Fechar
Publicidade

Domingo, 23 de Fevereiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Filipinos protestam contra tropas norte-americanas


Do Diário OnLine

06/03/2002 | 10:25


Os filipinos realizaram na manhã desta quarta-feira uma manifestação nas ruas de Manila, capital das Filipinas, contra a presença de tropas dos Estados Unidos no país.

Os soldados norte-americanos auxiliam os soldados filipinos no combate à guerrilha de Abu Sayyaf, que seria ligada ao saudita Osama Bin Laden.

Na noite de terça-feira, mais de 60 mil pessoas deixaram suas residências para escapar dos combates entre os militantes da Frente Moro de Libertação Islâmica (MILF) com soldados filipinos, que deixaram 12 mortos e 16 feridos.

O brigadeiro Edilberto Adan, porta-voz das Forças Armadas, afirmou que os combates aconteceram quando o MILF tentou retomar algumas das 45 bases da guerrilha tomadas pelo governo em 2000.

O MILF é o principal grupo rebelde filipino que luta pela criação de um Estado islâmico no Sul do país de maioria católica.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Filipinos protestam contra tropas norte-americanas

Do Diário OnLine

06/03/2002 | 10:25


Os filipinos realizaram na manhã desta quarta-feira uma manifestação nas ruas de Manila, capital das Filipinas, contra a presença de tropas dos Estados Unidos no país.

Os soldados norte-americanos auxiliam os soldados filipinos no combate à guerrilha de Abu Sayyaf, que seria ligada ao saudita Osama Bin Laden.

Na noite de terça-feira, mais de 60 mil pessoas deixaram suas residências para escapar dos combates entre os militantes da Frente Moro de Libertação Islâmica (MILF) com soldados filipinos, que deixaram 12 mortos e 16 feridos.

O brigadeiro Edilberto Adan, porta-voz das Forças Armadas, afirmou que os combates aconteceram quando o MILF tentou retomar algumas das 45 bases da guerrilha tomadas pelo governo em 2000.

O MILF é o principal grupo rebelde filipino que luta pela criação de um Estado islâmico no Sul do país de maioria católica.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;