Fechar
Publicidade

Domingo, 20 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

|

Para não pisar na bola


Beto Silva

12/11/2015 | 07:00


O Água Santa, time de futebol de Diadema, faz trabalho impressionante. Nos últimos três anos foram três acessos seguidos. Está classificado para disputar a elite do futebol paulista em 2016. Dentro de campo, tudo vai bem. Fora dele as coisas se complicam um pouco. A Federação exigiu laudo comprobatório de capacidade de 10 mil lugares no Estádio do Inamar, onde a equipe manda os jogos, como prevê o regulamento. O clube correu para arrumar a documentação e, neste ínterim, parte da arquibancada que estava sendo construída desabou. Agora, a presença do Netuno na A-1 do Campeonato Paulista está ameaçada. O presidente da equipe, Paulo Sirqueira, se empenha para resolver o problema e clama apoio da cidade. O prefeito Lauro Michels (PV) vai na mesma linha. “Deixe o Água Santa jogar e mostrar seu futebol, não fique cobrando só um estádio. Vamos para campo para ver quem é melhor. O esporte é assim.” Tudo certo: o time é do município, tem de ser apoiado e a diretoria da agremiação faz sua parte. Agora, o poder público tem de ter olhar mais amplo. Foram dez imóveis interditados, com famílias encaminhadas para hotel. Mas há mais casas em situação crítica, segundo relato de vizinhos do estádio. A comunidade tem de ter o suporte necessário. Futebol é entretenimento, integra a cultura popular brasileira, mas também é negócio. As pessoas ali afetadas nada têm a ver com isso. E não podem ser preteridas neste momento tão delicado. Se é preciso bom-senso da Federação Paulista de Futebol para entender a situação do Água Santa, é necessário razoabilidade para amparar todas as vítimas dessa tragédia, desde o clube, aos funcionários feridos, aos moradores prejudicados e a quem mais possa se sentir atingido. O serviço público tem de ser plural e para todos. O que não está acontecendo.

Bastidores

Repúdio
O deputado estadual Luiz Turco (PT-Santo André) deu apoio ao MLB (Movimento de Luta nos Bairros, Vilas e Favelas), que no domingo ocupou terreno no bairro Demarchi, em São Bernardo. Os invasores reclamam da ação da GCM (Guarda Civil Municipal), a qual, segundo eles, teria agido de maneira truculenta para retirá-los do local, inclusive com uso de balas de borracha e bombas de gás. Turco também repudiou a atitude da corporação, sob comando da gestão Luiz Marinho (PT), em reunião com representantes do movimento. PT contra PT?

Retratistas
A Câmara de São Caetano realiza amanhã, às 19h, sessão solene em comemoração ao Dia do Fotógrafo. A lei e a realização da plenária são de autoria do vereador Roberto do Proerd (PMDB). O repórter-fotográfico do Diário Nario Barbosa será um dos profissionais homenageados. Além dele, Celso Vick, Eugenio Marquezini, Yoji Agata, o Jorginho (in memoriam), e duas empresas do ramo também serão reverenciados.

Mudança partidária
Ex-vereador de São Caetano, Airton Lauriano deixou o PTB e tem conversas bem encaminhadas para ingressar no PRB. Seria mais um reforço para o partido que se organiza e fará parte do arco de alianças do projeto de reeleição do prefeito, Paulo Pinheiro (PMDB). O ex-parlamentar tem trabalho nas associações de bairro e nas paróquias da cidade. Também visa preencher uma lacuna no bairro Barcelona, que não tem representante na Câmara depois que Severo Neto (PSB) deixou o Legislativo para ser secretário de Esportes. “Vamos propor uma atividade séria, de fiscalização, de busca pela transparência. Estamos em contato com comerciantes e munícipes para levantar as demandas e nortear nossa atuação na campanha”, discorre Lauriano, ex-presidente e ex-tesoureiro do PTB, que continuará com apoio do deputado federal Arnaldo Faria de Sá (PTB-SP). 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Para não pisar na bola

Beto Silva

12/11/2015 | 07:00


O Água Santa, time de futebol de Diadema, faz trabalho impressionante. Nos últimos três anos foram três acessos seguidos. Está classificado para disputar a elite do futebol paulista em 2016. Dentro de campo, tudo vai bem. Fora dele as coisas se complicam um pouco. A Federação exigiu laudo comprobatório de capacidade de 10 mil lugares no Estádio do Inamar, onde a equipe manda os jogos, como prevê o regulamento. O clube correu para arrumar a documentação e, neste ínterim, parte da arquibancada que estava sendo construída desabou. Agora, a presença do Netuno na A-1 do Campeonato Paulista está ameaçada. O presidente da equipe, Paulo Sirqueira, se empenha para resolver o problema e clama apoio da cidade. O prefeito Lauro Michels (PV) vai na mesma linha. “Deixe o Água Santa jogar e mostrar seu futebol, não fique cobrando só um estádio. Vamos para campo para ver quem é melhor. O esporte é assim.” Tudo certo: o time é do município, tem de ser apoiado e a diretoria da agremiação faz sua parte. Agora, o poder público tem de ter olhar mais amplo. Foram dez imóveis interditados, com famílias encaminhadas para hotel. Mas há mais casas em situação crítica, segundo relato de vizinhos do estádio. A comunidade tem de ter o suporte necessário. Futebol é entretenimento, integra a cultura popular brasileira, mas também é negócio. As pessoas ali afetadas nada têm a ver com isso. E não podem ser preteridas neste momento tão delicado. Se é preciso bom-senso da Federação Paulista de Futebol para entender a situação do Água Santa, é necessário razoabilidade para amparar todas as vítimas dessa tragédia, desde o clube, aos funcionários feridos, aos moradores prejudicados e a quem mais possa se sentir atingido. O serviço público tem de ser plural e para todos. O que não está acontecendo.

Bastidores

Repúdio
O deputado estadual Luiz Turco (PT-Santo André) deu apoio ao MLB (Movimento de Luta nos Bairros, Vilas e Favelas), que no domingo ocupou terreno no bairro Demarchi, em São Bernardo. Os invasores reclamam da ação da GCM (Guarda Civil Municipal), a qual, segundo eles, teria agido de maneira truculenta para retirá-los do local, inclusive com uso de balas de borracha e bombas de gás. Turco também repudiou a atitude da corporação, sob comando da gestão Luiz Marinho (PT), em reunião com representantes do movimento. PT contra PT?

Retratistas
A Câmara de São Caetano realiza amanhã, às 19h, sessão solene em comemoração ao Dia do Fotógrafo. A lei e a realização da plenária são de autoria do vereador Roberto do Proerd (PMDB). O repórter-fotográfico do Diário Nario Barbosa será um dos profissionais homenageados. Além dele, Celso Vick, Eugenio Marquezini, Yoji Agata, o Jorginho (in memoriam), e duas empresas do ramo também serão reverenciados.

Mudança partidária
Ex-vereador de São Caetano, Airton Lauriano deixou o PTB e tem conversas bem encaminhadas para ingressar no PRB. Seria mais um reforço para o partido que se organiza e fará parte do arco de alianças do projeto de reeleição do prefeito, Paulo Pinheiro (PMDB). O ex-parlamentar tem trabalho nas associações de bairro e nas paróquias da cidade. Também visa preencher uma lacuna no bairro Barcelona, que não tem representante na Câmara depois que Severo Neto (PSB) deixou o Legislativo para ser secretário de Esportes. “Vamos propor uma atividade séria, de fiscalização, de busca pela transparência. Estamos em contato com comerciantes e munícipes para levantar as demandas e nortear nossa atuação na campanha”, discorre Lauriano, ex-presidente e ex-tesoureiro do PTB, que continuará com apoio do deputado federal Arnaldo Faria de Sá (PTB-SP). 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;