Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 17 de Setembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Tite revela que vai observar jogadores no recesso da seleção brasileira até março



17/11/2016 | 07:00


Após encerrar a temporada de 2016 com a classificação à Copa do Mundo de 2018, que será na Rússia, praticamente definida, a seleção brasileira só voltará a se reunir em março para os confrontos contra Uruguai e Paraguai, pelas Eliminatórias. Mas o técnico Tite não pretende descansar até lá. O treinador já definiu que utilizará os próximos meses para avaliar de perto jogadores que podem vir a ser convocados.

A programação ainda está sendo fechada com o coordenador Edu Gaspar, que não foi a Lima, onde a seleção venceu o Peru por 2 a 0 na última terça-feira, por causa de uma virose. É certo, contudo, que os dois farão um giro pela Europa. "Temos programadas uma série de viagens para acompanhar atletas convocados e outros que foram chamados em convocações anteriores", revelou Tite.

O treinador citou dois atletas que estão em seu radar. "Quero ver um jogo do Elias, do Luiz Gustavo e de todos os outros, para que eu possa ser o mais justo possível", afirmou. "Vou errar, mas vou trabalhar mesmo não tendo jogos da seleção".

Em comum está o fato de os dois jogadores citados por Tite terem tido passagens pela seleção em passado recente e de terem criado algum mal-estar envolvendo a equipe nacional.

Luiz Gustavo, por exemplo, era atleta de confiança do técnico Dunga, mas pediu dispensa às vésperas de o Brasil estrear na Copa América Centenário. O motivo alegado foi "problemas pessoais". Dunga acabou demitido pouco tempo depois, em função da eliminação da seleção na primeira fase do torneio, e o volante do Wolfsburg não foi chamado nas três convocações do atual técnico.

Elias, por sua vez, atuou sob o comando de Tite no Corinthians e, mesmo assim, ficou de fora da seleção até aqui. Quando o técnico anunciou a primeira lista, o jogador do Sporting Lisboa declarou publicamente que ficara "chateado" por não ter sido chamado. À época, Tite alegou que ele não estava em suas melhores condições físicas.

Antes de viajar à Europa, porém, o técnico deverá assistir alguns jogos desta reta final do Campeonato Brasileiro. É possível também que Tite acompanhe uma das partidas finais da Copa do Brasil entre Grêmio e Atlético Mineiro. O treinador teve passagem pelas duas equipes e foi campeão da competição com o clube gaúcho, em 2001.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Tite revela que vai observar jogadores no recesso da seleção brasileira até março


17/11/2016 | 07:00


Após encerrar a temporada de 2016 com a classificação à Copa do Mundo de 2018, que será na Rússia, praticamente definida, a seleção brasileira só voltará a se reunir em março para os confrontos contra Uruguai e Paraguai, pelas Eliminatórias. Mas o técnico Tite não pretende descansar até lá. O treinador já definiu que utilizará os próximos meses para avaliar de perto jogadores que podem vir a ser convocados.

A programação ainda está sendo fechada com o coordenador Edu Gaspar, que não foi a Lima, onde a seleção venceu o Peru por 2 a 0 na última terça-feira, por causa de uma virose. É certo, contudo, que os dois farão um giro pela Europa. "Temos programadas uma série de viagens para acompanhar atletas convocados e outros que foram chamados em convocações anteriores", revelou Tite.

O treinador citou dois atletas que estão em seu radar. "Quero ver um jogo do Elias, do Luiz Gustavo e de todos os outros, para que eu possa ser o mais justo possível", afirmou. "Vou errar, mas vou trabalhar mesmo não tendo jogos da seleção".

Em comum está o fato de os dois jogadores citados por Tite terem tido passagens pela seleção em passado recente e de terem criado algum mal-estar envolvendo a equipe nacional.

Luiz Gustavo, por exemplo, era atleta de confiança do técnico Dunga, mas pediu dispensa às vésperas de o Brasil estrear na Copa América Centenário. O motivo alegado foi "problemas pessoais". Dunga acabou demitido pouco tempo depois, em função da eliminação da seleção na primeira fase do torneio, e o volante do Wolfsburg não foi chamado nas três convocações do atual técnico.

Elias, por sua vez, atuou sob o comando de Tite no Corinthians e, mesmo assim, ficou de fora da seleção até aqui. Quando o técnico anunciou a primeira lista, o jogador do Sporting Lisboa declarou publicamente que ficara "chateado" por não ter sido chamado. À época, Tite alegou que ele não estava em suas melhores condições físicas.

Antes de viajar à Europa, porém, o técnico deverá assistir alguns jogos desta reta final do Campeonato Brasileiro. É possível também que Tite acompanhe uma das partidas finais da Copa do Brasil entre Grêmio e Atlético Mineiro. O treinador teve passagem pelas duas equipes e foi campeão da competição com o clube gaúcho, em 2001.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;