Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 5 de Junho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Lula agradece apoio do povo nos momentos mais difíceis


Da Afgência Brasil

29/10/2006 | 23:46


A exemplo da primeira vez em que se elegeu presidente, quatro anos atrás, Luiz Inácio Lula da Silva (PT) foi para a Avenida Paulista, em São Paulo, comemorar a reeleição. Ele reforçou a prioridade de governar para os mais necessitados e agradeceu o apoio deles nos momentos críticos.

“Nos momentos mais difíceis do nosso governo, foi o povo que levantou a cabeça e disse ‘não queremos isso’”, afirmou o presidente reeleito, referindo-se às críticas sofridas por sua administração. Ele disse que agora tem mais responsabilidade como governante, porque vai continuar seu próprio trabalho. “Não vou mais me comparar com o governo passado, porque esses já derrotamos. Agora é Lula se comparando a Lula”.

Anunciado pelo mestre de cerimônias como Luiz Inácio do Povo Brasileiro Lula da Silva, o presidente declarou: “Vou governar para todos os brasileiros, sem distinção. Mas os mais pobres terão a preferência das políticas públicas”.

Lula reforçou a necessidade de transformar o Brasil num país mais justo e citou alguns itens que ainda precisam ser aprimorados. Disse que, se por um lado mais brasileiros fazem três refeições diárias, por causa do Bolsa Família, as pessoas tem que ter maior acesso a “lazer, cidadania plena”.

Estiveram presentes a primeira-dama Marisa Letícia, o coordenador de campanha Marco Aurélio Garcia, a ex-prefeita Marta Suplicy, o ministro das Relações Institucionais Tarso Genro, o ministro do Trabalho Luiz Marinho, a ministra da Secretaria Especial de Políticas para as Mulheres Nilcéia Freire, o ministro da Pesca Altemir Gregolin, o candidato derrotado ao governo de São Paulo Aloizio Mercadante, representantes de centrais sindicais, o presidente da União Nacional dos Estudantes (UNE), Gustavo Petta, entre outros.

Durante o evento, os alto-falantes tocaram alguns dos jingles que marcaram a campanha, como “Deixa o homem trabalhar” e “É Lula de novo com a força do povo”. Lula também agradeceu aos “companheiros e companheiras do PT”.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Lula agradece apoio do povo nos momentos mais difíceis

Da Afgência Brasil

29/10/2006 | 23:46


A exemplo da primeira vez em que se elegeu presidente, quatro anos atrás, Luiz Inácio Lula da Silva (PT) foi para a Avenida Paulista, em São Paulo, comemorar a reeleição. Ele reforçou a prioridade de governar para os mais necessitados e agradeceu o apoio deles nos momentos críticos.

“Nos momentos mais difíceis do nosso governo, foi o povo que levantou a cabeça e disse ‘não queremos isso’”, afirmou o presidente reeleito, referindo-se às críticas sofridas por sua administração. Ele disse que agora tem mais responsabilidade como governante, porque vai continuar seu próprio trabalho. “Não vou mais me comparar com o governo passado, porque esses já derrotamos. Agora é Lula se comparando a Lula”.

Anunciado pelo mestre de cerimônias como Luiz Inácio do Povo Brasileiro Lula da Silva, o presidente declarou: “Vou governar para todos os brasileiros, sem distinção. Mas os mais pobres terão a preferência das políticas públicas”.

Lula reforçou a necessidade de transformar o Brasil num país mais justo e citou alguns itens que ainda precisam ser aprimorados. Disse que, se por um lado mais brasileiros fazem três refeições diárias, por causa do Bolsa Família, as pessoas tem que ter maior acesso a “lazer, cidadania plena”.

Estiveram presentes a primeira-dama Marisa Letícia, o coordenador de campanha Marco Aurélio Garcia, a ex-prefeita Marta Suplicy, o ministro das Relações Institucionais Tarso Genro, o ministro do Trabalho Luiz Marinho, a ministra da Secretaria Especial de Políticas para as Mulheres Nilcéia Freire, o ministro da Pesca Altemir Gregolin, o candidato derrotado ao governo de São Paulo Aloizio Mercadante, representantes de centrais sindicais, o presidente da União Nacional dos Estudantes (UNE), Gustavo Petta, entre outros.

Durante o evento, os alto-falantes tocaram alguns dos jingles que marcaram a campanha, como “Deixa o homem trabalhar” e “É Lula de novo com a força do povo”. Lula também agradeceu aos “companheiros e companheiras do PT”.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;