Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 1 de Junho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Grevistas são detidos após atacar ônibus em Santo André


Renan Fonseca
Do Diário do Grande ABC

03/06/2011 | 05:46


A quinta-feira foi marcada por confusões nas ruas de Santo André. Três grevistas foram detidos no início da noite por apedrejarem ônibus do trólebus em piquete formado na Avenida Ramiro Colleone. Além disso, o trânsito ficou caótico e passageiros foram obrigados a descer dos ônibus em outra abordagem na Pereira Barreto.

A greve dos rodoviários prossegue pelo menos até as 9h de hoje, quando ocorre assembleia para decidir se a categoria aceita proposta apresentada ontem à tarde, durante audiência de conciliação no Tribunal Regional do Trabalho, na Capital. Por outro lado, os trens funcionam normalmente. A paralisação dos funcionários da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos terminou à noite.

Grevistas da região, frustrados com trabalhadores que não aderiram ao movimento, causaram transtornos na Avenida Perimetral, após o Sindicato dos Rodoviários do Grande ABC cancelar assembleia que ocorreria à tarde.

Dois ônibus de circulação municipal foram parados, passageiros foram ameaçados para desembarcar e as chaves dos veículos foram levadas. A Polícia Militar conseguiu prender apenas um grevista. Os coletivos faziam, respectivamente, as linhas T-29 (que passa pela Avenida Queiroz Filho) e T-15 (que faz transporte até o Hospital Mário Covas). A Polícia Militar acionou o guincho para remover os veículos.

Na Avenida Pereira Barreto, próximo ao Shopping ABC, outro aglomerado de grevistas tentou impedir a circulação dos trólebus. Mais uma vez, a polícia conseguiu impedir a ação radical.

Na Ramiro Colleone, três cobradores foram detidos por atirar pedras em trólebus. Fabrício Bastos, 26 anos, explicou que caminhava acompanhado de aproximadamente 20 outros grevistas quando um deles atacou o veículo com pedra. "A polícia estava perto e revistou todo mundo. Eu e outros dois fomos apontados como autores, o que não é verdade", disse, no 1° DP.

Próximo à Praça 4º Centenário, outro piquete abordou um ônibus da linha T-27. Um dos passageiros, Robson Luiz Santos da Silva, iniciou discussão com os policiais, que o levaram para o 1° DP. Na delegacia, a Polícia Civil descobriu que ele devia pensão alimentícia e era procurado pela Justiça. Ele será liberado após pagar a dívida - o valor não foi informado.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Grevistas são detidos após atacar ônibus em Santo André

Renan Fonseca
Do Diário do Grande ABC

03/06/2011 | 05:46


A quinta-feira foi marcada por confusões nas ruas de Santo André. Três grevistas foram detidos no início da noite por apedrejarem ônibus do trólebus em piquete formado na Avenida Ramiro Colleone. Além disso, o trânsito ficou caótico e passageiros foram obrigados a descer dos ônibus em outra abordagem na Pereira Barreto.

A greve dos rodoviários prossegue pelo menos até as 9h de hoje, quando ocorre assembleia para decidir se a categoria aceita proposta apresentada ontem à tarde, durante audiência de conciliação no Tribunal Regional do Trabalho, na Capital. Por outro lado, os trens funcionam normalmente. A paralisação dos funcionários da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos terminou à noite.

Grevistas da região, frustrados com trabalhadores que não aderiram ao movimento, causaram transtornos na Avenida Perimetral, após o Sindicato dos Rodoviários do Grande ABC cancelar assembleia que ocorreria à tarde.

Dois ônibus de circulação municipal foram parados, passageiros foram ameaçados para desembarcar e as chaves dos veículos foram levadas. A Polícia Militar conseguiu prender apenas um grevista. Os coletivos faziam, respectivamente, as linhas T-29 (que passa pela Avenida Queiroz Filho) e T-15 (que faz transporte até o Hospital Mário Covas). A Polícia Militar acionou o guincho para remover os veículos.

Na Avenida Pereira Barreto, próximo ao Shopping ABC, outro aglomerado de grevistas tentou impedir a circulação dos trólebus. Mais uma vez, a polícia conseguiu impedir a ação radical.

Na Ramiro Colleone, três cobradores foram detidos por atirar pedras em trólebus. Fabrício Bastos, 26 anos, explicou que caminhava acompanhado de aproximadamente 20 outros grevistas quando um deles atacou o veículo com pedra. "A polícia estava perto e revistou todo mundo. Eu e outros dois fomos apontados como autores, o que não é verdade", disse, no 1° DP.

Próximo à Praça 4º Centenário, outro piquete abordou um ônibus da linha T-27. Um dos passageiros, Robson Luiz Santos da Silva, iniciou discussão com os policiais, que o levaram para o 1° DP. Na delegacia, a Polícia Civil descobriu que ele devia pensão alimentícia e era procurado pela Justiça. Ele será liberado após pagar a dívida - o valor não foi informado.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;