Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 26 de Maio

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

Rússia tem superávit comercial de US$ 27,1 bilhoes


Do Diário do Grande ABC

27/10/1999 | 10:44


O superávit comercial da Rússia nos primeiros nove meses do ano foi de US$ 27,1 bilhoes, o maior registrado nos últimos 10 anos, informou a agência de notícias Interfax.

O Ministério da Economia garantiu que o superávit permite o pagamento dos juros sobre a dívida externa do país e que o rublo se mantenha relativamente estável, mesmo com mínimos investimentos estrangeiros.

A maior parte do superávit comercial deve-se à drástica reduçao das importaçoes, que acompanhou a crise financeira de 1998. Em setembro de 1999, o nível caiu 39,8% com relaçao a setembro de 1998. O desempenho das exportaçoes foi menos notável, pois recuaram 7,9% em setembro comparado ao mesmo mês do ano anterior, segundo informe divulgado pela Interfax.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Rússia tem superávit comercial de US$ 27,1 bilhoes

Do Diário do Grande ABC

27/10/1999 | 10:44


O superávit comercial da Rússia nos primeiros nove meses do ano foi de US$ 27,1 bilhoes, o maior registrado nos últimos 10 anos, informou a agência de notícias Interfax.

O Ministério da Economia garantiu que o superávit permite o pagamento dos juros sobre a dívida externa do país e que o rublo se mantenha relativamente estável, mesmo com mínimos investimentos estrangeiros.

A maior parte do superávit comercial deve-se à drástica reduçao das importaçoes, que acompanhou a crise financeira de 1998. Em setembro de 1999, o nível caiu 39,8% com relaçao a setembro de 1998. O desempenho das exportaçoes foi menos notável, pois recuaram 7,9% em setembro comparado ao mesmo mês do ano anterior, segundo informe divulgado pela Interfax.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;