Fechar
Publicidade

Domingo, 5 de Abril

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Natação: Brasil quase chega à final do revezamento 4x200m


Do Diário OnLine

17/08/2004 | 11:55


A equipe brasileira do revezamento 4x200m nado livre chegou perto de uma vaga na final da competição nas Olimpíadas de Atenas. O Brasil conquistou o nono melhor tempo (7min22s70), mas apenas os oito mais rápidos se classificaram.

O time brasileiro que entrou na piscina foi formado por Rodrigo Castro, Bruno Bonfim, Carlos Jayme e Rafael Mósca. Eles conseguiram o novo recorde sul-americano para a prova, mas lamentar a falta de sorte de terem ficado a uma posição da final.

"Ficamos muito perto de pegar a final. Foi uma bobeira da gente, um detalhe", lamentou Bruno ao COB (Comitê Olímpico Brasileiro). "Mas nosso resultado está bom para caramba", avaliou.

A França, que ficou com a oitava vaga, conseguiu o tempo de 7min21s31. Os reservas americanos foram os mais velozes, com 7min12s80.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Natação: Brasil quase chega à final do revezamento 4x200m

Do Diário OnLine

17/08/2004 | 11:55


A equipe brasileira do revezamento 4x200m nado livre chegou perto de uma vaga na final da competição nas Olimpíadas de Atenas. O Brasil conquistou o nono melhor tempo (7min22s70), mas apenas os oito mais rápidos se classificaram.

O time brasileiro que entrou na piscina foi formado por Rodrigo Castro, Bruno Bonfim, Carlos Jayme e Rafael Mósca. Eles conseguiram o novo recorde sul-americano para a prova, mas lamentar a falta de sorte de terem ficado a uma posição da final.

"Ficamos muito perto de pegar a final. Foi uma bobeira da gente, um detalhe", lamentou Bruno ao COB (Comitê Olímpico Brasileiro). "Mas nosso resultado está bom para caramba", avaliou.

A França, que ficou com a oitava vaga, conseguiu o tempo de 7min21s31. Os reservas americanos foram os mais velozes, com 7min12s80.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;