Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 20 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

|

Os destaques da Batimat Paris

Salão Internacional da Construção terá mais de 2 mil expositores


Cláudio Conz

10/11/2011 | 00:00


Nesta semana, escrevo meu artigo diretamente de Paris, onde participo do Salão Internacional da Construção, a Batimat Paris, que teve início dia 7 e vai até o dia 12. Essa feira é um evento enorme e muito importante para o setor da construção. Para se ter uma ideia, a edição do ano passado acolheu 2.382 expositores (dos quais 44% eram estrangeiros, vindos de 55 países) e 380.168 visitantes (16% de estrangeiros, vindos de 171 países).

Neste ano, de acordo com dados oficiais da feira, praticamente metade dos expositores são estrangeiros, bem como 16% dos visitantes esperados, vindos de mais de 130 países.

SETORES

Sete setores estão presentes na Batimat Paris 2011: trabalho estrutural, carpintaria, máquinas e equipamentos, veículos e equipamentos, instalações, serviços e TI. A abertura para o comércio internacional é bem vista pelos franceses, que enxergam no Brasil grandes oportunidades, por conta da enorme necessidade que ainda temos por habitação de qualidade e infra-estrutura.

BRASIL

Como convidado de honra da mostra, o Brasil traz à feira projetos de construção relacionados à Copa de 2014, aos Jogos Olímpicos de 2016 e também foca na construção inteligente. Nessa segunda, a Federação das Indústrias de São Paulo, a Brasil Ubifrance e a Embaixada do Brasil na França, apresentaram o estudo Construbusiness - O Brasil em 2022, um seminário internacional sobre o mercado brasileiro e projetos que possam interessar às empresas francesas. Tal estudo foi apresentado no Brasil em novembro de 2010, na última edição do Construbusiness, em São Paulo.

Assim, nas apresentações brasileiras, iniciamos os trabalhos com a casa cheia, para ouvir a Ministra do Planejamento Miriam Belchior e o presidente da Fiesp, Paulo Skaf. Miriam, em especial, foi muito assediada pelos franceses interessados no ambiente de negócios do Brasil.

MINHA CASA

Um outro painel que teve auditório lotado de franceses foi o do programa Minha Casa Minha Vida, explanado pela Secretária Nacional de Habitação Inês Magalhães. Nessa apresentação, chamou muito a atenção o número de 4,5 milhões de casas construídas nos últimos oito anos em nosso País, contra 1,4 milhão entre 1996 e 2002. Outro painel brasileiro de destaque trouxe Sérgio Watanabe, presidente do Sinduscon que, entre outros dados interessantes, apresentou um crescimento do emprego de 1,5 milhão em 2001 para 3,2 milhões em 2011, o que traz hoje taxa de desemprego no setor de apenas 2,3%, o que, em um cenário de crise europeia é muito bem visto.

ENERGIA

O grande tema do evento é a eficiência energética na construção de casas. Essa edição de 2011 está focada especialmente nas questões da eficiência energética e acessibilidade.

Aqui na França, os edifícios públicos e residenciais já existentes deverão se adequar às exigências na nova lei de acessibilidade até janeiro de 2015. Além disso, a partir de 1º de janeiro de 2013, as licenças de construção para novas habitações devem atender a padrões de baixo consumo de energia.

Nesse contexto, para muitos, a feira é a oportunidade de expor e encontrar novas ideias e produtos sustentáveis. Dos 813 novos produtos expostos, com certeza uma grande parte deles está ligado a essa questão da eficiência de energia.

Dois pontos em especial me chamaram a atenção:

1) Aqui na feira, eles incorporaram o conceito de sustentabilidade ao treinamento dos trabalhadores da construção civil e criaram o eco trabalhador.

2) Uma solução muito interessante que muitos expositores trouxeram foi a construção de jardins nos telhados das casas, como eficientes diminuidores de energia.

Essas e outras novidades estarão abertas ao setor até o fim da semana. É uma feira que vale muito a pena ser vista.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Os destaques da Batimat Paris

Salão Internacional da Construção terá mais de 2 mil expositores

Cláudio Conz

10/11/2011 | 00:00


Nesta semana, escrevo meu artigo diretamente de Paris, onde participo do Salão Internacional da Construção, a Batimat Paris, que teve início dia 7 e vai até o dia 12. Essa feira é um evento enorme e muito importante para o setor da construção. Para se ter uma ideia, a edição do ano passado acolheu 2.382 expositores (dos quais 44% eram estrangeiros, vindos de 55 países) e 380.168 visitantes (16% de estrangeiros, vindos de 171 países).

Neste ano, de acordo com dados oficiais da feira, praticamente metade dos expositores são estrangeiros, bem como 16% dos visitantes esperados, vindos de mais de 130 países.

SETORES

Sete setores estão presentes na Batimat Paris 2011: trabalho estrutural, carpintaria, máquinas e equipamentos, veículos e equipamentos, instalações, serviços e TI. A abertura para o comércio internacional é bem vista pelos franceses, que enxergam no Brasil grandes oportunidades, por conta da enorme necessidade que ainda temos por habitação de qualidade e infra-estrutura.

BRASIL

Como convidado de honra da mostra, o Brasil traz à feira projetos de construção relacionados à Copa de 2014, aos Jogos Olímpicos de 2016 e também foca na construção inteligente. Nessa segunda, a Federação das Indústrias de São Paulo, a Brasil Ubifrance e a Embaixada do Brasil na França, apresentaram o estudo Construbusiness - O Brasil em 2022, um seminário internacional sobre o mercado brasileiro e projetos que possam interessar às empresas francesas. Tal estudo foi apresentado no Brasil em novembro de 2010, na última edição do Construbusiness, em São Paulo.

Assim, nas apresentações brasileiras, iniciamos os trabalhos com a casa cheia, para ouvir a Ministra do Planejamento Miriam Belchior e o presidente da Fiesp, Paulo Skaf. Miriam, em especial, foi muito assediada pelos franceses interessados no ambiente de negócios do Brasil.

MINHA CASA

Um outro painel que teve auditório lotado de franceses foi o do programa Minha Casa Minha Vida, explanado pela Secretária Nacional de Habitação Inês Magalhães. Nessa apresentação, chamou muito a atenção o número de 4,5 milhões de casas construídas nos últimos oito anos em nosso País, contra 1,4 milhão entre 1996 e 2002. Outro painel brasileiro de destaque trouxe Sérgio Watanabe, presidente do Sinduscon que, entre outros dados interessantes, apresentou um crescimento do emprego de 1,5 milhão em 2001 para 3,2 milhões em 2011, o que traz hoje taxa de desemprego no setor de apenas 2,3%, o que, em um cenário de crise europeia é muito bem visto.

ENERGIA

O grande tema do evento é a eficiência energética na construção de casas. Essa edição de 2011 está focada especialmente nas questões da eficiência energética e acessibilidade.

Aqui na França, os edifícios públicos e residenciais já existentes deverão se adequar às exigências na nova lei de acessibilidade até janeiro de 2015. Além disso, a partir de 1º de janeiro de 2013, as licenças de construção para novas habitações devem atender a padrões de baixo consumo de energia.

Nesse contexto, para muitos, a feira é a oportunidade de expor e encontrar novas ideias e produtos sustentáveis. Dos 813 novos produtos expostos, com certeza uma grande parte deles está ligado a essa questão da eficiência de energia.

Dois pontos em especial me chamaram a atenção:

1) Aqui na feira, eles incorporaram o conceito de sustentabilidade ao treinamento dos trabalhadores da construção civil e criaram o eco trabalhador.

2) Uma solução muito interessante que muitos expositores trouxeram foi a construção de jardins nos telhados das casas, como eficientes diminuidores de energia.

Essas e outras novidades estarão abertas ao setor até o fim da semana. É uma feira que vale muito a pena ser vista.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;