Fechar
Publicidade

Domingo, 25 de Agosto

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

São Caetano aposta em sobrevivência contra o Sport em Recife

Equipe tem de vencer para continuar com esperanças de evitar rebaixamento na Série B


Thiago Bassan
Do Diário do Grande ABC

02/11/2013 | 07:00


É tudo ou nada em outra decisão para o São Caetano tentar evitar outro rebaixamento no desastroso ano de 2013. O Azulão encara o Sport, às 17h20, na Ilha do Retiro, em Recife, pela 33ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. O time do Grande ABC está em penúltimo lugar e precisa vencer pelo menos quatro das seis partidas que restam na competição.

A necessidade do triunfo em partida teoricamente difícil, já que o Leão da Ilha briga para permanecer no G-4, não preocupa os atletas do Azulão. O zagueiro Wagner, provável substituto de Bruno Aguiar (o defensor não poderá atuar por estar emprestado ao Azulão pela equipe de pernambuco), espera desafio difícil, mas diz que o grupo está plenamente preparado.

“A pressão será forte, o que é normal fora de casa. Mas quem escolhe essa carreira de jogador não se preocupa com isso. Dentro de campo são 11 contra 11. Temos apenas de fazer nosso papel, colocar em prática tudo que treinamos durante a semana e ir para cima, buscando a vitória, único resultado que nos interessa”, destacou o atleta.

O atacante Marcelo Soares credita a necessidade da vitória no Recife aos resultados que os adversários diretos na briga pelo rebaixamento conseguiram no início da rodada.

“Vamos em busca do resultado positivo de qualquer forma. O Paysandu venceu seu jogo contra o América-MG, o que aumenta a nossa responsabilidade. Mas estamos tranquilos e confiantes em trazer os três pontos”, destacou. Mesmo após retornar de suspensão, o volante Leandro Carvalho deve seguir fora da equipe. A tendência é que Jardel seja mantido como titular no meio campo, ao lado de Fabinho.

SPORT

Apesar do momento nebuloso que o São Caetano atravessa, o time pernambucano prega respeito. “Pegar os últimos colocados é bem mais complicado. Eles vêm como franco-atiradores e a nossa obrigação é ganhar. O São Caetano é bem mais qualificado que o ASA e não podemos dar brechas”, disse o zagueiro Vinícius Simon.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

São Caetano aposta em sobrevivência contra o Sport em Recife

Equipe tem de vencer para continuar com esperanças de evitar rebaixamento na Série B

Thiago Bassan
Do Diário do Grande ABC

02/11/2013 | 07:00


É tudo ou nada em outra decisão para o São Caetano tentar evitar outro rebaixamento no desastroso ano de 2013. O Azulão encara o Sport, às 17h20, na Ilha do Retiro, em Recife, pela 33ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. O time do Grande ABC está em penúltimo lugar e precisa vencer pelo menos quatro das seis partidas que restam na competição.

A necessidade do triunfo em partida teoricamente difícil, já que o Leão da Ilha briga para permanecer no G-4, não preocupa os atletas do Azulão. O zagueiro Wagner, provável substituto de Bruno Aguiar (o defensor não poderá atuar por estar emprestado ao Azulão pela equipe de pernambuco), espera desafio difícil, mas diz que o grupo está plenamente preparado.

“A pressão será forte, o que é normal fora de casa. Mas quem escolhe essa carreira de jogador não se preocupa com isso. Dentro de campo são 11 contra 11. Temos apenas de fazer nosso papel, colocar em prática tudo que treinamos durante a semana e ir para cima, buscando a vitória, único resultado que nos interessa”, destacou o atleta.

O atacante Marcelo Soares credita a necessidade da vitória no Recife aos resultados que os adversários diretos na briga pelo rebaixamento conseguiram no início da rodada.

“Vamos em busca do resultado positivo de qualquer forma. O Paysandu venceu seu jogo contra o América-MG, o que aumenta a nossa responsabilidade. Mas estamos tranquilos e confiantes em trazer os três pontos”, destacou. Mesmo após retornar de suspensão, o volante Leandro Carvalho deve seguir fora da equipe. A tendência é que Jardel seja mantido como titular no meio campo, ao lado de Fabinho.

SPORT

Apesar do momento nebuloso que o São Caetano atravessa, o time pernambucano prega respeito. “Pegar os últimos colocados é bem mais complicado. Eles vêm como franco-atiradores e a nossa obrigação é ganhar. O São Caetano é bem mais qualificado que o ASA e não podemos dar brechas”, disse o zagueiro Vinícius Simon.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;