Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 16 de Junho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

|

São Paulo a Santos cortando o Grande ABC

A Memória do Diário do Grande ABC faz neste fim de semana uma dobradinha com o Projeto Memória do jornalista Milton Parron, numa mescla entre as origens de nomes de ruas e crimes que abalaram a opinião pública


Ademir Medici

12/03/2021 | 07:00


No ar, o noticiário policial
Texto: Milton Parron

Nos arquivos do Cedom (Centro de Documentação e Memória da Rádio Bandeirantes) estão arquivadas centenas de coberturas de assuntos policiais realizadas desde 1943 por diversos jornalistas, muitos deles hoje nomes de ruas e praças em várias cidades.
O crime sempre mexeu com o imaginário das pessoas, razão do sucesso de programas policiais no rádio e na TV que ainda hoje estão guardados na memória das pessoas, entre eles, O Crime não Compensa, nos anos 50, na Rádio Record; <CF160>Patrulha Bandeirantes</CF> já nos anos 60 pela Rádio Bandeirantes; Gil Gomes a partir, também, do início da década de 60, inicialmente na Rádio Marconi e depois em várias emissoras durante uns 40 anos; Afanásio Jazadji; Jacintho Figueira Júnior, o ‘Homem do Sapato Branco’ e a lista vai longe.
O programa Memória vai reviver, neste fim de semana, alguns crimes que abalaram a opinião pública nacional e que foram amplamente acompanhados pelo jornalismo da Bandeirantes, destacando-se, entre outros, o assassinato, em 1957, do senador Cezar Lacerda de Vergueiro praticado por seu próprio sobrinho.
Convidado pelo programa, teremos a participação especial do jornalista Ademir Medici. Ele falará das vias públicas no Grande ABC, e também de São Paulo, que levam os nomes da família Vergueiro, bem como da atuação que cada um teve para merecer tão significativa homenagem.
Outro crime que será focalizado é o sequestro do filho do conde Francisco Matarazzo, Eduardo Andréa, ocorrido em 1953.
Um dos mais chocantes, porém, entre os que serão lembrados, teve como personagem Benedito Moreira de Carvalho, chamado pela crônica policial da época de “O Monstro de Guaianases”, que foi preso em 1952, confessando ter estuprado 18 mulheres, a maior parte meninas e adolescentes, assassinando oito delas.
O encerramento será com uma entrevista com João Acácio, o famigerado ‘Bandido da Luz Vermelha’, pouco tempo antes de sua soltura, quando já estava cumprindo pena por cerca de 30 anos.

EM PAUTA – Rádio Bandeirantes AM (840) e FM (90,9) – Os Crimes que Abalaram a Opinião Pública. Produção e apresentação: Milton Parron. Amanhã, sábado, às 22h, ou após o futebol, com reprise no domingo, às 7h, e durante madrugadas da semana.

Diário há meio século

Sexta-feira, 12 de março de 1971 – ano 13, edição 1483 

Manche<te – Crise na Argentina ameaça Levingston
Buenos Aires (AFP e Serviço Local) – O agravamento da situação econômica e social na Argentina provocará certamente o afastamento em curto prazo do presidente Roberto Levingston, opinaram ontem observadores.
Estradas – Terá início amanhã (13 de março de 1971) a pavimentação da Rodovia dos Imigrantes.
Santo André – O Tiro de Guerra 285, que continua funcionando em precárias condições na Rua Antonio Cardoso, perto da estação ferroviária, deverá transferir-se para a sua nova sede, na Vila Guiomar.
Filatelia (Valdenízio Petrolli) –Dia 20 de março (de 1971), um sábado, será realizada a primeira reunião para a fundação do Clube Filatélico do ABC.
 

Em 12 de março de...

1889 – Criado o município de São Bernardo, hoje Santo André, com abrangência sobre a área do atual Grande ABC.
1921 – Sociedade Recreativa Lira da Serra, de Paranapiacaba, divulgava a sua nova diretoria para o ano de 1921:

José Rodrigues Teixeira, presidente.
Laudelino de Oliveira, vice-presidente.
Antonio Schmiela e Florencio Machado, secretários.
Angelo Abbamonti e Rodrigo Moradei, tesoureiros.
Roberto Carregam e Hyppolito de Camargo, fiscais.
Adriano Augusto e Brasilio Novo, procuradores.
João Carvalho e Bento Correa, diretores de música.
Julio Rulkovki, bibliotecário.
Antonio Ramos de Oliveira e Alfredo Maregatti. Diretores de sena.
Manuel da Silva, porta-estandarte.
Comissão de sindicância: Manuel Petransan, Antonio F. Coria e Antonio Rodrigues.
1956 – Alumínio do Brasil, com fábrica em Utinga, Santo André, anunciava o investimento de 600 milhões de cruzeiros em suas instalações. Com novos equipamentos, dobraria a produção de laminados: de 4.000 para 8.000 toneladas anuais.
Na Argentina, a epidemia de poliomielite chegava a 1.360 casos, com 125 mortes.

Hoje
Dia do bibliotecário. A data foi instituída pelo decreto número 84.631, de 12 de abril de 1980, com efeitos em todo o território nacional.

Municípios Paulistas

- Paraguaçu Paulista. Instalado em 12 de março de 1925, quando se separa de Santa Cruz do Rio Pardo.
- São Lourenço da Serra. Criado em 1991, quando se separa de Itapecerica da Serra.
- Zacarias. Instalado em 12 de março de 1992, quando se separa de Planalto, na região de Monte Aprazível.
 

Capital Brasileira

- Recife (Pernambuco). Fundada em 12 de março de 1537



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;