Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 27 de Fevereiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Mano diz que faltou poder de definição ao Cruzeiro para vencer clássico

Rafael Ribeiro / CBF  Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra


23/10/2017 | 09:07


O técnico Mano Menezes avaliou que o Cruzeiro deixou escapar a vitória no clássico contra o Atlético Mineiro por falta de poder de definição, desperdiçando as oportunidades de gol que criou. No domingo, o time até abriu 1 a 0 na partida válida pela 30ª rodada do Campeonato Brasileiro, disputada no Mineirão, mas acabou sendo batido por 3 a 1 após ser vazado em três oportunidades no segundo tempo.

"Temos sofrido bastante por falta de mais força na última linha de ataque. Nossos jogadores são extremamente técnicos, nós jogamos assim alguns jogos, mas na hora em que precisa mais contundência, como hoje, ficou claro que faltou um homem com característica de finalizador na frente. É o que estamos levando hoje. É uma semana ruim para a gente, mas acontece no futebol. Vamos colocar a cabeça no lugar, trabalhar essa semana que temos pela frente e enfrentar o Palmeiras, que vem crescendo na competição", disse.

Mano assegurou que a sua avaliação não apaga os méritos do Atlético-MG no clássico mineiro. Mas também apontou que o seu time teve diversas chances em contra-ataques de abrir 2 a 0, o que definiria a partida. Mas como não conseguiu, acabou sendo batido.

"Claro que a gente não desmerece porque a gente respeita o nosso adversário. A única coisa que penso fora dos méritos que a gente dá de reconhecimento é que o Cruzeiro teve o jogo na sua mão depois que fez 1 a 0. Tivemos uma chance claríssima com o Alisson, em que nós entramos (na grande área). No segundo tempo certamente tivemos dez contra-ataques à nossa disposição. Certamente um 2 a 0 naquela hora mataria o jogo", analisou o treinador.

O revés deixou o Cruzeiro com 47 pontos e em quinto lugar no Brasileirão. O time voltará a jogar na próxima segunda-feira, quando vai encarar o Palmeiras, no Allianz Parque, pela 31ª rodada.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Mano diz que faltou poder de definição ao Cruzeiro para vencer clássico


23/10/2017 | 09:07


O técnico Mano Menezes avaliou que o Cruzeiro deixou escapar a vitória no clássico contra o Atlético Mineiro por falta de poder de definição, desperdiçando as oportunidades de gol que criou. No domingo, o time até abriu 1 a 0 na partida válida pela 30ª rodada do Campeonato Brasileiro, disputada no Mineirão, mas acabou sendo batido por 3 a 1 após ser vazado em três oportunidades no segundo tempo.

"Temos sofrido bastante por falta de mais força na última linha de ataque. Nossos jogadores são extremamente técnicos, nós jogamos assim alguns jogos, mas na hora em que precisa mais contundência, como hoje, ficou claro que faltou um homem com característica de finalizador na frente. É o que estamos levando hoje. É uma semana ruim para a gente, mas acontece no futebol. Vamos colocar a cabeça no lugar, trabalhar essa semana que temos pela frente e enfrentar o Palmeiras, que vem crescendo na competição", disse.

Mano assegurou que a sua avaliação não apaga os méritos do Atlético-MG no clássico mineiro. Mas também apontou que o seu time teve diversas chances em contra-ataques de abrir 2 a 0, o que definiria a partida. Mas como não conseguiu, acabou sendo batido.

"Claro que a gente não desmerece porque a gente respeita o nosso adversário. A única coisa que penso fora dos méritos que a gente dá de reconhecimento é que o Cruzeiro teve o jogo na sua mão depois que fez 1 a 0. Tivemos uma chance claríssima com o Alisson, em que nós entramos (na grande área). No segundo tempo certamente tivemos dez contra-ataques à nossa disposição. Certamente um 2 a 0 naquela hora mataria o jogo", analisou o treinador.

O revés deixou o Cruzeiro com 47 pontos e em quinto lugar no Brasileirão. O time voltará a jogar na próxima segunda-feira, quando vai encarar o Palmeiras, no Allianz Parque, pela 31ª rodada.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;