Fechar
Publicidade

Sábado, 7 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Atrações marcam mês da Consciência Negra


Deborah Moreira
Do Diário do Grande ABC

06/11/2010 | 09:00


Dezenas de eventos preparados pelas prefeituras do Grande ABC marcam as comemorações de novembro, quando é celebrado o mês da Consciência Negra.

Palestras, debates, workshops, bate-papos, oficinas, shows, exposições, cortejos e missas são algumas das atrações programadas para todo o mês. Em Diadema, as comemorações se estendem até dia 3 de dezembro, com apresentação musical na Praça da Moça.

Desde 1978, o dia 20 de novembro, data em que foi morto Zumbi, líder do Quilombo dos Palmares, em 1695, é comemorado nacionalmente. A partir de 1995, alguns municípios vêm instituindo feriado.

Para Tânia Maria Pereira da Silva, coordenadora da Crepir (Coordenadoria de Promoção da Igualdade Racial de Diadema, a data é importante para promover a cultura negra e ações de combate à discriminação racial.

"É importante promover políticas e ações afirmativas para a construção de uma sociedade em que todos tenham igualdade real de oportunidades", declarou Tânia, que atua na organização da Festa da Kizomba, projeto de articulação entre município e movimento negro local, que promove as atrações temáticas de novembro, desde 2001.

Segundo Tânia, entre 30% e 35% das população de Diadema é de origem negra. "Ainda não temos estatística exata da população negra, mas pretendemos obter dados estatísticos a partir do o quesito cor ou raça nos formulários de atendimento da Prefeitura", explicou ela.

Entre os projetos da cidade que estão sendo desenvolvidos está a introdução nas salas de aula da rede municipal de ensino o estudo da história da África, de Zumbi dos Palmares e a discussão sobre a importância da cultura africana para a formação do País.

Outro ponto que vem sendo abordado, em oficinas, é a intolerância com relação às religiões africanas. Ela lembrou que muitos adeptos de cultos se queixam que são vítimas de preconceito.

Ontem, um evento no Teatro Clara Nunes abriu as atividades da Kizomba no município, com apresentação de dança inspirada na religiosidade africana.

OUTRAS HISTÓRIAS - Santo André e São Bernardo prepararam uma extensa programação de contação de histórias relacionadas ao tema das comemorações.

Em Santo André, uma artista e educadora contará histórias em sete bibliotecas diferentes, sempre das 14h às 16h30 (confira na programação acima).

Em São Bernardo, estão marcados 12 eventos desse tipo, entre 13 e 26 de novembro. Nos dias 9, às 10h, e 24, às 15h, funcionários das bibliotecas contarão a história Minha mãe é negra sim!, na Biblioteca Pública Municipal Malba Tahan (Rua Helena Jacquey, 208, Rudge Ramos).

Entre 16 e 20 deste mês, Ribeirão Pires também promove diversas atividades. No Teatro Municipal Euclides Menato (Avenida Brasil, 193, Jardim Itacolomy) acontecem duas oficinas no dia 18: Ritmos e cantigas afro-religiosas, das 14h às 16h, e Vestimenta afro-descendente, das 18h às 20h.

Uma mostra de Street Dance está marcada para ocorrer nos dais 19 e 20 no Teatro Paulo Machado de Carvalho, em São Caetano. No dia 20, a Estação Jovem (Rua Serafim constantino, Centro) promove uma exposição e show de clássicos do Jazz funk.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Atrações marcam mês da Consciência Negra

Deborah Moreira
Do Diário do Grande ABC

06/11/2010 | 09:00


Dezenas de eventos preparados pelas prefeituras do Grande ABC marcam as comemorações de novembro, quando é celebrado o mês da Consciência Negra.

Palestras, debates, workshops, bate-papos, oficinas, shows, exposições, cortejos e missas são algumas das atrações programadas para todo o mês. Em Diadema, as comemorações se estendem até dia 3 de dezembro, com apresentação musical na Praça da Moça.

Desde 1978, o dia 20 de novembro, data em que foi morto Zumbi, líder do Quilombo dos Palmares, em 1695, é comemorado nacionalmente. A partir de 1995, alguns municípios vêm instituindo feriado.

Para Tânia Maria Pereira da Silva, coordenadora da Crepir (Coordenadoria de Promoção da Igualdade Racial de Diadema, a data é importante para promover a cultura negra e ações de combate à discriminação racial.

"É importante promover políticas e ações afirmativas para a construção de uma sociedade em que todos tenham igualdade real de oportunidades", declarou Tânia, que atua na organização da Festa da Kizomba, projeto de articulação entre município e movimento negro local, que promove as atrações temáticas de novembro, desde 2001.

Segundo Tânia, entre 30% e 35% das população de Diadema é de origem negra. "Ainda não temos estatística exata da população negra, mas pretendemos obter dados estatísticos a partir do o quesito cor ou raça nos formulários de atendimento da Prefeitura", explicou ela.

Entre os projetos da cidade que estão sendo desenvolvidos está a introdução nas salas de aula da rede municipal de ensino o estudo da história da África, de Zumbi dos Palmares e a discussão sobre a importância da cultura africana para a formação do País.

Outro ponto que vem sendo abordado, em oficinas, é a intolerância com relação às religiões africanas. Ela lembrou que muitos adeptos de cultos se queixam que são vítimas de preconceito.

Ontem, um evento no Teatro Clara Nunes abriu as atividades da Kizomba no município, com apresentação de dança inspirada na religiosidade africana.

OUTRAS HISTÓRIAS - Santo André e São Bernardo prepararam uma extensa programação de contação de histórias relacionadas ao tema das comemorações.

Em Santo André, uma artista e educadora contará histórias em sete bibliotecas diferentes, sempre das 14h às 16h30 (confira na programação acima).

Em São Bernardo, estão marcados 12 eventos desse tipo, entre 13 e 26 de novembro. Nos dias 9, às 10h, e 24, às 15h, funcionários das bibliotecas contarão a história Minha mãe é negra sim!, na Biblioteca Pública Municipal Malba Tahan (Rua Helena Jacquey, 208, Rudge Ramos).

Entre 16 e 20 deste mês, Ribeirão Pires também promove diversas atividades. No Teatro Municipal Euclides Menato (Avenida Brasil, 193, Jardim Itacolomy) acontecem duas oficinas no dia 18: Ritmos e cantigas afro-religiosas, das 14h às 16h, e Vestimenta afro-descendente, das 18h às 20h.

Uma mostra de Street Dance está marcada para ocorrer nos dais 19 e 20 no Teatro Paulo Machado de Carvalho, em São Caetano. No dia 20, a Estação Jovem (Rua Serafim constantino, Centro) promove uma exposição e show de clássicos do Jazz funk.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;