Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 5 de Junho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Ribeirão bate recorde de novos empreendimentos por meio de incentivos

Desde janeiro foram abertas 877 empresas na cidade; Saulo prevê 1.000 até dezembro


Renan Matavelli
Especial para o Diário

19/10/2013 | 07:00


Ribeirão Pires projeta abrir 1.000 empresas até dezembro. De janeiro até agora, foram registrados 877 novos empreendimentos, ante 90 companhias fechadas. O saldo positivo é comemorado pelo governo Saulo Benevides (PMDB), que afirma ser fruto da política de incentivo fiscal estabelecido na administração municipal. Com a chegada das empresas, o peemedebista estima que a arrecadação chegue a R$ 290 milhões no ano que vem – a previsão orçamentária de 2013 é de R$ 241 milhões de receita.

“Está no meu plano de governo. Assumi a responsabilidade de ter o incentivo fiscal e temos tido esse resultado positivo. Temos de mostrar para os empreendedores que nossa cidade está bem localizada, perto da Capital e com muitas áreas (terrenos)para investimentos”, explicou o prefeito.

Saulo apontou que, apesar do resultado positivo, haverá trabalho do Paço para melhoria dos serviços públicos e consequente melhora da qualidade de vida da população. “Com a vinda de empresários, há mais renda para a cidade e, claro, mais vagas de emprego. Devemos adotar uma política de fixação da população. No último levantamento que fizemos percebemos que 70% da população trabalha fora da cidade. Com novas oportunidades, queremos gerar 6.000 vagas de emprego e, com isso, ganhar qualidade de vida, fazendo o cidadão trabalhar perto de casa”, vislumbrou o peemedebista.

No plano de governo apresentado na campanha eleitoral de 2012, Saulo apontou a desburocratização e redução de prazos para emissão de documentos, além de vantagens logísticas, para atrair empresas e obter crescimento econômico. Há cadastro na Prefeitura de potenciais interessados em erguer empreendimentos na cidade. São passadas todas as informações sobre a área pretendida, como localização exata, a que zona pertence, qual o tipo de construção permitida, se há débitos com o município.

Segundo informações do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados), no acumulado de janeiro a setembro deste ano Ribeirão Pires possui o maior índice, proporcional ao número de habitantes, de contratações com carteira assinada do Grande ABC, com 681 novos postos de trabalho, percentual 3,32% maior que o mesmo período de 2012. Outras cidades do ABC registraram alta, como Santo André, acumulando 2,7%, São Bernardo, 1,74%, e Mauá, alta de 0,8%.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Ribeirão bate recorde de novos empreendimentos por meio de incentivos

Desde janeiro foram abertas 877 empresas na cidade; Saulo prevê 1.000 até dezembro

Renan Matavelli
Especial para o Diário

19/10/2013 | 07:00


Ribeirão Pires projeta abrir 1.000 empresas até dezembro. De janeiro até agora, foram registrados 877 novos empreendimentos, ante 90 companhias fechadas. O saldo positivo é comemorado pelo governo Saulo Benevides (PMDB), que afirma ser fruto da política de incentivo fiscal estabelecido na administração municipal. Com a chegada das empresas, o peemedebista estima que a arrecadação chegue a R$ 290 milhões no ano que vem – a previsão orçamentária de 2013 é de R$ 241 milhões de receita.

“Está no meu plano de governo. Assumi a responsabilidade de ter o incentivo fiscal e temos tido esse resultado positivo. Temos de mostrar para os empreendedores que nossa cidade está bem localizada, perto da Capital e com muitas áreas (terrenos)para investimentos”, explicou o prefeito.

Saulo apontou que, apesar do resultado positivo, haverá trabalho do Paço para melhoria dos serviços públicos e consequente melhora da qualidade de vida da população. “Com a vinda de empresários, há mais renda para a cidade e, claro, mais vagas de emprego. Devemos adotar uma política de fixação da população. No último levantamento que fizemos percebemos que 70% da população trabalha fora da cidade. Com novas oportunidades, queremos gerar 6.000 vagas de emprego e, com isso, ganhar qualidade de vida, fazendo o cidadão trabalhar perto de casa”, vislumbrou o peemedebista.

No plano de governo apresentado na campanha eleitoral de 2012, Saulo apontou a desburocratização e redução de prazos para emissão de documentos, além de vantagens logísticas, para atrair empresas e obter crescimento econômico. Há cadastro na Prefeitura de potenciais interessados em erguer empreendimentos na cidade. São passadas todas as informações sobre a área pretendida, como localização exata, a que zona pertence, qual o tipo de construção permitida, se há débitos com o município.

Segundo informações do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados), no acumulado de janeiro a setembro deste ano Ribeirão Pires possui o maior índice, proporcional ao número de habitantes, de contratações com carteira assinada do Grande ABC, com 681 novos postos de trabalho, percentual 3,32% maior que o mesmo período de 2012. Outras cidades do ABC registraram alta, como Santo André, acumulando 2,7%, São Bernardo, 1,74%, e Mauá, alta de 0,8%.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;