Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 4 de Agosto

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Rússia adverte Otan e evoca mudanças na estratégia nuclear


Da AFP

02/10/2003 | 18:10


A Rússia advertiu a Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan), nesta quinta-feira, que poderia rever sua posição militar, principalmente no setor das armas nucleares, se a organização, criada na época da Guerra Fria, permanecesse um bloco militar com posição ofensiva.

O ministro russo da Defesa, Sergueï Ivanov, deixou a entender, durante discurso no ministério da Defesa presenciado pelo presidente Vladimir Putin, que a Rússia poderia, se fosse preciso, atacar primeiro. "Não podemos excluir um uso preventivo da força, se os interesses da Rússia ou suas obrigações com seus aliados assim o exigirem", avisou o ministro russo, aprovado por Putin.

O ministro fez menção de novas ameaças sofridas por Moscou, como a intervenção de países ou organizações estrangeiras na política interna da Rússia, e a instabilidade em países vizinhos, causada pela fraqueza de seus governos. O ministério da Defesa não acusou diretamente os Estados Unidos, destacando, ao contrário, que Moscou desejava uma cooperação ampliada com os Estados Unidos nos setores político, militar e econômico.

"A Rússia luta pelo fortalecimento do sistema de direito internacional, e tenta conseguir uma maior cooperação com os países estrangeiros no setor da segurança, mas isso não significa que deva renunciar a desenvolver seu potencial de defesa", estimou Vladimir Putin, avisando em seguida, que o país dispõe de reservas significativas de mísseis estratégicos terrestres que são os mais ameaçadores

Moscou e Washington concordaram em reduzir seus arsenais nucleares estratégicos em dois terços, em novo acordo de desarmamento assinado em maio de 2002. O objetivo é chegar até 2012 entre 1.700 e 2.200 ogivas, contra cerca de 6.000 atualmente.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;