Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 20 de Fevereiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Corinthians se despede do Pacaembu contra o Náutico


Das Agências

21/11/2009 | 07:00


O duelo de hoje, às 19h30, contra o Náutico será o último do Corinthians no Pacaembu neste ano. Inicialmente, a despedida de ‘sua casa' estava programada para o dia 29, contra o Flamengo, mas atendendo a pedido da PM paulista, a CBF (Confederação Brasileira da Futebol) transferiu a partida para Campinas e irritou o técnico Mano Menezes.

"Esperava um bom senso que não houve. Podiam ter esperado o jogo da quarta. Quem sabe o Palmeiras poderia sair de São Paulo e o Corinthians ficar, seria melhor para todo mundo", questionou o treinador. Na quarta-feira, o Palmeiras perdeu para o Grêmio e suas chances de título se complicaram.

A despedida corintiana vai ser melancólica. Além de não brigar por mais nada na competição, o Timão entra em campo com nove desfalques. Edu, Elias, Ronaldo e Jorge Elias são os únicos titulares confirmados no jogo.

Defederico e Balbuena ficam fora porque estão suspensos, Jucilei, William, Marcelo Mattos e Alessandro recuperam-se de lesões, assim como Chicão e Dentinho. O goleiro Felipe fica fora porque Mano Menezes decidiu fazer rodízio com os goleiros. "Cada um dos três vai fazer uma partida", disse o treinador, que escalou Rafael Santos para a partida e terá de improvisar.

O atacante Marcelinho, 19 anos, jogará na lateral-direita. Para o treinador, não há problema em escalar o jogador fora da posição de origem. "Já havia utilizado o Marcelinho como ala em outros jogos e, dadas as circunstâncias, não tinha outra opção", explicou Mano.

Marcelinho, que fez oito jogos este ano, não reclama da improvisação, mas reconhece sua dificuldade na marcação. "É difícil, mas vou tentar me destacar para ser marcado e não ser o marcador."

Melhor para o Náutico que faz um jogo decisivo contra o rebaixamento, mas também sofre com desfalques.

Apesar da situação delicada do time na classificação, o lateral-esquerdo Anderson Santana, que retorna ao time titular por opção de Geninho, ainda acredita que o Náutico poderá se livrar do rebaixamento. "O grupo está motivado. Vou aproveitar a oportunidade e espero ajudar. Este será o jogo mais importante da minha vida", garantiu. "Continuamos acreditando. Enquanto houver matemática, vamos lutar."

Ameaçados, pernambucanos tentam evitar a queda

Náutico só tem uma opção hoje, no Pacaembu, ao enfrentar o Corinthians, pela penúltima rodada do Campeonato Brasileiro: vencer. Qualquer outro resultado deixará a equipe pernambucana muito próxima de amargar o rebaixamento para a Série B. Se cair, a torcida pernambucana terá motivos dobrados para lamentar pois o clube se juntará ao já rebaixado Sport, outra equipe de Recife.

O Náutico é o penúltimo colocado do Brasileirão, com 35 pontos, e está seis atrás do Botafogo, primeiro time fora da zona de descenso, faltando três rodadas para o final da competição.

Se o resultado de hoje for um empate, o Náutico ficará na torcida para que o São Paulo vença o Botafogo amanhã. Caso contrário, o time vai para a Segundona.

Para complicar ainda mais a situação da equipe, o técnico Geninho não contará com quatro jogadores importantes. O zagueiro Claudio Luiz e o meia Irênio cumprem suspensão pelo terceiro amarelo. Johnny e Derley também estão fora, vetados pelo departamento médico. (Do Diário do Grande ABC)



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Corinthians se despede do Pacaembu contra o Náutico

Das Agências

21/11/2009 | 07:00


O duelo de hoje, às 19h30, contra o Náutico será o último do Corinthians no Pacaembu neste ano. Inicialmente, a despedida de ‘sua casa' estava programada para o dia 29, contra o Flamengo, mas atendendo a pedido da PM paulista, a CBF (Confederação Brasileira da Futebol) transferiu a partida para Campinas e irritou o técnico Mano Menezes.

"Esperava um bom senso que não houve. Podiam ter esperado o jogo da quarta. Quem sabe o Palmeiras poderia sair de São Paulo e o Corinthians ficar, seria melhor para todo mundo", questionou o treinador. Na quarta-feira, o Palmeiras perdeu para o Grêmio e suas chances de título se complicaram.

A despedida corintiana vai ser melancólica. Além de não brigar por mais nada na competição, o Timão entra em campo com nove desfalques. Edu, Elias, Ronaldo e Jorge Elias são os únicos titulares confirmados no jogo.

Defederico e Balbuena ficam fora porque estão suspensos, Jucilei, William, Marcelo Mattos e Alessandro recuperam-se de lesões, assim como Chicão e Dentinho. O goleiro Felipe fica fora porque Mano Menezes decidiu fazer rodízio com os goleiros. "Cada um dos três vai fazer uma partida", disse o treinador, que escalou Rafael Santos para a partida e terá de improvisar.

O atacante Marcelinho, 19 anos, jogará na lateral-direita. Para o treinador, não há problema em escalar o jogador fora da posição de origem. "Já havia utilizado o Marcelinho como ala em outros jogos e, dadas as circunstâncias, não tinha outra opção", explicou Mano.

Marcelinho, que fez oito jogos este ano, não reclama da improvisação, mas reconhece sua dificuldade na marcação. "É difícil, mas vou tentar me destacar para ser marcado e não ser o marcador."

Melhor para o Náutico que faz um jogo decisivo contra o rebaixamento, mas também sofre com desfalques.

Apesar da situação delicada do time na classificação, o lateral-esquerdo Anderson Santana, que retorna ao time titular por opção de Geninho, ainda acredita que o Náutico poderá se livrar do rebaixamento. "O grupo está motivado. Vou aproveitar a oportunidade e espero ajudar. Este será o jogo mais importante da minha vida", garantiu. "Continuamos acreditando. Enquanto houver matemática, vamos lutar."

Ameaçados, pernambucanos tentam evitar a queda

Náutico só tem uma opção hoje, no Pacaembu, ao enfrentar o Corinthians, pela penúltima rodada do Campeonato Brasileiro: vencer. Qualquer outro resultado deixará a equipe pernambucana muito próxima de amargar o rebaixamento para a Série B. Se cair, a torcida pernambucana terá motivos dobrados para lamentar pois o clube se juntará ao já rebaixado Sport, outra equipe de Recife.

O Náutico é o penúltimo colocado do Brasileirão, com 35 pontos, e está seis atrás do Botafogo, primeiro time fora da zona de descenso, faltando três rodadas para o final da competição.

Se o resultado de hoje for um empate, o Náutico ficará na torcida para que o São Paulo vença o Botafogo amanhã. Caso contrário, o time vai para a Segundona.

Para complicar ainda mais a situação da equipe, o técnico Geninho não contará com quatro jogadores importantes. O zagueiro Claudio Luiz e o meia Irênio cumprem suspensão pelo terceiro amarelo. Johnny e Derley também estão fora, vetados pelo departamento médico. (Do Diário do Grande ABC)

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;