Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 8 de Abril

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

Compra da Valepar vai preservar empresa brasileira, diz BNDES


Do Diário OnLine

11/11/2003 | 12:24


O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) ampliou sua participação na Companhia Vale do Rio Doce (CVRD), a maior mineradora do país, adquirindo 8,5% do capital social da Valepar, holding da companhia. Segundo o diretor da Área Industrial do BNDES, Fábio Erber, a ação é uma “estratégia de preservação da empresa brasileira”.

“A Vale não é qualquer empresa. É estratégica para o desenvolvimento brasileiro. Temos uma preocupação geral de preservar empresas estratégicas para o desenvolvimento do país em mãos nacionais”, afirmou Erber em entrevista coletiva nesta terça-feira. O anúcio da compra foi feito na noite passada.

O presidente da Investvale (clube de empregados da Vale do Rio Doce do qual serão compradas as ações), Francisco Póvoa, por sua vez, afirmou que o conselho de administração aprovou a operação. “É mais sensata do que, por exemplo, uma multinacional controlando a Vale”, disse.

Com a nova compra, a participação do banco corresponde agora a 2,86% do capital total da empresa. Antes da operação, o BNDES tinha 1% de participação na Valepar, 5% no capital total da Companhia e 7% em ações ordinárias.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Compra da Valepar vai preservar empresa brasileira, diz BNDES

Do Diário OnLine

11/11/2003 | 12:24


O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) ampliou sua participação na Companhia Vale do Rio Doce (CVRD), a maior mineradora do país, adquirindo 8,5% do capital social da Valepar, holding da companhia. Segundo o diretor da Área Industrial do BNDES, Fábio Erber, a ação é uma “estratégia de preservação da empresa brasileira”.

“A Vale não é qualquer empresa. É estratégica para o desenvolvimento brasileiro. Temos uma preocupação geral de preservar empresas estratégicas para o desenvolvimento do país em mãos nacionais”, afirmou Erber em entrevista coletiva nesta terça-feira. O anúcio da compra foi feito na noite passada.

O presidente da Investvale (clube de empregados da Vale do Rio Doce do qual serão compradas as ações), Francisco Póvoa, por sua vez, afirmou que o conselho de administração aprovou a operação. “É mais sensata do que, por exemplo, uma multinacional controlando a Vale”, disse.

Com a nova compra, a participação do banco corresponde agora a 2,86% do capital total da empresa. Antes da operação, o BNDES tinha 1% de participação na Valepar, 5% no capital total da Companhia e 7% em ações ordinárias.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;