Fechar
Publicidade

Sábado, 16 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Dersa cadastra moradores do Clube de Campo, em Sto.André


André Vieira
Especial para o Diário

24/10/2008 | 07:09


Desde a semana passada, moradores do Clube de Campo, em Santo André, que assistem o bairro ser dividido pelas obras do Trecho Sul do Rodoanel, têm suas casas visitadas por técnicos da Dersa (Desenvolvimento Rodoviário S.A.). O processo pode indicar a retomada das negociações para desapropriação da área.

Segundo boletim informativo da empresa distribuído na comunidade, moradores de algumas ruas estão sendo cadastrados para posterior avaliação de seus imóveis. Sem especificar o motivo do procedimento, a Dersa confirmou que a consulta é oficial.

Promotor do Ministério Público que acompanha o caso, José Luis Saikali disse que o processo "faz parte do reencaminhamento do acordo" entre as partes. "Estamos acompanhando o que está sendo feito. Não há nada de seguro ainda, mas um acordo é infinitamente mais rápido do que uma ação judicial", disse o promotor, sem descartar a possibilidade de ingressar com uma ação civil pública, caso as negociações retrocedam.

Desde que começaram as obras, o bairro foi seccionado, ficando a população com acesso restrito aos serviços e localidades que vão além dos limites da região. A cabeleireira Lourdes Alves de Souza, 39 anos, espera boa vontade do governo. "Haviam desistido da desapropriação e agora falam disso novamente. Para ser franca, fico com o pé atrás. Já prometeram muita coisa".



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Dersa cadastra moradores do Clube de Campo, em Sto.André

André Vieira
Especial para o Diário

24/10/2008 | 07:09


Desde a semana passada, moradores do Clube de Campo, em Santo André, que assistem o bairro ser dividido pelas obras do Trecho Sul do Rodoanel, têm suas casas visitadas por técnicos da Dersa (Desenvolvimento Rodoviário S.A.). O processo pode indicar a retomada das negociações para desapropriação da área.

Segundo boletim informativo da empresa distribuído na comunidade, moradores de algumas ruas estão sendo cadastrados para posterior avaliação de seus imóveis. Sem especificar o motivo do procedimento, a Dersa confirmou que a consulta é oficial.

Promotor do Ministério Público que acompanha o caso, José Luis Saikali disse que o processo "faz parte do reencaminhamento do acordo" entre as partes. "Estamos acompanhando o que está sendo feito. Não há nada de seguro ainda, mas um acordo é infinitamente mais rápido do que uma ação judicial", disse o promotor, sem descartar a possibilidade de ingressar com uma ação civil pública, caso as negociações retrocedam.

Desde que começaram as obras, o bairro foi seccionado, ficando a população com acesso restrito aos serviços e localidades que vão além dos limites da região. A cabeleireira Lourdes Alves de Souza, 39 anos, espera boa vontade do governo. "Haviam desistido da desapropriação e agora falam disso novamente. Para ser franca, fico com o pé atrás. Já prometeram muita coisa".

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;