em queda na atuação, Corinthians fica no 1 a 1 com a Raposa e tem 8 pontos a mais que o Santos

Fábio Martins
Do Diário do Grande ABC

02/10/2017 | 07:00


Mesmo com a queda no rendimento em campo, o Corinthians empatou contra o Cruzeiro, no Mineirão, igualando o placar em 1 a 1, no fim da partida. Apesar da má atuação, com muitos erros de passe, principalmente, o Alvinegro encontrou um gol de pênalti, com Clayson, depois de jogada aérea com Kazim que parecia já sem perigo. O resultado frente ao campeão da Copa do Brasil pode ser considerado bom, embora o time tenha visto sua vantagem recuar na ponta do Brasileirão. Foi a 55 pontos, oito a mais que o vice-líder Santos. A Raposa chegou a 41, e se manteve no quinto lugar.

O Cruzeiro foi melhor durante todo o primeiro tempo, quando abriu o marcador, aos 19 minutos. O baixinho Rafinha, ex-Santo André, apareceu bem na área, em falha de Guilherme Arana, e, de cabeça, estufou as redes de Cássio. Depois do gol, a Raposa encurtou o passo e apostou nos contra-ataques, deixando a bola nos pés do adversário, que não soube aproveitar a posse e errava muito no campo de ataque, na armação de jogadas. Com o desempenho ruim na etapa inicial, o técnico Fábio Carille fez mudanças táticas na equipe – Jadson novamente estava abaixo do esperado e saiu no intervalo para entrada de Marquinhos Gabriel.

Logo aos três minutos do segundo tempo, Balbuena ganhou da defesa para cabecear e empatar. A arbitragem, porém, marcou impedimento do zagueiro corintiano. Diferentemente de lance na etapa inicial com Kazim, esse gol foi mal anulado – o paraguaio estava na mesma linha de Léo. Carille colocou Clayson no lugar de Gabriel. O Corinthians começou a ter mais volume e pressionou, saindo dos pés do ex-jogador da Ponte Preta o cruzamento para Kazim, que cabeceou e a bola bateu na mão de Murilo. Pênalti. Na cobrança, Clayson chutou no meio, e fez.

O Timão tem apenas a 15ª campanha do returno, com oito pontos em 21 possíveis. 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;