Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 23 de Agosto

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Cultura & Lazer

cultura@dgabc.com.br | 4435-8364

Drama pessoal
com boa dose
de comédia

Divulgação Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Complicações do cotidiano do astro são suavizadas em O Show de Michael J. Fox


Luís Felipe Soares
Do Diário do Grande ABC

02/11/2013 | 07:00


Quando Michael J. Fox foi diagnosticado com o mal de Parkinson nos anos 1990, sua vida mudou completamente. O desenvolvimento das complicações, principalmente a falta de controle sobre movimentos involuntários, fez com que se afastasse de seu então seriado Spin City em 2000 e, consequentemente, do mundo das câmeras. Desde então tem dedicado seu tempo a pesquisa para a cura da doença, relatou suas ideias sobre o assunto em livros e fez participações especiais – como a interessante passagem por Curb Your Enthusiasm, em 2011.

O desejo de reencontrar com o público que tanto o amou desde seu estouro na saga De Volta Para o Futuro o incentivou a bolar O Show de Michael J. Fox, atração que vai ao ar nas noites de segunda, às 20h, no Comedy Central. O nome da série diz tudo: o ator norte-americano é o centro das atenções. A aposta em sua popularidade é tamanha que a rede NBC não precisou de um episódio piloto para autorizar a produção de uma temporada completa na estreia.

Na pele do protagonista Mike Burnaby, Fox vê parte de sua vida privada refletida nos episódios. O personagem é um dos âncoras mais queridos da cidade de Nova York cujo mal de Parkinson o obriga a deixar o emprego. Após um tempo afastado, ele decide retomar a carreira. Não faltam piadas em relação ao antigo chefe e a sua nova e jovem produtora.

A parte biográfica aumenta na medida em que muitas situações cotidianas são inspiradas por acontecimentos reais, como a batalha de Fox de servir a comida em uma refeição familiar ou para escovar os dentes. O clã Henry é formado pela mulher Annie (papel de Betsy Brandt, recém-saída de Breaking Bad) e os filhos Ian, Eve e o pequeno Graham.

O objetivo do programa é suavizar esses pequenos dramas e ampliar sua capacidade cômica. Não se trata de um reality show. Aos 52 anos, o novo desafio de Fox é ir além do posto de herói norte-americano que lhe foi dado devido à luta contra a doença degenerativa. A fala rápida do passado ficou para trás e seu constante arregalar dos olhos não faz parte de nenhum papel. O astro está convicto de sua realidade e agora está disposto a fazer graça com parte dela na companhia do público.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Drama pessoal
com boa dose
de comédia

Complicações do cotidiano do astro são suavizadas em O Show de Michael J. Fox

Luís Felipe Soares
Do Diário do Grande ABC

02/11/2013 | 07:00


Quando Michael J. Fox foi diagnosticado com o mal de Parkinson nos anos 1990, sua vida mudou completamente. O desenvolvimento das complicações, principalmente a falta de controle sobre movimentos involuntários, fez com que se afastasse de seu então seriado Spin City em 2000 e, consequentemente, do mundo das câmeras. Desde então tem dedicado seu tempo a pesquisa para a cura da doença, relatou suas ideias sobre o assunto em livros e fez participações especiais – como a interessante passagem por Curb Your Enthusiasm, em 2011.

O desejo de reencontrar com o público que tanto o amou desde seu estouro na saga De Volta Para o Futuro o incentivou a bolar O Show de Michael J. Fox, atração que vai ao ar nas noites de segunda, às 20h, no Comedy Central. O nome da série diz tudo: o ator norte-americano é o centro das atenções. A aposta em sua popularidade é tamanha que a rede NBC não precisou de um episódio piloto para autorizar a produção de uma temporada completa na estreia.

Na pele do protagonista Mike Burnaby, Fox vê parte de sua vida privada refletida nos episódios. O personagem é um dos âncoras mais queridos da cidade de Nova York cujo mal de Parkinson o obriga a deixar o emprego. Após um tempo afastado, ele decide retomar a carreira. Não faltam piadas em relação ao antigo chefe e a sua nova e jovem produtora.

A parte biográfica aumenta na medida em que muitas situações cotidianas são inspiradas por acontecimentos reais, como a batalha de Fox de servir a comida em uma refeição familiar ou para escovar os dentes. O clã Henry é formado pela mulher Annie (papel de Betsy Brandt, recém-saída de Breaking Bad) e os filhos Ian, Eve e o pequeno Graham.

O objetivo do programa é suavizar esses pequenos dramas e ampliar sua capacidade cômica. Não se trata de um reality show. Aos 52 anos, o novo desafio de Fox é ir além do posto de herói norte-americano que lhe foi dado devido à luta contra a doença degenerativa. A fala rápida do passado ficou para trás e seu constante arregalar dos olhos não faz parte de nenhum papel. O astro está convicto de sua realidade e agora está disposto a fazer graça com parte dela na companhia do público.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;