Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 26 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Nayara faz exame no IML em Santo André

Acompanhada por dois investigadores do 6° Distrito Policial de Santo André e por uma conselheira tutelar, a adolescente não falou com a imprensa


Fabiana Chiachiri
Do Diário do Grande ABC

24/10/2008 | 07:06


A jovem Nayara Rodrigues da Silva, 15 anos, passou por exame de corpo de delito no fim da tarde de ontem no IML (Instituto Médico-Legal) de Santo André. Acompanhada por dois investigadores do 6° Distrito Policial de Santo André e por uma conselheira tutelar, a adolescente não falou com a imprensa.

Desde que teve alta hospitalar, na noite de anteontem, Nayara está no apartamento de uma tia, em São Bernardo. Vizinhos e moradores do edifício não quiseram dar declarações.

Para despistar a imprensa - que estava de plantão na frente do prédio -, por volta das 17h, uma viatura policial descaracterizada e com vidros escuros entrou na garagem do edifício, no bairro Baeta Neves, e seguiu com a jovem para o IML. O exame durou cerca de 40 minutos.

Enquanto Nayara era atendida, os portões do estacionamento do IML permaneceram fechados. Somente funcionários tiveram acesso.

RESPONSABILIDADE
A conselheira tutelar Maria do Socorro, que acompanhou a adolescente, disse que Nayara está assustada com o assédio da imprensa e foi orientada, tanto pela polícia quanto pela família, a não dar declarações. "Mesmo que ela queira falar alguma coisa, não posso deixar, pois está sob minha responsabilidade e tenho de preservá-la", disse. Maria do Socorro afirmou ainda que foi a própria mãe de Nayara, Andréa Rodrigues Araújo, quem solicitou ao Conselho Tutelar a presença de uma conselheira para acompanhar a jovem ao IML.

A adolescente retornaria para o apartamento em São Bernardo, onde deve permanecer por tempo indeterminado.

Ao deixar o IML, Nayara cumprimentou o médico legista que a avaliou e uma atendente. Ela carregava o bicho de pelúcia que ganhou no hospital.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Nayara faz exame no IML em Santo André

Acompanhada por dois investigadores do 6° Distrito Policial de Santo André e por uma conselheira tutelar, a adolescente não falou com a imprensa

Fabiana Chiachiri
Do Diário do Grande ABC

24/10/2008 | 07:06


A jovem Nayara Rodrigues da Silva, 15 anos, passou por exame de corpo de delito no fim da tarde de ontem no IML (Instituto Médico-Legal) de Santo André. Acompanhada por dois investigadores do 6° Distrito Policial de Santo André e por uma conselheira tutelar, a adolescente não falou com a imprensa.

Desde que teve alta hospitalar, na noite de anteontem, Nayara está no apartamento de uma tia, em São Bernardo. Vizinhos e moradores do edifício não quiseram dar declarações.

Para despistar a imprensa - que estava de plantão na frente do prédio -, por volta das 17h, uma viatura policial descaracterizada e com vidros escuros entrou na garagem do edifício, no bairro Baeta Neves, e seguiu com a jovem para o IML. O exame durou cerca de 40 minutos.

Enquanto Nayara era atendida, os portões do estacionamento do IML permaneceram fechados. Somente funcionários tiveram acesso.

RESPONSABILIDADE
A conselheira tutelar Maria do Socorro, que acompanhou a adolescente, disse que Nayara está assustada com o assédio da imprensa e foi orientada, tanto pela polícia quanto pela família, a não dar declarações. "Mesmo que ela queira falar alguma coisa, não posso deixar, pois está sob minha responsabilidade e tenho de preservá-la", disse. Maria do Socorro afirmou ainda que foi a própria mãe de Nayara, Andréa Rodrigues Araújo, quem solicitou ao Conselho Tutelar a presença de uma conselheira para acompanhar a jovem ao IML.

A adolescente retornaria para o apartamento em São Bernardo, onde deve permanecer por tempo indeterminado.

Ao deixar o IML, Nayara cumprimentou o médico legista que a avaliou e uma atendente. Ela carregava o bicho de pelúcia que ganhou no hospital.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;