Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 31 de Março

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

Nível de emprego na construção é o maior dos últimos 11 anos


Do Diário OnLine
Com Agências

19/10/2006 | 18:06


O nível de emprego na construção civil brasileira aumentou 1,14% em agosto, em comparação a julho (+17,2 mil empregados). Diante disso, o setor passou a empregar no fim de agosto 1,525 milhão de trabalhadores formais, número mais alto desde agosto de 1995, segundo pesquisa do SindusCon-SP (Sindicato da Indústria da Construção Civil do Estado de São Paulo) e da FGV Projetos, com base nos dados do Ministério do Trabalho.

Do total dos novos empregados em agosto, 60% estavam alocados em obras de edificações e 5,3% em obras de infra-estrutura. "Isso reforça nossa aposta de que o PIB do setor crescerá 5,1% em 2006", afirma o presidente do SindusCon-SP, João Claudio Robusti.

Com o resultado de agosto, o nível de emprego na construção brasileira mostra acréscimo de 9,3% (+129,3 mil trabalhadores) no ano e, em 12 meses, de 9,2% (+128,4 mil).

O Estado de São Paulo teve saldo positivo de 5,5 mil empregos - alta de 1,37% em agosto. Com isso, o número de empregados na construção civil no Estado chegou a 410 mil. A região de São José do Rio Preto registrou a maior queda relativa do nível de emprego da construção paulista no mês (-2,7%), com diminuição de 299 empregos..

A maior alta relativa e também absoluta no Estado ficou por conta do município de São Paulo (+2,3%), com acréscimo de 4.356 postos de trabalho. Com esse resultado, os trabalhadores formais do setor na Capital paulista totalizavam 196,4 mil, no fim de agosto. No ano, a elevação é de 8,2% e, em 12 meses, de 8,5%.


Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Nível de emprego na construção é o maior dos últimos 11 anos

Do Diário OnLine
Com Agências

19/10/2006 | 18:06


O nível de emprego na construção civil brasileira aumentou 1,14% em agosto, em comparação a julho (+17,2 mil empregados). Diante disso, o setor passou a empregar no fim de agosto 1,525 milhão de trabalhadores formais, número mais alto desde agosto de 1995, segundo pesquisa do SindusCon-SP (Sindicato da Indústria da Construção Civil do Estado de São Paulo) e da FGV Projetos, com base nos dados do Ministério do Trabalho.

Do total dos novos empregados em agosto, 60% estavam alocados em obras de edificações e 5,3% em obras de infra-estrutura. "Isso reforça nossa aposta de que o PIB do setor crescerá 5,1% em 2006", afirma o presidente do SindusCon-SP, João Claudio Robusti.

Com o resultado de agosto, o nível de emprego na construção brasileira mostra acréscimo de 9,3% (+129,3 mil trabalhadores) no ano e, em 12 meses, de 9,2% (+128,4 mil).

O Estado de São Paulo teve saldo positivo de 5,5 mil empregos - alta de 1,37% em agosto. Com isso, o número de empregados na construção civil no Estado chegou a 410 mil. A região de São José do Rio Preto registrou a maior queda relativa do nível de emprego da construção paulista no mês (-2,7%), com diminuição de 299 empregos..

A maior alta relativa e também absoluta no Estado ficou por conta do município de São Paulo (+2,3%), com acréscimo de 4.356 postos de trabalho. Com esse resultado, os trabalhadores formais do setor na Capital paulista totalizavam 196,4 mil, no fim de agosto. No ano, a elevação é de 8,2% e, em 12 meses, de 8,5%.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;