Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 20 de Fevereiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Em casa, Vôlei Futuro joga a sobrevivência na Superliga


da Redação

23/04/2011 | 07:04


Podem ser definidos hoje, às 10h (com TV Globo), os adversários na decisão da Superliga Feminina. Vôlei Futuro e Sollys/Osasco se enfrentam em Araçatuba e, como venceu o primeiro confronto (3 sets a 0), o time da Grande São Paulo garante a vaga com um novo resultado positivo. Para as representantes do Interior, a única opção é vencer para forçar o terceiro confronto.

O Vôlei Futuro vai para a quadra ainda abalado com o acidente sofrido na semana passada, quando a líbero Stacy Sykora teve traumatismo craniano e várias jogadoras sofreram ferimentos leves. Como parte da preparação, o time visitou a companheira na tarde de quinta-feira.

O time de Osasco, apesar da vitória por 3 a 0 no primeiro confronto, espera muitas dificuldades para o confronto de hoje. "Não podemos achar que este resultado vai acontecer de novo. Lá o caldeirão vai ferver e será muito acirrado. Elas jogarão mais à vontade como foi com a gente aqui", aponta a atacante Jaqueline.

 

MASCULINO - Sada/Cruzeiro e Sesi vivem a expectativa da disputa do título da Superliga Masculina, amanhã, às 10h, no Mineirinho, em Belo Horizonte.

As duas equipes chegam à decisão pela primeira vez. O Sesi terminou a fase de classificação em primeiro lugar e depois eliminou o Medley/Campinas e o Vivo/Minas, nas quartas e semifinais, respectivamente. O Cruzeiro ficou na terceira colocação. Nas quartas, o time mineiro superou o Pinheiros/Sky e, nas semifinais, o Vôlei Futuro.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Em casa, Vôlei Futuro joga a sobrevivência na Superliga

da Redação

23/04/2011 | 07:04


Podem ser definidos hoje, às 10h (com TV Globo), os adversários na decisão da Superliga Feminina. Vôlei Futuro e Sollys/Osasco se enfrentam em Araçatuba e, como venceu o primeiro confronto (3 sets a 0), o time da Grande São Paulo garante a vaga com um novo resultado positivo. Para as representantes do Interior, a única opção é vencer para forçar o terceiro confronto.

O Vôlei Futuro vai para a quadra ainda abalado com o acidente sofrido na semana passada, quando a líbero Stacy Sykora teve traumatismo craniano e várias jogadoras sofreram ferimentos leves. Como parte da preparação, o time visitou a companheira na tarde de quinta-feira.

O time de Osasco, apesar da vitória por 3 a 0 no primeiro confronto, espera muitas dificuldades para o confronto de hoje. "Não podemos achar que este resultado vai acontecer de novo. Lá o caldeirão vai ferver e será muito acirrado. Elas jogarão mais à vontade como foi com a gente aqui", aponta a atacante Jaqueline.

 

MASCULINO - Sada/Cruzeiro e Sesi vivem a expectativa da disputa do título da Superliga Masculina, amanhã, às 10h, no Mineirinho, em Belo Horizonte.

As duas equipes chegam à decisão pela primeira vez. O Sesi terminou a fase de classificação em primeiro lugar e depois eliminou o Medley/Campinas e o Vivo/Minas, nas quartas e semifinais, respectivamente. O Cruzeiro ficou na terceira colocação. Nas quartas, o time mineiro superou o Pinheiros/Sky e, nas semifinais, o Vôlei Futuro.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;