Fechar
Publicidade

Sábado, 7 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Torcida pede para Tricolor ajudar o Flu



09/11/2010 | 07:15


Mal o São Paulo perdeu o clássico (2 a 0), domingo, e os corintianos começaram a gozação, surgiu na internet um movimento de torcedores pedindo para o Tricolor entregar jogo da antepenúltima rodada do Campeonato Brasileiro para o Fluminense, no Morumbi. O time carioca é o principal rival do Corinthians na luta pelo título.

É a maneira que muitos são-paulinos encontraram para dar o troco aos corintianos pelo jejum de vitórias no clássico - já são 11 confrontos em mais de três anos. Os torcedores tricolores lembram ainda da partida que o Corinthians jogou com displicência contra o Flamengo (perdeu por 2 a 0), ano passado. Naquela altura do campeonato, o São Paulo ainda brigava pelo título, mas seu arquirrival beneficiou os cariocas, que acabaram se sagrando campeões.

"Visto que qualquer chance de uma posição além da Sul-Americana está fora de cogitação, e não nos mostrarmos capazes de prejudicar nosso rival, vencendo, ou ao menos empatando uma partida contra eles no confronto direto, que nossa diretoria e nossos jogadores tenham vergonha na cara, e entreguem o jogo que temos a fazer contra o Fluminense", pedia o responsável por um dos blogs de torcedores.

A ideia é descartada no Morumbi. Embora o elenco do São Paulo tenha ressaltado que terminar o Brasileiro entre os três primeiros é impossível, resta uma ponta de esperança de finalizar em quarto e um time do País não ser campeão da Taça Sul-Americana.

Assim os são-paulinos conquistariam, no cair da noite, a sonhada vaga na Taça Libertadores. "Um time grande como o São Paulo tem a obrigação de entrar para vencer em todas as partidas", disse o zagueiro Miranda. "Não vamos entregar nenhum jogo até porque ainda temos condições de brigar por alguma coisa no campeonato."

Carpegiani mantém a esperança de vaga na Libertadores

Quando voltar ao trabalho hoje no CT da Barra Funda, Paulo César Carpegiani tentará mostrar aos seus jogadores que nem tudo está perdido para o São Paulo no Campeonato Brasileiro. O treinador quer que o elenco esqueça a derrota no clássico com o Corinthians e concentre suas atenções exclusivamente na próxima partida, domingo, contra o Vasco, no Rio.

Ainda nos vestiários do Morumbi, logo após os 2 a 0 para o Corinthians, Carpegiani já deu o tom de como seria a semana de trabalho do São Paulo. "O time que jogou contra o Cruzeiro está escalado a partir de hoje", avisou o treinador.

Nono colocado do Brasileirão com 50 pontos, o São Paulo está dez distante do terceiro colocado Cruzeiro restando quatro rodadas para o fim do campeonato. Ciente de que é praticamente impossível o time alcançar o rival celeste, Carpegiani já avisou que a equipe mira o quarto colocado Botafogo, que tem 55 pontos.

O problema é que o quarto colocado do Nacional só se classifica para a Libertadores se um time brasileiro não for campeão da Sul-Americana (estão na briga pelo torneio continental Palmeiras, Atlético-MG, Avaí e Goiás).



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Torcida pede para Tricolor ajudar o Flu


09/11/2010 | 07:15


Mal o São Paulo perdeu o clássico (2 a 0), domingo, e os corintianos começaram a gozação, surgiu na internet um movimento de torcedores pedindo para o Tricolor entregar jogo da antepenúltima rodada do Campeonato Brasileiro para o Fluminense, no Morumbi. O time carioca é o principal rival do Corinthians na luta pelo título.

É a maneira que muitos são-paulinos encontraram para dar o troco aos corintianos pelo jejum de vitórias no clássico - já são 11 confrontos em mais de três anos. Os torcedores tricolores lembram ainda da partida que o Corinthians jogou com displicência contra o Flamengo (perdeu por 2 a 0), ano passado. Naquela altura do campeonato, o São Paulo ainda brigava pelo título, mas seu arquirrival beneficiou os cariocas, que acabaram se sagrando campeões.

"Visto que qualquer chance de uma posição além da Sul-Americana está fora de cogitação, e não nos mostrarmos capazes de prejudicar nosso rival, vencendo, ou ao menos empatando uma partida contra eles no confronto direto, que nossa diretoria e nossos jogadores tenham vergonha na cara, e entreguem o jogo que temos a fazer contra o Fluminense", pedia o responsável por um dos blogs de torcedores.

A ideia é descartada no Morumbi. Embora o elenco do São Paulo tenha ressaltado que terminar o Brasileiro entre os três primeiros é impossível, resta uma ponta de esperança de finalizar em quarto e um time do País não ser campeão da Taça Sul-Americana.

Assim os são-paulinos conquistariam, no cair da noite, a sonhada vaga na Taça Libertadores. "Um time grande como o São Paulo tem a obrigação de entrar para vencer em todas as partidas", disse o zagueiro Miranda. "Não vamos entregar nenhum jogo até porque ainda temos condições de brigar por alguma coisa no campeonato."

Carpegiani mantém a esperança de vaga na Libertadores

Quando voltar ao trabalho hoje no CT da Barra Funda, Paulo César Carpegiani tentará mostrar aos seus jogadores que nem tudo está perdido para o São Paulo no Campeonato Brasileiro. O treinador quer que o elenco esqueça a derrota no clássico com o Corinthians e concentre suas atenções exclusivamente na próxima partida, domingo, contra o Vasco, no Rio.

Ainda nos vestiários do Morumbi, logo após os 2 a 0 para o Corinthians, Carpegiani já deu o tom de como seria a semana de trabalho do São Paulo. "O time que jogou contra o Cruzeiro está escalado a partir de hoje", avisou o treinador.

Nono colocado do Brasileirão com 50 pontos, o São Paulo está dez distante do terceiro colocado Cruzeiro restando quatro rodadas para o fim do campeonato. Ciente de que é praticamente impossível o time alcançar o rival celeste, Carpegiani já avisou que a equipe mira o quarto colocado Botafogo, que tem 55 pontos.

O problema é que o quarto colocado do Nacional só se classifica para a Libertadores se um time brasileiro não for campeão da Sul-Americana (estão na briga pelo torneio continental Palmeiras, Atlético-MG, Avaí e Goiás).

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;