Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 24 de Fevereiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Nacional

nacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Quadrilha invade CDP e liberta preso condenado a 95 anos


Do Diário OnLine

03/10/2002 | 11:53


O preso Masakazo Mizuno, o Japonês, foi libertado na quarta-feira do Centro de Detenção Provisória (CDP) de Parelheiros, na zona Sul de São Paulo, por oito homens fortemente armados. Ele está condenado a 95 anos de prisão por seqüestro, tráfico de drogas e assalto a banco.

Um inquérito foi instaurado para investigar se houve facilitação de fuga. Apesar de ser considerado pela Secretaria de Segurança Pública um dos criminosos mais perigosos do Estado de São Paulo, o preso estava trabalhando como serralheiro no CDP sem escolta policial armada.

Japonês cumpria pena desde abril de 2001 na Penitenciária do Estado, mas conseguiu a permissão para realizar trabalhos fora do presídio. Outro detento que trabalhava com ele em Parelheiros na quarta-feira não quis fugir.

Os comparsas do condenado renderam um agente penitenciário que declarou estar saindo do CDP para ir à farmácia. Ele foi obrigado a abrir o portão do presídio para a entrada do bando, que dominou os outros cinco agentes e os amarrou.

A Corregedoria da polícia investiga se funcionários ajudaram no resgate de Japonês. Suspeita-se que ele tenha conseguido permissão para trabalhar fora da cadeia de forma ilegal, já que pela sua periculosidade ele não poderia deixar a Penitenciária do Estado.

A polícia não tem pistas sobre os homens que resgataram o detento.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Quadrilha invade CDP e liberta preso condenado a 95 anos

Do Diário OnLine

03/10/2002 | 11:53


O preso Masakazo Mizuno, o Japonês, foi libertado na quarta-feira do Centro de Detenção Provisória (CDP) de Parelheiros, na zona Sul de São Paulo, por oito homens fortemente armados. Ele está condenado a 95 anos de prisão por seqüestro, tráfico de drogas e assalto a banco.

Um inquérito foi instaurado para investigar se houve facilitação de fuga. Apesar de ser considerado pela Secretaria de Segurança Pública um dos criminosos mais perigosos do Estado de São Paulo, o preso estava trabalhando como serralheiro no CDP sem escolta policial armada.

Japonês cumpria pena desde abril de 2001 na Penitenciária do Estado, mas conseguiu a permissão para realizar trabalhos fora do presídio. Outro detento que trabalhava com ele em Parelheiros na quarta-feira não quis fugir.

Os comparsas do condenado renderam um agente penitenciário que declarou estar saindo do CDP para ir à farmácia. Ele foi obrigado a abrir o portão do presídio para a entrada do bando, que dominou os outros cinco agentes e os amarrou.

A Corregedoria da polícia investiga se funcionários ajudaram no resgate de Japonês. Suspeita-se que ele tenha conseguido permissão para trabalhar fora da cadeia de forma ilegal, já que pela sua periculosidade ele não poderia deixar a Penitenciária do Estado.

A polícia não tem pistas sobre os homens que resgataram o detento.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;