Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 1 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Vulcão e hospital psiquiátrico: roteiro do Santos na Colômbia


Anderson Rodrigues
Do Diário do Grande ABC

21/02/2007 | 21:50


A passagem do Santos pela Colômbia não se resumiu ao jogo contra o Deportivo Pasto, que acontece na madrugada de quinta-feira. O primeiro desafio do Peixe na fase de grupos da Libertadores foi curioso. O time treinou quarta-feira num hospital psiquiátrico, em San Juan de Pasto, e jogou bem próximo a um vulcão.

A delegação alvinegra foi recebida por muitos fãs, atrás especialmente do meio-campo Zé Roberto – devido à participação pela Seleção Brasileira na última Copa do Mundo –, no Aeroporto Antonio de Chachagüí.

Depois, os jogadores fizeram um treino leve no campo do Hospital Psiquiátrico de San Rafael. Numa altitude de 2,5 mil metros, os jogadores correram com agasalhos em função da baixa temperatura.

Por fim, souberam que a sete quilômetros do Estádio Libertad, local da partida com o Deportivo Pasto, encontra-se o vulcão Galeras.

A população local está sempre em alerta, apesar de o vulcão ser de nível dois (de pequeno risco). O Santos retorna nesta quinta-feira da Colômbia e já se concentra para enfrentar o Marília, domingo, fora de casa, pelo Campeonato Paulista. O time vai defender a liderança da competição, já que o São Paulo está apenas um ponto atrás na tabela.


Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Vulcão e hospital psiquiátrico: roteiro do Santos na Colômbia

Anderson Rodrigues
Do Diário do Grande ABC

21/02/2007 | 21:50


A passagem do Santos pela Colômbia não se resumiu ao jogo contra o Deportivo Pasto, que acontece na madrugada de quinta-feira. O primeiro desafio do Peixe na fase de grupos da Libertadores foi curioso. O time treinou quarta-feira num hospital psiquiátrico, em San Juan de Pasto, e jogou bem próximo a um vulcão.

A delegação alvinegra foi recebida por muitos fãs, atrás especialmente do meio-campo Zé Roberto – devido à participação pela Seleção Brasileira na última Copa do Mundo –, no Aeroporto Antonio de Chachagüí.

Depois, os jogadores fizeram um treino leve no campo do Hospital Psiquiátrico de San Rafael. Numa altitude de 2,5 mil metros, os jogadores correram com agasalhos em função da baixa temperatura.

Por fim, souberam que a sete quilômetros do Estádio Libertad, local da partida com o Deportivo Pasto, encontra-se o vulcão Galeras.

A população local está sempre em alerta, apesar de o vulcão ser de nível dois (de pequeno risco). O Santos retorna nesta quinta-feira da Colômbia e já se concentra para enfrentar o Marília, domingo, fora de casa, pelo Campeonato Paulista. O time vai defender a liderança da competição, já que o São Paulo está apenas um ponto atrás na tabela.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;