Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 28 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Mano Menezes vê como ideal momento para pegar a Argentina


Thiago Bassan
Especial para o Diário

15/11/2010 | 07:01


A Seleção Brasileira embarcou na madrugada de domingo para Doha, no Catar, local do amistoso de quarta-feira, às 15h (de Brasília), contra a Argentina. O técnico Mano Menezes e a comissão técnica, além dos atletas que jogam no Brasil, viajaram. Os jogadores que atuam na Europa se apresentariam no Hotel Four Seasons, exceção a Lucas.

Após perder dois atletas por contusão (Alexandre Pato e Rafael), Mano espera ter todo o elenco disponível para enfrentar o maior rival da Seleção. Em entrevista ao jornal O Globo, o treinador avaliou como ideal o momento para o clássico sul-americano.

Na interpretação de Mano, a Argentina saiu da Copa melhor do que entrou. E ainda segundo ele, o duelo servirá de parâmetro para o trabalho que vem sendo realizado pela nova comissão técnica.

O técnico também destacou a presença de Ronaldinho Gaúcho entre os convocados. Para o ex-técnico do Corinthians, as atuações do meia entre os anos de 2003 e 2006 foram marcantes na história do futebol, o que faz a equipe ser mais respeitada quando está com o jogador do Milan em campo.

A maneira com que Ronaldinho Gaúcho tem se portado nas quatro linhas agrada ao treinador porque, segundo ele, o craque tem condições de ditar o ritmo de uma equipe, sabendo a hora de acelerar e o momento de cadenciar o jogo.

Mesmo com todos os elogios, Mano fica em cima do muro quando questionado sobre a permanência do jogador na Seleção. O treinador diz que essa condição depende muito do próprio atleta.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Mano Menezes vê como ideal momento para pegar a Argentina

Thiago Bassan
Especial para o Diário

15/11/2010 | 07:01


A Seleção Brasileira embarcou na madrugada de domingo para Doha, no Catar, local do amistoso de quarta-feira, às 15h (de Brasília), contra a Argentina. O técnico Mano Menezes e a comissão técnica, além dos atletas que jogam no Brasil, viajaram. Os jogadores que atuam na Europa se apresentariam no Hotel Four Seasons, exceção a Lucas.

Após perder dois atletas por contusão (Alexandre Pato e Rafael), Mano espera ter todo o elenco disponível para enfrentar o maior rival da Seleção. Em entrevista ao jornal O Globo, o treinador avaliou como ideal o momento para o clássico sul-americano.

Na interpretação de Mano, a Argentina saiu da Copa melhor do que entrou. E ainda segundo ele, o duelo servirá de parâmetro para o trabalho que vem sendo realizado pela nova comissão técnica.

O técnico também destacou a presença de Ronaldinho Gaúcho entre os convocados. Para o ex-técnico do Corinthians, as atuações do meia entre os anos de 2003 e 2006 foram marcantes na história do futebol, o que faz a equipe ser mais respeitada quando está com o jogador do Milan em campo.

A maneira com que Ronaldinho Gaúcho tem se portado nas quatro linhas agrada ao treinador porque, segundo ele, o craque tem condições de ditar o ritmo de uma equipe, sabendo a hora de acelerar e o momento de cadenciar o jogo.

Mesmo com todos os elogios, Mano fica em cima do muro quando questionado sobre a permanência do jogador na Seleção. O treinador diz que essa condição depende muito do próprio atleta.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;