Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 28 de Maio

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Presidente da Colômbia fixa prazo para fim do conflito armado


Da AFP

23/11/2003 | 13:25


O presidente da Colômbia, Alvaro Uribe, deu a seus militares um prazo de dois anos para acabar com o conflito armado, informou o novo comandante do exército, o general Martín Orlando Carreño, em uma entrevista publicada neste domingo.

"A ordem foi precisa e concreta: acabar com o conflito. Tenho de me empenhar, me sacrificar com corpo e alma, e cumprir esta missão. Estamos melhorando para chegar à vitória dentro do pouco tempo que nos resta: dois anos", declarou o general ao jornal El Espectador.

Carreño, que assumiu o cargo terça-feira passada em meio a uma série de substituições na cúpula militar colombiana, destacou que o exército promoverá uma nova estratégia para apoiar a política de segurança do governo de Uribe, que assumiu a presidência da Colômbia em agosto de 2002 por um período de quatro anos.

O general Carreño afirmou que o exército reforçará o trabalho de inteligência para localizar e capturar os membros do comando central das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc), principalmente seu dirigente Manuel Marulanda, também conhecido como 'Tirofijo', e o líder militar Jorge Briceño ('Mono Jojoy').

"Vamos localizá-los. Estamos realizando um trabalho de inteligência. O povo colombiano quer cabeças, nossa intenção é de trazê-las", avisou Carreño.

O general destacou que a segurança será reforçada nas fronteiras, principalmente com o Equador e a Venezuela, e que serão promovidas operações coordenadas com os militares dos países vizinhos.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Presidente da Colômbia fixa prazo para fim do conflito armado

Da AFP

23/11/2003 | 13:25


O presidente da Colômbia, Alvaro Uribe, deu a seus militares um prazo de dois anos para acabar com o conflito armado, informou o novo comandante do exército, o general Martín Orlando Carreño, em uma entrevista publicada neste domingo.

"A ordem foi precisa e concreta: acabar com o conflito. Tenho de me empenhar, me sacrificar com corpo e alma, e cumprir esta missão. Estamos melhorando para chegar à vitória dentro do pouco tempo que nos resta: dois anos", declarou o general ao jornal El Espectador.

Carreño, que assumiu o cargo terça-feira passada em meio a uma série de substituições na cúpula militar colombiana, destacou que o exército promoverá uma nova estratégia para apoiar a política de segurança do governo de Uribe, que assumiu a presidência da Colômbia em agosto de 2002 por um período de quatro anos.

O general Carreño afirmou que o exército reforçará o trabalho de inteligência para localizar e capturar os membros do comando central das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc), principalmente seu dirigente Manuel Marulanda, também conhecido como 'Tirofijo', e o líder militar Jorge Briceño ('Mono Jojoy').

"Vamos localizá-los. Estamos realizando um trabalho de inteligência. O povo colombiano quer cabeças, nossa intenção é de trazê-las", avisou Carreño.

O general destacou que a segurança será reforçada nas fronteiras, principalmente com o Equador e a Venezuela, e que serão promovidas operações coordenadas com os militares dos países vizinhos.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;