Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 16 de Junho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Estado encaminha recursos para destravar obras de hospital em Ribeirão

Nario Barbosa/DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Prefeito se reuniu nesta quarta com vice-governador, que indicou aporte de R$ 10 mi para concluir intervenções


Júnior Carvalho e Raphael Rocha
Do Diário do Grande ABC

17/02/2021 | 18:24


O prefeito de Ribeirão Pires, Clóvis Volpi (PL), anunciou que o governo do Estado sinalizou positivamente para repassar R$ 10 milhões para que o município conclua as obras do Hospital Santa Luzia, que se arrastam há mais de uma década.

Nesta quarta-feira, Volpi esteve com o vice-governador Rodrigo Garcia (DEM), que encaminhou a demanda do município ao setor de convênios do Palácio dos Bandeirantes. “A reunião teve um caráter importante para Ribeirão. O vice-governador entendeu perfeitamente as nossas necessidades e o que significará um hospital para atender também a demanda de Rio Grande da Serra. Percebeu que não estamos pedindo nada exorbitante. Ele concordou, falou imediatamente com a Secretaria estadual de Saúde e o pessoal que administra convênios”, disse, ao Diário.

De acordo com o prefeito, ainda há empecilho jurídico para viabilizar o repasse, já que as transferências ocorrem antes de a obra ser licitada – no caso do hospital, já o certame está em andamento. “Estamos encontrando alternativas jurídicas para, talvez, viabilizar uma parceria em que o Estado entra com o grosso do dinheiro e entramos com uma pequena parcela, de 5%. Já estamos estudando para encontrar alternativa”.

Volpi estimou que, uma vez realizado o convênio, o trâmite burocrático será concluído em março e a previsão é a de o equipamento esteja pronto em até 15 meses, ou junho do ano que vem.

As obras do Hospital Santa Luzia iniciaram ainda em 2008, durante a primeira gestão de Volpi em Ribeirão. A intervenção incluía a construção da UPA (Unidade de Pronto Atendimento) e a sede da Secretaria de Saúde do município - apenas esses dois prédios foram concluídos - com verbas federal e estadual. A construção dos outros blocos foi paralisada por falta de recursos.  



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;