Fechar
Publicidade

Sábado, 6 de Junho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

|

Água Santa é goleado pelo Bragantino: 4 a 0

Time de Diadema é envolvido pelo adversário e coleciona primeiro revés sob comando de Pintado


Dérek Bittencourt
Do Diário do Grande ABC

14/03/2020 | 00:10


O Água Santa não viu a cor da bola ontem à noite, em visita ao Red Bull Bragantino, no Estádio Nabi Abi Chedid, em Bragança Paulista. Resultado: foi goleado por 4 a 0 pelo time do Interior. Não bastasse o placar elástico, o Netuno ainda deixou a vice-liderança do Grupo A em razão da vitória do Oeste sobre o Botafogo, por 3 a 0. Assim, apesar de ter ficado invicto nas últimas seis rodadas, o time volta a ser assombrado pelo fantasma do rebaixamento – tem de torcer contra os rivais diretos para não se aproximar da zona da degola. O time adversário, por outro lado, se isolou na liderança do Grupo D, com 17 pontos, se aproximando da classificação para as quartas de final.

Este foi o primeiro revés sob comando do técnico Pintado, que apostou na manutenção do time que vinha jogando, mas não teve sucesso. Com toque de bola envolvente e pontaria afiada, o Red Bull Bragantino conquistou vitória incontestável. E que poderia ter sido ainda maior, não fosse a atuação do goleiro Giovanni.

Logo aos sete minutos do primeiro tempo o time da casa abriu o placar. Depois de jogada pelo lado direito do ataque, o artilheiro Ytalo foi acionado na área e, de primeira, mandou para o gol, sem chances para o goleiro do Netuno.

É bem verdade que, após o primeiro golpe, o Água Santa até teve chance de virar, com Felipe Azevedo e Luan Dias. Mas ambos pararam em Júlio César. E o ditado diz: quem não faz, toma. Aos 45, em contra-ataque, Matheus Jesus escorou cruzamento e aumentou.
<EM>Na segunda etapa, Pintado fez de tudo para que o Netuno conseguisse, no mínimo, o empate. Porém, Artur, aos 30, e Ytalo, novamente, aos 33, decretaram a goleada em Bragança Paulista.

Após o jogo, Pintado analisou o resultado. “Foram dois tempos diferentes. No primeiro nos comportamos bem, dentro do planejado, sabíamos que as oportunidades iriam aparecer e era importante a gente fazer os gols. Jogo difícil, contra equipe de qualidade, não pode desperdiçar oportunidades claras que tivemos”, disse. “Acabamos tendo de abrir espaços e o Red Bull se aproveitou das brechas que demos, o que nos custou a derrota. Minha invencibilidade é o que menos preocupa. Ia acontecer em algum momento. É ter a cabeça no lugar. O campeonato ainda não acabou”, concluiu. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Água Santa é goleado pelo Bragantino: 4 a 0

Time de Diadema é envolvido pelo adversário e coleciona primeiro revés sob comando de Pintado

Dérek Bittencourt
Do Diário do Grande ABC

14/03/2020 | 00:10


O Água Santa não viu a cor da bola ontem à noite, em visita ao Red Bull Bragantino, no Estádio Nabi Abi Chedid, em Bragança Paulista. Resultado: foi goleado por 4 a 0 pelo time do Interior. Não bastasse o placar elástico, o Netuno ainda deixou a vice-liderança do Grupo A em razão da vitória do Oeste sobre o Botafogo, por 3 a 0. Assim, apesar de ter ficado invicto nas últimas seis rodadas, o time volta a ser assombrado pelo fantasma do rebaixamento – tem de torcer contra os rivais diretos para não se aproximar da zona da degola. O time adversário, por outro lado, se isolou na liderança do Grupo D, com 17 pontos, se aproximando da classificação para as quartas de final.

Este foi o primeiro revés sob comando do técnico Pintado, que apostou na manutenção do time que vinha jogando, mas não teve sucesso. Com toque de bola envolvente e pontaria afiada, o Red Bull Bragantino conquistou vitória incontestável. E que poderia ter sido ainda maior, não fosse a atuação do goleiro Giovanni.

Logo aos sete minutos do primeiro tempo o time da casa abriu o placar. Depois de jogada pelo lado direito do ataque, o artilheiro Ytalo foi acionado na área e, de primeira, mandou para o gol, sem chances para o goleiro do Netuno.

É bem verdade que, após o primeiro golpe, o Água Santa até teve chance de virar, com Felipe Azevedo e Luan Dias. Mas ambos pararam em Júlio César. E o ditado diz: quem não faz, toma. Aos 45, em contra-ataque, Matheus Jesus escorou cruzamento e aumentou.
<EM>Na segunda etapa, Pintado fez de tudo para que o Netuno conseguisse, no mínimo, o empate. Porém, Artur, aos 30, e Ytalo, novamente, aos 33, decretaram a goleada em Bragança Paulista.

Após o jogo, Pintado analisou o resultado. “Foram dois tempos diferentes. No primeiro nos comportamos bem, dentro do planejado, sabíamos que as oportunidades iriam aparecer e era importante a gente fazer os gols. Jogo difícil, contra equipe de qualidade, não pode desperdiçar oportunidades claras que tivemos”, disse. “Acabamos tendo de abrir espaços e o Red Bull se aproveitou das brechas que demos, o que nos custou a derrota. Minha invencibilidade é o que menos preocupa. Ia acontecer em algum momento. É ter a cabeça no lugar. O campeonato ainda não acabou”, concluiu. 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;