Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 17 de Setembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Sem rejeitar convite de Campos, Pinheiro decidirá futuro em 2017

Sondado para voltar ao PTB, prefeito se diz feliz, mas adia definição


Junior Carvalho
Do Diário do Grande ABC

17/11/2016 | 07:00


Convidado pelo presidente do PTB paulista, deputado estadual Campos Machado, a retornar à sigla petebista, o prefeito de São Caetano, Paulo Pinheiro (PMDB), que perdeu a reeleição no dia 2 de outubro, afirmou que tomará qualquer decisão sobre seu futuro político só no ano que vem. O hoje peemedebista, porém, não descartou a volta.

Ao Diário, Pinheiro se disse “feliz” com a chamada de Campos, mas citou o término do mandato à frente do Palácio da Cerâmica para justificar o adiamento da definição. “O PTB é um partido histórico em São Caetano, carrega o trabalho de dois dos grandes prefeitos que tivemos: Walter Braido (1965-1969, 1973-1977 e 1983-1988) e Luiz Tortorello (1989-1992 e 1997 a 2000). Fico feliz em ter minhas atuações legislativa e executiva reconhecidas pelo Campos, sinal que sempre tivemos uma conduta íntegra na vida pública. Mas, por enquanto, estamos no objetivo maior de encerrar o mandato na Prefeitura e, no início do próximo ano, decidirmos qual rumo a seguir. Certamente, teremos atuação política, no propósito de fiscalizar a futura gestão municipal e propor soluções para os problemas de São Caetano”, informou Pinheiro.

Em balanço sobre o desempenho do PTB na região nas eleições municipais, Campos afirmou ao Diário que desejava o retorno de Pinheiro às fileiras da sigla para ajudar na “reconstrução do partido”. Ex-PTB, Pinheiro trocou a legenda pelo PMDB em 2011, em busca de candidatura ao Paço – à época, a escolhida pelo partido foi Regina Maura Zetone, derrotada por Pinheiro.

No pleito deste ano, o partido esteve na chapa do prefeito – vereador petebista, Jorge Salgado foi postulante a vice –, mas parte da velha guarda do PTB são-caetanense pediu votos ao hoje prefeito eleito José Auricchio Júnior, também ex-PTB e atual PSDB. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Sem rejeitar convite de Campos, Pinheiro decidirá futuro em 2017

Sondado para voltar ao PTB, prefeito se diz feliz, mas adia definição

Junior Carvalho
Do Diário do Grande ABC

17/11/2016 | 07:00


Convidado pelo presidente do PTB paulista, deputado estadual Campos Machado, a retornar à sigla petebista, o prefeito de São Caetano, Paulo Pinheiro (PMDB), que perdeu a reeleição no dia 2 de outubro, afirmou que tomará qualquer decisão sobre seu futuro político só no ano que vem. O hoje peemedebista, porém, não descartou a volta.

Ao Diário, Pinheiro se disse “feliz” com a chamada de Campos, mas citou o término do mandato à frente do Palácio da Cerâmica para justificar o adiamento da definição. “O PTB é um partido histórico em São Caetano, carrega o trabalho de dois dos grandes prefeitos que tivemos: Walter Braido (1965-1969, 1973-1977 e 1983-1988) e Luiz Tortorello (1989-1992 e 1997 a 2000). Fico feliz em ter minhas atuações legislativa e executiva reconhecidas pelo Campos, sinal que sempre tivemos uma conduta íntegra na vida pública. Mas, por enquanto, estamos no objetivo maior de encerrar o mandato na Prefeitura e, no início do próximo ano, decidirmos qual rumo a seguir. Certamente, teremos atuação política, no propósito de fiscalizar a futura gestão municipal e propor soluções para os problemas de São Caetano”, informou Pinheiro.

Em balanço sobre o desempenho do PTB na região nas eleições municipais, Campos afirmou ao Diário que desejava o retorno de Pinheiro às fileiras da sigla para ajudar na “reconstrução do partido”. Ex-PTB, Pinheiro trocou a legenda pelo PMDB em 2011, em busca de candidatura ao Paço – à época, a escolhida pelo partido foi Regina Maura Zetone, derrotada por Pinheiro.

No pleito deste ano, o partido esteve na chapa do prefeito – vereador petebista, Jorge Salgado foi postulante a vice –, mas parte da velha guarda do PTB são-caetanense pediu votos ao hoje prefeito eleito José Auricchio Júnior, também ex-PTB e atual PSDB. 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;