Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 24 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Cultura & Lazer

cultura@dgabc.com.br | 4435-8364

Artista de Santo André participa da II Bienal do Mercosul


Ricardo Ditchun
Da Redaçao

24/10/1999 | 17:21


  Será inaugurada na terça-feira, em Porto Alegre, no Rio Grande do Sul, a segunda ediçao da Bienal de Artes Visuais do Mercosul. Em relaçao ao evento anterior, a maior novidade é a incorporaçao de obras produzidas por artistas bolivianos, chilenos e colombianos, sendo que os últimos participam na qualidade de convidados especiais.

Fixas, obviamente, sao as representaçoes brasileira, argentina, paraguaia e uruguaia. O ponto comum da exposiçao sao as manifestaçoes contemporâneas segundo a perspectiva de jovens artistas. Do Brasil, foram selecionados, pelos curadores Fábio Magalhaes e Leonor Amarante, 32. A andreense Sandra Cinto, cujo trabalho tem recebido grande destaque internacional, também participa.

Além dela, Magalhaes e Leonor decidiram eleger nomes como Arnaldo Antunes (SP), Arthur Omar (RJ), Félix Bressan (RS), Marco Gianotti (SP), Regina Silveira (SP) e Tunga (RJ). Da Argentina, entre outros, o curador Jorge Glusberg escolheu nove artistas, com destaque para Diego Gravinese, Marcelo Pombo, Mónica Girón e Ana Eckell. Este ano, aliás, os argentinos também participam com uma importante mostra que revela instigantes experiências fotográficas. Somente neste grupo, figuram sete nomes, como Sara Facio, Adriana Lestido e Humberto Rivas.

De acordo com Magalhaes, que também participa da organizaçao da Bienal do Mercosul na qualidade de curador geral, o maior objetivo desta coletiva é incorporá-la de maneira definitiva ao calendário latino-americano como referência fundamental da produçao visual do continente: "Para tanto, os parâmetros, neste ano, foram definidos por todos os debates que podem surgir de um conceito tao rico como o de identidade". As exposiçoes da II Bienal do Mercosul, com 150 artistas ao todo, ocuparao, até 9 de janeiro de 2000, espaços tradicionais como Margs, Ulbra e Gasômetro.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Artista de Santo André participa da II Bienal do Mercosul

Ricardo Ditchun
Da Redaçao

24/10/1999 | 17:21


  Será inaugurada na terça-feira, em Porto Alegre, no Rio Grande do Sul, a segunda ediçao da Bienal de Artes Visuais do Mercosul. Em relaçao ao evento anterior, a maior novidade é a incorporaçao de obras produzidas por artistas bolivianos, chilenos e colombianos, sendo que os últimos participam na qualidade de convidados especiais.

Fixas, obviamente, sao as representaçoes brasileira, argentina, paraguaia e uruguaia. O ponto comum da exposiçao sao as manifestaçoes contemporâneas segundo a perspectiva de jovens artistas. Do Brasil, foram selecionados, pelos curadores Fábio Magalhaes e Leonor Amarante, 32. A andreense Sandra Cinto, cujo trabalho tem recebido grande destaque internacional, também participa.

Além dela, Magalhaes e Leonor decidiram eleger nomes como Arnaldo Antunes (SP), Arthur Omar (RJ), Félix Bressan (RS), Marco Gianotti (SP), Regina Silveira (SP) e Tunga (RJ). Da Argentina, entre outros, o curador Jorge Glusberg escolheu nove artistas, com destaque para Diego Gravinese, Marcelo Pombo, Mónica Girón e Ana Eckell. Este ano, aliás, os argentinos também participam com uma importante mostra que revela instigantes experiências fotográficas. Somente neste grupo, figuram sete nomes, como Sara Facio, Adriana Lestido e Humberto Rivas.

De acordo com Magalhaes, que também participa da organizaçao da Bienal do Mercosul na qualidade de curador geral, o maior objetivo desta coletiva é incorporá-la de maneira definitiva ao calendário latino-americano como referência fundamental da produçao visual do continente: "Para tanto, os parâmetros, neste ano, foram definidos por todos os debates que podem surgir de um conceito tao rico como o de identidade". As exposiçoes da II Bienal do Mercosul, com 150 artistas ao todo, ocuparao, até 9 de janeiro de 2000, espaços tradicionais como Margs, Ulbra e Gasômetro.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;