Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 13 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

Ministro argentino se reúne com banqueiros espanhóis


Do Diário OnLine

14/05/2002 | 10:40


O ministro argentino da Economia, Roberto Lavagna, se reúne no próximo final de semana com diretores dos bancos espanhóis que têm filiais no país. Os principais bancos que operam no país são controlados por grupos da Espanha, como o BBVA Banco Francês e o Banco Río, controlados pelo Banco Bilbao Vizcaya Argentaria (BBVA) e Santander Central Hispano (SCH).

A reunião acontece durante uma crise financeira no sistema bancário argentino, reflexo da desvalorização do peso e a conversão dos créditos menores de US$ 100 mil em pesos na velha paridade entre dólar e a moeda argentina.

Lavagna viajará na próxima quarta-feira para a Europa, mas antes de chegar em Madri fará escalas nas cidades de Genebra e Bruxelas, onde irá abandonar seus cargos diplomáticos. Antes de assumir o comando do Ministério da Economia, Lavagna havia assumido o cargo de embaixador argentino da União Européia, em Bruxelas, e de representante ante a Organização Mundial do Comércio (OMC), em Genebra.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Ministro argentino se reúne com banqueiros espanhóis

Do Diário OnLine

14/05/2002 | 10:40


O ministro argentino da Economia, Roberto Lavagna, se reúne no próximo final de semana com diretores dos bancos espanhóis que têm filiais no país. Os principais bancos que operam no país são controlados por grupos da Espanha, como o BBVA Banco Francês e o Banco Río, controlados pelo Banco Bilbao Vizcaya Argentaria (BBVA) e Santander Central Hispano (SCH).

A reunião acontece durante uma crise financeira no sistema bancário argentino, reflexo da desvalorização do peso e a conversão dos créditos menores de US$ 100 mil em pesos na velha paridade entre dólar e a moeda argentina.

Lavagna viajará na próxima quarta-feira para a Europa, mas antes de chegar em Madri fará escalas nas cidades de Genebra e Bruxelas, onde irá abandonar seus cargos diplomáticos. Antes de assumir o comando do Ministério da Economia, Lavagna havia assumido o cargo de embaixador argentino da União Européia, em Bruxelas, e de representante ante a Organização Mundial do Comércio (OMC), em Genebra.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;