Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 2 de Abril

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Assistência jurídica gratuita de S.Bernardo reduz atendimentos


Natasha Bin
Especial para o Diário

11/07/2008 | 07:03


A Divisão de Assistência Jurídica de São Bernardo está limitando os atendimentos diários. Ontem pela manhã foram distribuídas 23 senhas, mas a demanda era superior a esse número, o que deixou os cidadãos na fila indignados. Segundo o chefe da divisão, Paulo Sérgio Melchert Marquez, o problema é a falta de estagiários.

Com convênio firmado com a Faculdade de Direito de São Bernardo, hoje o departamento opera com 28 estudantes, mas Marquez diz que o número ideal é 45. "Nas últimas semanas, houve abandono de diversos estagiários, o que reduziu a nossa capacidade de atendimento."

Dos 41 atendentes atuais, 13 são funcionários contratados; desses, só 10 são advogados. Isso representa quase três estagiários voluntários por profissionais de Direito. Para o presidente da Comissão de Assuntos Jurídicos da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) de São Bernardo, Aparecido Romano. "Um advogado deve dar atenção a só um estagiário. O estagiário está ali para aprender."

Romano lembra que o estagiário não está capacitado para orientar o cidadão. O presidente da OAB de Santo André, José Sinésio Correia, concorda. "Isso fere a prerrogativa dos advogados."

Por meio da assessoria de comunicação, o secretário de Assuntos Jurídicos da Prefeitura de São Bernardo, Luiz Mário de Souza Gomes, justificou que os estagiários só fazem a triagem do atendimento, e que o o serviço jurídico em si é feito pelos advogados.

Tanto é que a Prefeitura planeja um novo processo seletivo para os voluntários, seleção que estava prevista para setembro e antecipada. O objetivo é recrutar mais 17 estudantes voluntários, que cursem entre o 3º e 5º ano de Direito. Para a Prefeitura, o abandono dos estagiários ocorre pelo fato de o estágio ser voluntário. Os alunos arrumariam empregos remunerados ou sairiam da vaga para se dedicar à monografia.

O departamento de Assistência Jurídica de São Bernardo é dividido em três setores: Assitência Judiciária, Defesa do Consumidor e Defesa dos Direitos Humanos e Sociais. Por dia são realizados cerca de 270 atendimentos no departamento, que fica na Avenida Senador Vergueiro, 2.432. (supervisão de Daniel Trielli)



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Assistência jurídica gratuita de S.Bernardo reduz atendimentos

Natasha Bin
Especial para o Diário

11/07/2008 | 07:03


A Divisão de Assistência Jurídica de São Bernardo está limitando os atendimentos diários. Ontem pela manhã foram distribuídas 23 senhas, mas a demanda era superior a esse número, o que deixou os cidadãos na fila indignados. Segundo o chefe da divisão, Paulo Sérgio Melchert Marquez, o problema é a falta de estagiários.

Com convênio firmado com a Faculdade de Direito de São Bernardo, hoje o departamento opera com 28 estudantes, mas Marquez diz que o número ideal é 45. "Nas últimas semanas, houve abandono de diversos estagiários, o que reduziu a nossa capacidade de atendimento."

Dos 41 atendentes atuais, 13 são funcionários contratados; desses, só 10 são advogados. Isso representa quase três estagiários voluntários por profissionais de Direito. Para o presidente da Comissão de Assuntos Jurídicos da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) de São Bernardo, Aparecido Romano. "Um advogado deve dar atenção a só um estagiário. O estagiário está ali para aprender."

Romano lembra que o estagiário não está capacitado para orientar o cidadão. O presidente da OAB de Santo André, José Sinésio Correia, concorda. "Isso fere a prerrogativa dos advogados."

Por meio da assessoria de comunicação, o secretário de Assuntos Jurídicos da Prefeitura de São Bernardo, Luiz Mário de Souza Gomes, justificou que os estagiários só fazem a triagem do atendimento, e que o o serviço jurídico em si é feito pelos advogados.

Tanto é que a Prefeitura planeja um novo processo seletivo para os voluntários, seleção que estava prevista para setembro e antecipada. O objetivo é recrutar mais 17 estudantes voluntários, que cursem entre o 3º e 5º ano de Direito. Para a Prefeitura, o abandono dos estagiários ocorre pelo fato de o estágio ser voluntário. Os alunos arrumariam empregos remunerados ou sairiam da vaga para se dedicar à monografia.

O departamento de Assistência Jurídica de São Bernardo é dividido em três setores: Assitência Judiciária, Defesa do Consumidor e Defesa dos Direitos Humanos e Sociais. Por dia são realizados cerca de 270 atendimentos no departamento, que fica na Avenida Senador Vergueiro, 2.432. (supervisão de Daniel Trielli)

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;