Fechar
Publicidade

Domingo, 15 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

|

Legado da tocha


Beto Silva

21/06/2016 | 07:00


Nos dias 11 e 12, a tocha olímpica passou por cidades do Maranhão, um dos Estados que mais carecem de desenvolvimento social e econômico e tem o Turismo como um dos setores mais representativos da localidade. O editor de Esportes deste Diário, Angelo Verotti, foi um dos que carregaram o símbolo dos Jogos, que começam dia 5 de agosto, no Rio de Janeiro. A passagem da chama pelos municípios maranhenses gerou uma brincadeira que tem fundo de grande verdade. Moradores da região dizem que o voto em 2018 para governador já está garantido: será para a tocha olímpica. Duas semanas antes do evento, a capital São Luís foi preparada. Foi realizada limpeza da cidade, asfaltamento de ruas, revitalização de monumentos, melhoria na iluminação púbica, reforço no policiamento, além de outras benfeitorias proporcionadas em parceria entre prefeitura, Estado e governo federal. “Parabéns, tocha olímpica. Já me tornei cabo eleitoral sem querer. O povo do Maranhão merece sua presença por qui. Não vá embora! Só assim as coisas andam!”, foi a mensagem que circulou entre os maranhenses. A chama olímpica chega ao Grande ABC em 23 de julho. Vai passar por três cidades no mesmo dia: Santo André, São Bernardo e São Caetano. A sujeira, mato alto, monumentos abandonados, buracos nas ruas, vias sem sinalização de solo e outros problemas que este Diário aponta rotineiramente devem ser, como ocorreu no Maranhão, motivo de atenção especial das administrações municipais. A região vai receber um ‘banho de loja’. O que deveria ser manutenção cotidiana vai ganhar contornos de ''legado da tocha''. E vamos comemorar, sim. Apesar de ser muito pouco, já é um avanço. Se nossos municípios não estivessem no trajeto do fogo olímpico, tudo ficaria na mesma, com os serviços urbanos largados à própria sorte.

Social
O Pros de São Caetano, que está na briga para a indicar o vice na chapa de reeleição do prefeito Paulo Pinheiro (PMDB), tem focado em ações de responsabilidade social. Depois de realizar na semana passada mutirão de doação de sangue, o partido promove segunda-feira, às 19h, na Pizzaria La Paz, evento beneficente em prol do Lar Anália Franco, entidade do bairro Santa Maria que atende idosos e passa por dificuldades financeiras – inclusive, corre o risco de fechar as portas. Toda renda arrecadada será revertida integralmente à entidade.

Para que regimento?
Presidente da Câmara de Ribeirão Pires, José Nelson de Barros (PMDB) tinha, por força do regimento interno, de levar à apreciação do plenário pedido de impeachment do prefeito Lauro Benevides (PMDB) feito pelo Sineduc (Sindicato dos Trabalhadores da Educação da cidade), mas não o fez. Por infringir a norma, pode ser cassado. A novidade do caso é que, agora, Zé Nelson alega que encaminhou o caso para assessoria jurídica particular, que avaliará se o documento é válido. Essa medida, porém, não consta no regimento. E também não se sabe quanto vai gastar com o serviço. As regras do Legislativo preveem que o rito correto seria colocar para votação no plenário, para ver se a maioria dos vereadores autorizam dar andamento ao processo, com criação de comissão e outros encaminhamentos.

Eterna secretária
Prefeito de São Bernardo, Luiz Marinho (PT) inaugurou ontem policlínica no lugar onde funcionava ambulatório no Baeta Neves. Diferentemente do que costuma fazer, ao dar nomes a equipamentos público de familiares de aliados e do PT, homenageou Rita Zincáglia, secretária do prefeito Lauro Gomes (1952 a 1954). Conhecida como ''eterna secretária'', pois ficou como auxiliar dos chefes do Executivo subsequentes, ela morreu em fevereiro do ano passado. Em sua última entrevista, concedida ao Diário em maio de 2014, confidenciou que Lauro Gomes quase não saiu candidato por uma trapalhada no convite para virar político.  



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Legado da tocha

Beto Silva

21/06/2016 | 07:00


Nos dias 11 e 12, a tocha olímpica passou por cidades do Maranhão, um dos Estados que mais carecem de desenvolvimento social e econômico e tem o Turismo como um dos setores mais representativos da localidade. O editor de Esportes deste Diário, Angelo Verotti, foi um dos que carregaram o símbolo dos Jogos, que começam dia 5 de agosto, no Rio de Janeiro. A passagem da chama pelos municípios maranhenses gerou uma brincadeira que tem fundo de grande verdade. Moradores da região dizem que o voto em 2018 para governador já está garantido: será para a tocha olímpica. Duas semanas antes do evento, a capital São Luís foi preparada. Foi realizada limpeza da cidade, asfaltamento de ruas, revitalização de monumentos, melhoria na iluminação púbica, reforço no policiamento, além de outras benfeitorias proporcionadas em parceria entre prefeitura, Estado e governo federal. “Parabéns, tocha olímpica. Já me tornei cabo eleitoral sem querer. O povo do Maranhão merece sua presença por qui. Não vá embora! Só assim as coisas andam!”, foi a mensagem que circulou entre os maranhenses. A chama olímpica chega ao Grande ABC em 23 de julho. Vai passar por três cidades no mesmo dia: Santo André, São Bernardo e São Caetano. A sujeira, mato alto, monumentos abandonados, buracos nas ruas, vias sem sinalização de solo e outros problemas que este Diário aponta rotineiramente devem ser, como ocorreu no Maranhão, motivo de atenção especial das administrações municipais. A região vai receber um ‘banho de loja’. O que deveria ser manutenção cotidiana vai ganhar contornos de ''legado da tocha''. E vamos comemorar, sim. Apesar de ser muito pouco, já é um avanço. Se nossos municípios não estivessem no trajeto do fogo olímpico, tudo ficaria na mesma, com os serviços urbanos largados à própria sorte.

Social
O Pros de São Caetano, que está na briga para a indicar o vice na chapa de reeleição do prefeito Paulo Pinheiro (PMDB), tem focado em ações de responsabilidade social. Depois de realizar na semana passada mutirão de doação de sangue, o partido promove segunda-feira, às 19h, na Pizzaria La Paz, evento beneficente em prol do Lar Anália Franco, entidade do bairro Santa Maria que atende idosos e passa por dificuldades financeiras – inclusive, corre o risco de fechar as portas. Toda renda arrecadada será revertida integralmente à entidade.

Para que regimento?
Presidente da Câmara de Ribeirão Pires, José Nelson de Barros (PMDB) tinha, por força do regimento interno, de levar à apreciação do plenário pedido de impeachment do prefeito Lauro Benevides (PMDB) feito pelo Sineduc (Sindicato dos Trabalhadores da Educação da cidade), mas não o fez. Por infringir a norma, pode ser cassado. A novidade do caso é que, agora, Zé Nelson alega que encaminhou o caso para assessoria jurídica particular, que avaliará se o documento é válido. Essa medida, porém, não consta no regimento. E também não se sabe quanto vai gastar com o serviço. As regras do Legislativo preveem que o rito correto seria colocar para votação no plenário, para ver se a maioria dos vereadores autorizam dar andamento ao processo, com criação de comissão e outros encaminhamentos.

Eterna secretária
Prefeito de São Bernardo, Luiz Marinho (PT) inaugurou ontem policlínica no lugar onde funcionava ambulatório no Baeta Neves. Diferentemente do que costuma fazer, ao dar nomes a equipamentos público de familiares de aliados e do PT, homenageou Rita Zincáglia, secretária do prefeito Lauro Gomes (1952 a 1954). Conhecida como ''eterna secretária'', pois ficou como auxiliar dos chefes do Executivo subsequentes, ela morreu em fevereiro do ano passado. Em sua última entrevista, concedida ao Diário em maio de 2014, confidenciou que Lauro Gomes quase não saiu candidato por uma trapalhada no convite para virar político.  

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;