Fechar
Publicidade

Domingo, 19 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Atacado, Marcos da Costa reclama de críticas vazias

Candidato à reeleição da OAB-SP questiona postura de opositores; eleição interna acontece hoje


Raphael Rocha
Do Diário do Grande ABC

18/11/2015 | 07:00


Acontece hoje eleição para a presidência da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) de São Paulo e de subsecções e o presidente da instituição em âmbito paulista, Marcos da Costa, candidato à reeleição, afirmou que opositores utilizam discurso da crítica à sua gestão por falta de propostas para fortalecer a advocacia estadual.

Nos últimos dias, intensificaram os ataques dos cinco candidatos de oposição a Marcos da Costa. Um deles foi do oposicionista Ricardo Sayeg, ao Diário, quando acusou o atual dirigente de manter estrutura “pelega”, “chapa branca” e com “objetivos eleitorais”.

“Vejo as críticas com naturalidade. Críticas são bem-vindas sempre que com fundamento, não só (em momento) pré-eleitoral. Se tivesse algo positivo, poderiam ter falado há dois anos e meio, e não só agora. Há falta de proposta, de discussão de ideias e propostas que poderiam fortalecer a advocacia”, disse Marcos da Costa.

A chapa governista conta com cinco representantes do Grande ABC, como Patrick Pavan, presidente da OAB de Ribeirão Pires e candidato a conselheiro. “Advocacia do Grande ABC, unida, é imbatível. Qualquer dificuldade que possa estar à frente dela pode ser superada. São advogados valorosos e que conseguem pela qualidade e pela quantidade enfrentar qualquer desafio”, destacou o atual presidente.

Para Pavan, nenhum dos candidatos possui lista de serviços prestados à advocacia à altura de Marcos da Costa e o aumento das críticas demonstra “desespero”. “Eu era da oposição e hoje falo sem medo de errar: o Marcos da Costa foi um dos melhores presidentes da Ordem paulista. Vejo que eles (rivais) querem o poder a qualquer custo, estão desesperados. Inclusive, dois deles estavam no grupo, poderiam ter apontado as críticas internamente”, declarou Pavan, citando os candidatos Sergei Cobra Arbex e Anis Kfouri. Além de Sergei, Anis, Sayeg e Marcos da Costa, estão na corrida eleitoral João Biazzo e Hermes Barbosa.

GRANDE ABC
Na região, 15 advogados concorrem à presidência de seis subsecções. Em Santo André, os candidatos são Manoel Alcides Nogueira, Ricardo Cunha e Roberto Gonçalves.

Em São Bernardo, o atual presidente Luís Ricardo Davanzo concorre à reeleição contra Marcelo Pedro Monteiro. O atual dirigente de São Caetano, Adilson Paulo Dias, tenta renovar o mandato contra Dulce Pontes de Gouveia e Rosineide Martins Molitor.

Outra que concorre à reeleição é Marilza Nagazawa, de Diadema. Ela disputa o cargo contra José Luiz de Oliveira e Arnaldo Henrique Bannitz. Em Mauá, Luiz Carlos Spíndola tenta se manter à frente da Ordem local contra Jozelito Rodrigues de Paula e Marisa Galvano.

Em Ribeirão, há apenas uma chapa: liderada por Ricardo Abou Rizk.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Atacado, Marcos da Costa reclama de críticas vazias

Candidato à reeleição da OAB-SP questiona postura de opositores; eleição interna acontece hoje

Raphael Rocha
Do Diário do Grande ABC

18/11/2015 | 07:00


Acontece hoje eleição para a presidência da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) de São Paulo e de subsecções e o presidente da instituição em âmbito paulista, Marcos da Costa, candidato à reeleição, afirmou que opositores utilizam discurso da crítica à sua gestão por falta de propostas para fortalecer a advocacia estadual.

Nos últimos dias, intensificaram os ataques dos cinco candidatos de oposição a Marcos da Costa. Um deles foi do oposicionista Ricardo Sayeg, ao Diário, quando acusou o atual dirigente de manter estrutura “pelega”, “chapa branca” e com “objetivos eleitorais”.

“Vejo as críticas com naturalidade. Críticas são bem-vindas sempre que com fundamento, não só (em momento) pré-eleitoral. Se tivesse algo positivo, poderiam ter falado há dois anos e meio, e não só agora. Há falta de proposta, de discussão de ideias e propostas que poderiam fortalecer a advocacia”, disse Marcos da Costa.

A chapa governista conta com cinco representantes do Grande ABC, como Patrick Pavan, presidente da OAB de Ribeirão Pires e candidato a conselheiro. “Advocacia do Grande ABC, unida, é imbatível. Qualquer dificuldade que possa estar à frente dela pode ser superada. São advogados valorosos e que conseguem pela qualidade e pela quantidade enfrentar qualquer desafio”, destacou o atual presidente.

Para Pavan, nenhum dos candidatos possui lista de serviços prestados à advocacia à altura de Marcos da Costa e o aumento das críticas demonstra “desespero”. “Eu era da oposição e hoje falo sem medo de errar: o Marcos da Costa foi um dos melhores presidentes da Ordem paulista. Vejo que eles (rivais) querem o poder a qualquer custo, estão desesperados. Inclusive, dois deles estavam no grupo, poderiam ter apontado as críticas internamente”, declarou Pavan, citando os candidatos Sergei Cobra Arbex e Anis Kfouri. Além de Sergei, Anis, Sayeg e Marcos da Costa, estão na corrida eleitoral João Biazzo e Hermes Barbosa.

GRANDE ABC
Na região, 15 advogados concorrem à presidência de seis subsecções. Em Santo André, os candidatos são Manoel Alcides Nogueira, Ricardo Cunha e Roberto Gonçalves.

Em São Bernardo, o atual presidente Luís Ricardo Davanzo concorre à reeleição contra Marcelo Pedro Monteiro. O atual dirigente de São Caetano, Adilson Paulo Dias, tenta renovar o mandato contra Dulce Pontes de Gouveia e Rosineide Martins Molitor.

Outra que concorre à reeleição é Marilza Nagazawa, de Diadema. Ela disputa o cargo contra José Luiz de Oliveira e Arnaldo Henrique Bannitz. Em Mauá, Luiz Carlos Spíndola tenta se manter à frente da Ordem local contra Jozelito Rodrigues de Paula e Marisa Galvano.

Em Ribeirão, há apenas uma chapa: liderada por Ricardo Abou Rizk.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;