Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 22 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Estado lança campanha contra o crime


Yara Ferraz
Do Diário do Grande ABC

06/11/2015 | 07:00


A Secretaria de Desenvolvimento Social do Estado está distribuindo cartazes alertando sobre a exploração sexual infantil em 90 mil estabelecimentos de São Paulo. A ação é feita em parceria com o Sinthoresp (Sindicato dos Trabalhadores em Hotéis, Bares, Restaurantes e Similares de São Paulo e Região) e também visa a capacitação dos profissionais que atuam no setor.

Conforme o secretário da Pasta, Floriano Pesaro, serão cerca de 200 mil trabalhadores que vão participar de curso na Edesp (Escola de Desenvolvimento Social do Estado de São Paulo). “Vamos acompanhar e preparar esses trabalhadores para serem os nossos olheiros. Eles vão observar ações suspeitas, como adolescentes em vulnerabilidade e adultos à procura disso. Vamos começar a partir do ano que vem”, afirmou.

De acordo com Pesaro, essa é uma preocupação antiga em todo País e um problema difícil de ser enfrentado. “Acontece por causa da oferta e demanda, ou seja, tem gente que está disposta a pagar e jovens, especialmente adolescentes, que estão dispostos a receber e, obviamente, isso não é algo consciente. Os menores se veem em uma situação de oportunidade da qual vão se arrepender, porque serão machucados e violentados. E a responsabilidade com esse cuidado também é nossa, do governo, e da sociedade e família”, disse.

O problema voltou à pauta pela determinação do próprio governador Geraldo Alckmin (PSDB). A intenção é que mais ações de mobilização e conscientização sejam realizadas no ano que vem, ainda mais com a aproximação da Olimpíada no Rio de Janeiro.

O serviço de Disque Denúncia do Sinthoresp funciona das 8h às 17h, no número 0800-770-5698, atendendo toda a região metropolitana de São Paulo. O número também está disponível para o esclarecimento das dúvidas dos trabalhadores.

“A ideia é prevenir os abusos. Com as denúncias, a secretaria junto com os agentes públicos vão tomar as medidas cabíveis”, afirmou o secretário.

 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Estado lança campanha contra o crime

Yara Ferraz
Do Diário do Grande ABC

06/11/2015 | 07:00


A Secretaria de Desenvolvimento Social do Estado está distribuindo cartazes alertando sobre a exploração sexual infantil em 90 mil estabelecimentos de São Paulo. A ação é feita em parceria com o Sinthoresp (Sindicato dos Trabalhadores em Hotéis, Bares, Restaurantes e Similares de São Paulo e Região) e também visa a capacitação dos profissionais que atuam no setor.

Conforme o secretário da Pasta, Floriano Pesaro, serão cerca de 200 mil trabalhadores que vão participar de curso na Edesp (Escola de Desenvolvimento Social do Estado de São Paulo). “Vamos acompanhar e preparar esses trabalhadores para serem os nossos olheiros. Eles vão observar ações suspeitas, como adolescentes em vulnerabilidade e adultos à procura disso. Vamos começar a partir do ano que vem”, afirmou.

De acordo com Pesaro, essa é uma preocupação antiga em todo País e um problema difícil de ser enfrentado. “Acontece por causa da oferta e demanda, ou seja, tem gente que está disposta a pagar e jovens, especialmente adolescentes, que estão dispostos a receber e, obviamente, isso não é algo consciente. Os menores se veem em uma situação de oportunidade da qual vão se arrepender, porque serão machucados e violentados. E a responsabilidade com esse cuidado também é nossa, do governo, e da sociedade e família”, disse.

O problema voltou à pauta pela determinação do próprio governador Geraldo Alckmin (PSDB). A intenção é que mais ações de mobilização e conscientização sejam realizadas no ano que vem, ainda mais com a aproximação da Olimpíada no Rio de Janeiro.

O serviço de Disque Denúncia do Sinthoresp funciona das 8h às 17h, no número 0800-770-5698, atendendo toda a região metropolitana de São Paulo. O número também está disponível para o esclarecimento das dúvidas dos trabalhadores.

“A ideia é prevenir os abusos. Com as denúncias, a secretaria junto com os agentes públicos vão tomar as medidas cabíveis”, afirmou o secretário.

 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;