Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 27 de Maio

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

S.Bernardo fará audiência para discutir Plano Diretor


Teresa Pimenta
Do Diário do Grande ABC

21/01/2006 | 08:03


Acontece neste domingo a primeira audiência pública regional para discussão do Plano Diretor de São Bernardo, a partir das 9h, na Emeb (Escola Municipal de Educação Básica) Professora Nádia Issa Pina, na avenida Imperatriz Leopoldina, 1.080, bairro Nova Petrópolis. Até abril, a população poderá participar de encontros – em oito bairros – temáticos: Desenvolvimento Urbano e Ambiental, Mobilidade Urbana, Saneamento Ambiental e Habitação.

O site da Prefeitura (www.saobernardo.sp.gov.br) tem uma área especial para as discussões do Plano Diretor, com calendário, horários e endereços das audiências. Também será possível encaminhar sugestões e participar pela internet. O Plano Diretor deve conter as propostas para o ordenamento e uso dos espaços urbanos para um período máximo de 20 anos, com atualização a cada 10 anos.

As próximas audiências estão programadas para os bairros Riacho Grande (29/10), Batistini (5/2), Rudge Ramos (12/2), Montanhão (19/2), Assunção (5/3), Planalto (12/3) e Alvarenga (19/3). Todas acontecem nas manhãs de domingo. A Prefeitura espera presença de pelo menos 200 pessoas em cada um dos encontros.

Na seqüência, serão realizadas as discussões temáticas e, em 9 de abril, será apresentado um balanço das sugestões populares. A versão final deve estar pronta e aprovada pela Câmara até 31 de outubro.

A recuperação de represa Billings deve ser um dos pontos centrais do plano, segundo o secretário de Planejamento e Tecnologia da Informação, Hiroyuki Minami. Ele quer um projeto para resgatar a "dívida" com a represa, degradada pela urbanização e industrialização da cidade ao longo dos anos.

Além das audiências públicas, será realizada uma pesquisa socioeconômica junto a empresários da indústria, comércio e serviços da cidade, que também vai subsidiar a elaboração do Plano Diretor. Segundo Minami, 100 estagiários, contratados por intermédio do Ciee (Centro de Integração Empresa-Escola), vão realizar o trabalho, que deve ficar pronto até o fim deste mês.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

S.Bernardo fará audiência para discutir Plano Diretor

Teresa Pimenta
Do Diário do Grande ABC

21/01/2006 | 08:03


Acontece neste domingo a primeira audiência pública regional para discussão do Plano Diretor de São Bernardo, a partir das 9h, na Emeb (Escola Municipal de Educação Básica) Professora Nádia Issa Pina, na avenida Imperatriz Leopoldina, 1.080, bairro Nova Petrópolis. Até abril, a população poderá participar de encontros – em oito bairros – temáticos: Desenvolvimento Urbano e Ambiental, Mobilidade Urbana, Saneamento Ambiental e Habitação.

O site da Prefeitura (www.saobernardo.sp.gov.br) tem uma área especial para as discussões do Plano Diretor, com calendário, horários e endereços das audiências. Também será possível encaminhar sugestões e participar pela internet. O Plano Diretor deve conter as propostas para o ordenamento e uso dos espaços urbanos para um período máximo de 20 anos, com atualização a cada 10 anos.

As próximas audiências estão programadas para os bairros Riacho Grande (29/10), Batistini (5/2), Rudge Ramos (12/2), Montanhão (19/2), Assunção (5/3), Planalto (12/3) e Alvarenga (19/3). Todas acontecem nas manhãs de domingo. A Prefeitura espera presença de pelo menos 200 pessoas em cada um dos encontros.

Na seqüência, serão realizadas as discussões temáticas e, em 9 de abril, será apresentado um balanço das sugestões populares. A versão final deve estar pronta e aprovada pela Câmara até 31 de outubro.

A recuperação de represa Billings deve ser um dos pontos centrais do plano, segundo o secretário de Planejamento e Tecnologia da Informação, Hiroyuki Minami. Ele quer um projeto para resgatar a "dívida" com a represa, degradada pela urbanização e industrialização da cidade ao longo dos anos.

Além das audiências públicas, será realizada uma pesquisa socioeconômica junto a empresários da indústria, comércio e serviços da cidade, que também vai subsidiar a elaboração do Plano Diretor. Segundo Minami, 100 estagiários, contratados por intermédio do Ciee (Centro de Integração Empresa-Escola), vão realizar o trabalho, que deve ficar pronto até o fim deste mês.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;