Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 16 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Remanescente dos tempos de glória, ídolo Sílvio Luiz retorna ao São Caetano

Ricardo Trida/DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Goleiro campeão paulista em 2004 faz estágio no clube para auxiliar o preparador Fernando Zurlo


Thiago Bassan
Do Diário do Grande ABC

12/03/2014 | 07:00


O bom filho à casa torna. Considerado por muitos como o melhor goleiro do São Caetano em todos os tempos, Sílvio Luiz está de volta ao clube após oito anos. O ex-jogador, campeão paulista em 2004, retorna ao Azulão, pelo qual viveu os melhores momentos da carreira agora em nova função. Ele está realizando estágio não remunerado como auxiliar de preparador de goleiros, ao lado de Fernando Zurlo.

“Passei oito anos no clube, muito sucesso, muitas alegrias. É um prazer enorme. Já havia começado essa função no ano passado, no Búzios (Rio de Janeiro), mas tive a oportunidade de vir ao São Caetano. Conheço todo mundo e vivi a melhor fase da minha carreira aqui. Estou muito feliz e espero contribuir com os jogadores passando a minha experiência”, disse o ex-arqueiro.

Goleiro titular na época em que o Azulão disputou as finais da Copa João Havelange em 2000, Campeonato Brasileiro em 2001, Libertadores em 2002 e Paulista em 2004, Sílvio Luiz acredita que, por causa da estrutura, o São Caetano pode voltar rapidamente aos tempos de glória.

“Nos dedicamos muito para conquistar o que conseguimos na época. O momento atual nos deixa muito tristes, mas a gente sabe que o futebol tem altos e baixos, por isso acredito que vamos desenvolver trabalho forte para reverter toda essa situação”, disse Sílvio Luiz.

O ex-arqueiro comemorou também o fato de poder trabalhar ao lado de Luiz, que herdou a camisa um em 2006. “Ele tem muito potencial, assim como o Rafael Santos, o Júnior Belliato e o Álvaro. São grandes goleiros e ainda vão ajudar muito o São Caetano nas competições pela frente”, analisou.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Remanescente dos tempos de glória, ídolo Sílvio Luiz retorna ao São Caetano

Goleiro campeão paulista em 2004 faz estágio no clube para auxiliar o preparador Fernando Zurlo

Thiago Bassan
Do Diário do Grande ABC

12/03/2014 | 07:00


O bom filho à casa torna. Considerado por muitos como o melhor goleiro do São Caetano em todos os tempos, Sílvio Luiz está de volta ao clube após oito anos. O ex-jogador, campeão paulista em 2004, retorna ao Azulão, pelo qual viveu os melhores momentos da carreira agora em nova função. Ele está realizando estágio não remunerado como auxiliar de preparador de goleiros, ao lado de Fernando Zurlo.

“Passei oito anos no clube, muito sucesso, muitas alegrias. É um prazer enorme. Já havia começado essa função no ano passado, no Búzios (Rio de Janeiro), mas tive a oportunidade de vir ao São Caetano. Conheço todo mundo e vivi a melhor fase da minha carreira aqui. Estou muito feliz e espero contribuir com os jogadores passando a minha experiência”, disse o ex-arqueiro.

Goleiro titular na época em que o Azulão disputou as finais da Copa João Havelange em 2000, Campeonato Brasileiro em 2001, Libertadores em 2002 e Paulista em 2004, Sílvio Luiz acredita que, por causa da estrutura, o São Caetano pode voltar rapidamente aos tempos de glória.

“Nos dedicamos muito para conquistar o que conseguimos na época. O momento atual nos deixa muito tristes, mas a gente sabe que o futebol tem altos e baixos, por isso acredito que vamos desenvolver trabalho forte para reverter toda essa situação”, disse Sílvio Luiz.

O ex-arqueiro comemorou também o fato de poder trabalhar ao lado de Luiz, que herdou a camisa um em 2006. “Ele tem muito potencial, assim como o Rafael Santos, o Júnior Belliato e o Álvaro. São grandes goleiros e ainda vão ajudar muito o São Caetano nas competições pela frente”, analisou.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;