Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 23 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Ataque muçulmano a trem hindu deixa pelo menos 55 mortos


Do Diário OnLine

27/02/2002 | 10:05


Pelo menos 55 pessoas morreram em um ataque de muçulmanos a um trem onde viajavam ativistas hindus no estado de Gujarat, ao Oeste da Índia, na manhã desta quarta-feira. Os vagões da composição foram apedrejados e incendiados por uma multidão de muçulmanos.

"Calcula-se que o balanço final é de 55 mortos. Encontramos os restos de 32 pessoas", disse Prakash Solanki, administrador do distrito onde ocorreu o ataque. Outras 43 pessoas ficaram feridas, muitas delas com graves queimaduras.

O secretário do Interior de Gujarat, Gordhanbhai Zadafia, precisou que o trem foi bloqueado pouco depois de ter partido da estação de Godhra, no distrito de Panchamal. "Primeiro jogaram pedras e depois incendiaram os vagões. É difícil dar o número preciso dos mortos porque os corpos estão carbonizados e misturados com as cinzas e os restos do comboio", acrescentou.

O primeiro-ministro Atal Behari Vajpayee condenou o ataque ao trem e afirmou que seriam tomadas medidas para impedir a expansão da violência. "Trata-se de um incidente muito trágico. Estamos muito inquietos em relação a este incidente. A segurança nacional será mantida custe o que custar", declarou Vajpayee.

O ataque ocorreu no estado de Gujarat, de maioria muçulmana. Neste trem extremistas voltavam da cidade de Ayodhya (ao Norte), onde milhares de hindus se reuniram para manifestar sua posição sobre a construção de um templo no lugar onde havia uma antiga mesquita.

A mesquita de Babri, prédio do século XVI, foi destruída em 1992 por extremistas hindus.

As violências intercomunitárias que continuam a destruição da mesquita deixaram 2 mil mortos.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Ataque muçulmano a trem hindu deixa pelo menos 55 mortos

Do Diário OnLine

27/02/2002 | 10:05


Pelo menos 55 pessoas morreram em um ataque de muçulmanos a um trem onde viajavam ativistas hindus no estado de Gujarat, ao Oeste da Índia, na manhã desta quarta-feira. Os vagões da composição foram apedrejados e incendiados por uma multidão de muçulmanos.

"Calcula-se que o balanço final é de 55 mortos. Encontramos os restos de 32 pessoas", disse Prakash Solanki, administrador do distrito onde ocorreu o ataque. Outras 43 pessoas ficaram feridas, muitas delas com graves queimaduras.

O secretário do Interior de Gujarat, Gordhanbhai Zadafia, precisou que o trem foi bloqueado pouco depois de ter partido da estação de Godhra, no distrito de Panchamal. "Primeiro jogaram pedras e depois incendiaram os vagões. É difícil dar o número preciso dos mortos porque os corpos estão carbonizados e misturados com as cinzas e os restos do comboio", acrescentou.

O primeiro-ministro Atal Behari Vajpayee condenou o ataque ao trem e afirmou que seriam tomadas medidas para impedir a expansão da violência. "Trata-se de um incidente muito trágico. Estamos muito inquietos em relação a este incidente. A segurança nacional será mantida custe o que custar", declarou Vajpayee.

O ataque ocorreu no estado de Gujarat, de maioria muçulmana. Neste trem extremistas voltavam da cidade de Ayodhya (ao Norte), onde milhares de hindus se reuniram para manifestar sua posição sobre a construção de um templo no lugar onde havia uma antiga mesquita.

A mesquita de Babri, prédio do século XVI, foi destruída em 1992 por extremistas hindus.

As violências intercomunitárias que continuam a destruição da mesquita deixaram 2 mil mortos.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;