Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 13 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Real e Bayer decidem a Liga dos Campeões


Divanei Guazzelli
Do Diário do Grande ABC
Com Agências

15/05/2002 | 00:04


O futebol europeu conhece nesta quarta o seu maior campeão. Real Madrid, da Espanha, e Bayer Leverkusen, da Alemanha, decidem a partir das 15h (horário de Brasília, ESPN Internacional), o título da Liga dos Campeões, no estádio Hampden Park, em Glasgow (Escócia). As recentes derrotas em competições nacionais viraram o ponto comum entre os finalistas: o Real perdeu o título espanhol para o Valência e a Copa do Rei para o Deportivo La Coruña. O Bayer Leverkusen ficou atrás do Borussia Dortmund no Campeonato Alemão e, sábado, perdeu a Copa nacional para o Schalke 04.

Pelo passado e os investimentos feitos para a montagem do elenco, a responsabilidade do Real é maior. O clube completou um século de fundação em março e, nesta quarta, tem a última oportunidade de ganhar um título num ano importante. Como se não bastasse, as contratações do francês Zidane e do português Figo por aproximadamente US$ 130 milhões no total impõem ao Real a necessidade de uma conquista expressiva.

O time espanhol leva a vantagem de contar com a equipe completa nesta quarta. A partir desta quinta, seu elenco formado por selecionáveis de vários países, como o brasileiro Roberto Carlos, estará liberado para defender as suas seleções nacionais nas duas últimas semanas de preparação à Copa do Mundo Coréia/Japão. O Bayer não terá o zagueiro Nowotny, também da seleção, contundido, e ainda o brasileiro Zé Roberto, ala e meio-campista.

Se o Real já ganhou oito vezes o título europeu, para o Bayer seria uma conquista inédita. O vencedor ganha o direito de disputar o Mundial Interclubes, em Tóquio, contra o campeão da Libertadores da América. O Real foi ao Japão em 2000, mas perdeu a decisão para o Boca Juniors, da Argentina.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Real e Bayer decidem a Liga dos Campeões

Divanei Guazzelli
Do Diário do Grande ABC
Com Agências

15/05/2002 | 00:04


O futebol europeu conhece nesta quarta o seu maior campeão. Real Madrid, da Espanha, e Bayer Leverkusen, da Alemanha, decidem a partir das 15h (horário de Brasília, ESPN Internacional), o título da Liga dos Campeões, no estádio Hampden Park, em Glasgow (Escócia). As recentes derrotas em competições nacionais viraram o ponto comum entre os finalistas: o Real perdeu o título espanhol para o Valência e a Copa do Rei para o Deportivo La Coruña. O Bayer Leverkusen ficou atrás do Borussia Dortmund no Campeonato Alemão e, sábado, perdeu a Copa nacional para o Schalke 04.

Pelo passado e os investimentos feitos para a montagem do elenco, a responsabilidade do Real é maior. O clube completou um século de fundação em março e, nesta quarta, tem a última oportunidade de ganhar um título num ano importante. Como se não bastasse, as contratações do francês Zidane e do português Figo por aproximadamente US$ 130 milhões no total impõem ao Real a necessidade de uma conquista expressiva.

O time espanhol leva a vantagem de contar com a equipe completa nesta quarta. A partir desta quinta, seu elenco formado por selecionáveis de vários países, como o brasileiro Roberto Carlos, estará liberado para defender as suas seleções nacionais nas duas últimas semanas de preparação à Copa do Mundo Coréia/Japão. O Bayer não terá o zagueiro Nowotny, também da seleção, contundido, e ainda o brasileiro Zé Roberto, ala e meio-campista.

Se o Real já ganhou oito vezes o título europeu, para o Bayer seria uma conquista inédita. O vencedor ganha o direito de disputar o Mundial Interclubes, em Tóquio, contra o campeão da Libertadores da América. O Real foi ao Japão em 2000, mas perdeu a decisão para o Boca Juniors, da Argentina.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;