Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 6 de Abril

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

'Maioria dos gays são pervertidos', diz cardeal belga


Do Diário OnLine
Com Agências

21/01/2004 | 11:29


Um cardeal belga declarou nesta quarta-feira que a maioria das lésbicas e gays são pessoas “sexualmente pervertidas”, e que apenas entre 5% a 10% são realmente homossexuais. O cardeal Gustaaf Joos, 80 anos, em entrevista à revista belga P-Magazien, disse ainda que quer escrever a declaração “com seu próprio sangue”.

"De todas essas pessoas que se dizem lésbicas e gays, no máximo de 5% a 10% são efetivamente homossexuais. Todos os outros são sexualmente pervertidos", disse. Reforçando essa declaração, o religioso ainda disse que "homossexuais verdadeiros não andam nas ruas com roupas coloridas."

Joos, que foi eleito cardeal pelo papa João Paulo II no ano passado, ainda disse que não está preocupado se homossexuais baterem em sua porta para protestar. "Eu não abrirei a porta", completou.

Apesar disso, ele disse que os homossexuais "são pessoas que têm sérios problemas e têm de viver com isso". "Se eles cometem um erro, serão desculpados. Nós temos de ajudar essas pessoas, não julgá-las. A igreja rejeita o homossexualismo, não os homossexuais", disse.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

'Maioria dos gays são pervertidos', diz cardeal belga

Do Diário OnLine
Com Agências

21/01/2004 | 11:29


Um cardeal belga declarou nesta quarta-feira que a maioria das lésbicas e gays são pessoas “sexualmente pervertidas”, e que apenas entre 5% a 10% são realmente homossexuais. O cardeal Gustaaf Joos, 80 anos, em entrevista à revista belga P-Magazien, disse ainda que quer escrever a declaração “com seu próprio sangue”.

"De todas essas pessoas que se dizem lésbicas e gays, no máximo de 5% a 10% são efetivamente homossexuais. Todos os outros são sexualmente pervertidos", disse. Reforçando essa declaração, o religioso ainda disse que "homossexuais verdadeiros não andam nas ruas com roupas coloridas."

Joos, que foi eleito cardeal pelo papa João Paulo II no ano passado, ainda disse que não está preocupado se homossexuais baterem em sua porta para protestar. "Eu não abrirei a porta", completou.

Apesar disso, ele disse que os homossexuais "são pessoas que têm sérios problemas e têm de viver com isso". "Se eles cometem um erro, serão desculpados. Nós temos de ajudar essas pessoas, não julgá-las. A igreja rejeita o homossexualismo, não os homossexuais", disse.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;