Fechar
Publicidade

Sábado, 18 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Saulo Benevides exonera diretor do Imprerp e prevê mudanças

Prefeito de Ribeirão Pires altera equipe após candidatura a federal do sobrinho naufragar


Júnior Carvalho
Especial para o Diário

12/10/2014 | 07:00


O prefeito de Ribeirão Pires, Saulo Benevides (PMDB), deu início à proposta de mudanças no secretariado com a exoneração do superintendente do Imprerp (Instituto de Previdência de Ribeirão Pires), Carlos Alberto Lima, já publicada no Diário Oficial. Ao todo, as intervenções pós-primeiro turno da eleição programadas pelo peemedebista podem contabilizar quatro substituições.

Saulo estuda trocar o comando da Secretaria de Assuntos Jurídicos, hoje sob a chefia de Rosana Figueiredo, e estaria disposto a alocar o atual secretário de Saúde, Koiti Takaki, ao comando da Pasta de Governo, atualmente chefiada por Valmir Copina (PMDB). O prefeito fez suspense sobre os substitutos dos cargos em questão e avisou que só definirá os nomes nos próximos dias.

O peemedebista também evitou entrar em detalhes sobre o pacote de reformulações. Questionado, Saulo definiu que tratam-se de “apenas mudanças”. No entanto, a contribuição de Lima e Rosana para organizar no município o partido idealizado pela ex-presidenciável Marina Silva (hoje filiada no PSB), a Rede Sustentabilidade, não é bem-vista pelo alto comando do Executivo e pode ter influenciado nos ajustes do secretariado.

A principal aposta de Saulo para o pleito deste ano foi a candidatura a deputado federal de seu sobrinho, o vereador Anderson Benevides (PSC), que obteve 38.163 votos e não conseguiu conquistar vaga de parlamentar em Brasília. O peemedebista rechaçou que a ventilada falta de empenho dos secretários na campanha defendida pelo governo tenha pesado nas decisões administrativas. “Não, não fiz essa avaliação”, resumiu o prefeito.

CRISE

A dança das cadeiras promovida por Saulo na administração de Ribeirão Pires ocorre em meio à crise entre prefeito e sua vice, Leo da Apraespi (PSC), fato que quase culminou na exoneração da social-cristã, que hoje ocupa a chefia da Secretaria de Educação.

O atrito começou depois de a social-cristã disparar críticas diretas ao comandante do governo. Saulo chegou a demitir a aliada verbalmente, no entanto, recuou após a número dois do Paço amenizar os ataques. A situação ainda está indefinida, uma vez que o chefe do Executivo cogita alocar a vice-prefeita para outro setor do primeiro escalão de Ribeirão Pires.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Saulo Benevides exonera diretor do Imprerp e prevê mudanças

Prefeito de Ribeirão Pires altera equipe após candidatura a federal do sobrinho naufragar

Júnior Carvalho
Especial para o Diário

12/10/2014 | 07:00


O prefeito de Ribeirão Pires, Saulo Benevides (PMDB), deu início à proposta de mudanças no secretariado com a exoneração do superintendente do Imprerp (Instituto de Previdência de Ribeirão Pires), Carlos Alberto Lima, já publicada no Diário Oficial. Ao todo, as intervenções pós-primeiro turno da eleição programadas pelo peemedebista podem contabilizar quatro substituições.

Saulo estuda trocar o comando da Secretaria de Assuntos Jurídicos, hoje sob a chefia de Rosana Figueiredo, e estaria disposto a alocar o atual secretário de Saúde, Koiti Takaki, ao comando da Pasta de Governo, atualmente chefiada por Valmir Copina (PMDB). O prefeito fez suspense sobre os substitutos dos cargos em questão e avisou que só definirá os nomes nos próximos dias.

O peemedebista também evitou entrar em detalhes sobre o pacote de reformulações. Questionado, Saulo definiu que tratam-se de “apenas mudanças”. No entanto, a contribuição de Lima e Rosana para organizar no município o partido idealizado pela ex-presidenciável Marina Silva (hoje filiada no PSB), a Rede Sustentabilidade, não é bem-vista pelo alto comando do Executivo e pode ter influenciado nos ajustes do secretariado.

A principal aposta de Saulo para o pleito deste ano foi a candidatura a deputado federal de seu sobrinho, o vereador Anderson Benevides (PSC), que obteve 38.163 votos e não conseguiu conquistar vaga de parlamentar em Brasília. O peemedebista rechaçou que a ventilada falta de empenho dos secretários na campanha defendida pelo governo tenha pesado nas decisões administrativas. “Não, não fiz essa avaliação”, resumiu o prefeito.

CRISE

A dança das cadeiras promovida por Saulo na administração de Ribeirão Pires ocorre em meio à crise entre prefeito e sua vice, Leo da Apraespi (PSC), fato que quase culminou na exoneração da social-cristã, que hoje ocupa a chefia da Secretaria de Educação.

O atrito começou depois de a social-cristã disparar críticas diretas ao comandante do governo. Saulo chegou a demitir a aliada verbalmente, no entanto, recuou após a número dois do Paço amenizar os ataques. A situação ainda está indefinida, uma vez que o chefe do Executivo cogita alocar a vice-prefeita para outro setor do primeiro escalão de Ribeirão Pires.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;