Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 25 de Fevereiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Assange diz que se entrega se Londres não extraditá-lo aos Estados Unidos

Cancilleria de Ecuador/Fotos Públicas Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra


27/10/2018 | 07:00


O fundador do WikiLeaks, Julian Assange, asilado na Embaixada do Equador em Londres desde 2012, estaria disposto a se entregar à justiça do Reino Unido se receber a garantia de que não será extraditado para os EUA, informou na sexta-feira, 26, um de seus advogados.

O procurador-geral do Equador, Íñigo Salvador, afirmou que, em agosto, o Reino Unido havia garantido que ele não seria extraditado se deixasse a embaixada.

Segundo ele, Londres não recebeu pedido de extradição e disse que o período que Assange passaria em uma prisão britânica por violar os termos da condicional, após se refugiar na embaixada, não excederia seis meses.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Assange diz que se entrega se Londres não extraditá-lo aos Estados Unidos


27/10/2018 | 07:00


O fundador do WikiLeaks, Julian Assange, asilado na Embaixada do Equador em Londres desde 2012, estaria disposto a se entregar à justiça do Reino Unido se receber a garantia de que não será extraditado para os EUA, informou na sexta-feira, 26, um de seus advogados.

O procurador-geral do Equador, Íñigo Salvador, afirmou que, em agosto, o Reino Unido havia garantido que ele não seria extraditado se deixasse a embaixada.

Segundo ele, Londres não recebeu pedido de extradição e disse que o período que Assange passaria em uma prisão britânica por violar os termos da condicional, após se refugiar na embaixada, não excederia seis meses.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;