Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 29 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Cultura & Lazer

cultura@dgabc.com.br | 4435-8364

Além de 'Com Amor, Van Gogh', muito terror entre 13 estreias do cinema



02/12/2017 | 06:50


Semana com muitas estreias - 13! Muito terror, e o novo Jigsaw, cujo trailer é horripilante, mas apesar disso, ou por isso mesmo, deve atrair o público jovem. Os melhores programas são Assassinato no Expresso do Oriente, em que o ator e diretor Kenneth Branagh e seu elenco de astros e estrelas renovam um dos mais conhecidos mistérios de Agatha Christie. E Antes o Tempo não Acabava, que busca um outro viés para abordar a questão indígena. Um índio gay e seu processo de afirmação da identidade. É bem forte, e possui cenas das mais impactantes. Tem também Patty Cake$, sobre uma rapper branca que enfrentas a hostilidade do mundo, e Com Amor, Van Gogh, uma animação cujo visual reproduz o traço do pintor e também é muito impressionante.

Antes o Tempo Não Acabava

Brasil/2016, 85 min. Drama. Dir. Fábio Baldo e Sérgio Andrade. Com Anderson Tikuna, Begê Muniz e Rita Carelli. Massacrado no debate do Festival de Brasília, no ano passado, o longa da dupla Andrade/Baldo aborda a questão indígena por um viés forte, e original. Os índios urbanizados, que vivem em condições precárias na periferia de Manaus. E, no caso, um índio gay, em choque com as tradições da tribo e em processo de afirmação da própria identidade. Cenas lindíssimas expressam o não pertencimento de Anderson, o protagonista. Nsa floresta ou não cidade, está sempre fora de sintonia. 16 anos.

Assassinato no Expresso do Oriente

Murder on the Orient Express, Estados Unidos/2017, 114 min. Suspense. Dir. e interpretação de Kenneth Branagh. Com Johnny Depp, Judi Dench, Willem Dafoe, Michelle Pfeiffer e grande elenco. A mais nova versão da conhecida história de Agatha Christie, de 1934, já filmada por Sidney Lumet em 1974 e que também teve duas versões para TV, em 2001 e 2010. Hércule Poirot embarca de última hora no Expresso do Oriente e se vê envolvido na investigação de um crime cometido durante a viagem. Doze suispeitos, quem matou? O ator e diretor Branagh usou câmeras gigantescas - de 65 mm, as mesmas de Dunkirk - para uma história basicamente desenrolada no vagão do trem. O visual, as interpretações, tudo impressiona. E a história continua forte. Toda atenção para Michelle Pfeiffer. Ela já era a melhor coisa de Mãe, de Darren Aronofsky. Se não for para o Oscar, quem estará perdendo será o prêmio. 12 anos.

Com Amor, Van Gogh

Loving Vincent, Reino Unido e Polônia/2017, 95 min. Drama. Dir. Dorota Kobiela e Hugh Welchman. Com Douglas Booth, Chris O'Dowd e Saoirse Ronan.

Van Gogh recriado a partir das cartas ao irmão Theo - a última carta. Os diretores filmaram com atores e transformaram em animação, carregando nas tintas, como se o próprio filme fosse um quadro do genial artista. Um programa muito especial. 12 anos

Cromossomo 21

Brasil/2017, 91 min. Drama. Dir. Alex Duarte. Com Adriele Pelentir, Luís Fernando Irgang e Marisol Ribeiro.

Garota com Síndrome de Down se envolve com rapaz da faculdade. A mãe dele surta e tenta impedir o romance. Em discussão, o preconceito. E o afeto, porque, no limite, é o que importa. 10 anos.

A Estrela de Belém

The Star, Estados Unidos/2017, 86 min. Animação. Dir. Timothy Reckart.

O nascimento do menino Jesus visto pelo ângulo dos animais na manjedoura. Asno segue uma estrela no céu e vai parar em Belém, naquele dia. Diferente, por certo. Livre.

Jogos Mortais: Jigsaw

Jigsaw, Estados Unidos-Canadá/2017, 92 min. Terror. Dir. Michael Spierig e Peter Spierig. Com Matt Passmore, Tobin Bell e Callum Keith Rennie.

OK, a garotada adora terror, portanto esse é um programa para eles e elas. Após uma série de assassinatos, as pistas apontam para John Kramer, conhecido por Jigsaw. Mas, como, se ele está oficialmente morto? Ou não? Os fãs da série vão querer ver, com certeza. Os demais espectadores que tiverem visto o trailer talvez hesitem. É muito desagradável, além de violento. 18 anos.

Lamparina da Aurora

Brasil/2017, 74 min. Drama. Dir. Frederico Machado. Com Buda Lira, Antonio Saboia e Vera Barreto Leite. Um casal de idosos numa fazenda abandonada. Todas as noites recebem a visita de um jovem. Com ele vem as lembranças. Terror brasileiro, para quem quiser arriscar. 14 anos.

Meu Corpo é Político

Brasil/2017, 52 min. Documentário. Dir. Alice Riff. Com Fernando Ribeiro, Giulianna Nonato e Linn da Quebrada. Quatro ativistas LGBT que moram na periferia de São Paulo e as grandes questões sobre a população transexual no Brasil. Um documento importante.

12 anos.

Os Parças

Brasil/2017, 100 min. Comédia. Dir. Halder Gomes. Com Tom Cavalcante, Whindersson Nunes e Tirullipa. Quatro amigos 'duros' precisam organizar uma festa de casamento sem nenhum dinheiro e também lidar com o maior contrabandista da Rua 25 de Março, que ocorre ser o pai da noiva. O tom é de comédia e o diretor é o mesmo de Cine Holliúdy e O Shaolin do Sertão, o que ajuda bastante. 14 anos.

Patti Cake$

Estados Unidos/2017, 109 min. Drama. Dir. Geremy Jasper. Com Danielle Macdonald, Bridget Everett e Siddharth Dhananjay. Gorda, pobre e branca, Patricia Dombrowski sonha ser uma grande rapper. Tudo conspira contra, e ainda tem a família - a mãe, a avó. Dizer que o filme é bom, é pouco - é ótimo. 16 anos.

Screamers

Estados Unidos/ 2017, 82 min. Dir. Dean Matthew Ronalds. Com Tom Malloy, Chris Bannow e Griffin Matthews. Dois gurus virtuais recebem o vídeo de uma menina em um túmulo e percebem que se parece com alguém desaparecido há anos. Quando decidem investigar... O horror, o horror. 14 anos.

Thelma

Thelma, Noruega-França-Dinamarca-Suécia/2017, 116 min. Dir. Joachim Trier. Com Eili Harboe, Ellen Dorrit Petersen e Henrik Rafaelsen. Estudante norueguesa muda-se para Oslo. Apaixona-se, e quase ao mesmo tempo descobre que tem poderes sobrenaturais. O que vai fazer com eles? Mais terror. 16 anos.

Yvone Kane

Brasil-Portugal-Moçambique/2014, 112 min. Dir. Margarida Cardoso. Com Irene Ravache, Beatriz Batarda e Gonçalo Waddington.

Homônima de uma grande atriz brasileira do passado, Margarida Cardoso. É uma importante cineasta portuguesa, de Moçambique. Seu filme é sobre uma mulher que perde a filha e resolve voltar às origens, no país africano em que passou a infância. 12 anos.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Além de 'Com Amor, Van Gogh', muito terror entre 13 estreias do cinema


02/12/2017 | 06:50


Semana com muitas estreias - 13! Muito terror, e o novo Jigsaw, cujo trailer é horripilante, mas apesar disso, ou por isso mesmo, deve atrair o público jovem. Os melhores programas são Assassinato no Expresso do Oriente, em que o ator e diretor Kenneth Branagh e seu elenco de astros e estrelas renovam um dos mais conhecidos mistérios de Agatha Christie. E Antes o Tempo não Acabava, que busca um outro viés para abordar a questão indígena. Um índio gay e seu processo de afirmação da identidade. É bem forte, e possui cenas das mais impactantes. Tem também Patty Cake$, sobre uma rapper branca que enfrentas a hostilidade do mundo, e Com Amor, Van Gogh, uma animação cujo visual reproduz o traço do pintor e também é muito impressionante.

Antes o Tempo Não Acabava

Brasil/2016, 85 min. Drama. Dir. Fábio Baldo e Sérgio Andrade. Com Anderson Tikuna, Begê Muniz e Rita Carelli. Massacrado no debate do Festival de Brasília, no ano passado, o longa da dupla Andrade/Baldo aborda a questão indígena por um viés forte, e original. Os índios urbanizados, que vivem em condições precárias na periferia de Manaus. E, no caso, um índio gay, em choque com as tradições da tribo e em processo de afirmação da própria identidade. Cenas lindíssimas expressam o não pertencimento de Anderson, o protagonista. Nsa floresta ou não cidade, está sempre fora de sintonia. 16 anos.

Assassinato no Expresso do Oriente

Murder on the Orient Express, Estados Unidos/2017, 114 min. Suspense. Dir. e interpretação de Kenneth Branagh. Com Johnny Depp, Judi Dench, Willem Dafoe, Michelle Pfeiffer e grande elenco. A mais nova versão da conhecida história de Agatha Christie, de 1934, já filmada por Sidney Lumet em 1974 e que também teve duas versões para TV, em 2001 e 2010. Hércule Poirot embarca de última hora no Expresso do Oriente e se vê envolvido na investigação de um crime cometido durante a viagem. Doze suispeitos, quem matou? O ator e diretor Branagh usou câmeras gigantescas - de 65 mm, as mesmas de Dunkirk - para uma história basicamente desenrolada no vagão do trem. O visual, as interpretações, tudo impressiona. E a história continua forte. Toda atenção para Michelle Pfeiffer. Ela já era a melhor coisa de Mãe, de Darren Aronofsky. Se não for para o Oscar, quem estará perdendo será o prêmio. 12 anos.

Com Amor, Van Gogh

Loving Vincent, Reino Unido e Polônia/2017, 95 min. Drama. Dir. Dorota Kobiela e Hugh Welchman. Com Douglas Booth, Chris O'Dowd e Saoirse Ronan.

Van Gogh recriado a partir das cartas ao irmão Theo - a última carta. Os diretores filmaram com atores e transformaram em animação, carregando nas tintas, como se o próprio filme fosse um quadro do genial artista. Um programa muito especial. 12 anos

Cromossomo 21

Brasil/2017, 91 min. Drama. Dir. Alex Duarte. Com Adriele Pelentir, Luís Fernando Irgang e Marisol Ribeiro.

Garota com Síndrome de Down se envolve com rapaz da faculdade. A mãe dele surta e tenta impedir o romance. Em discussão, o preconceito. E o afeto, porque, no limite, é o que importa. 10 anos.

A Estrela de Belém

The Star, Estados Unidos/2017, 86 min. Animação. Dir. Timothy Reckart.

O nascimento do menino Jesus visto pelo ângulo dos animais na manjedoura. Asno segue uma estrela no céu e vai parar em Belém, naquele dia. Diferente, por certo. Livre.

Jogos Mortais: Jigsaw

Jigsaw, Estados Unidos-Canadá/2017, 92 min. Terror. Dir. Michael Spierig e Peter Spierig. Com Matt Passmore, Tobin Bell e Callum Keith Rennie.

OK, a garotada adora terror, portanto esse é um programa para eles e elas. Após uma série de assassinatos, as pistas apontam para John Kramer, conhecido por Jigsaw. Mas, como, se ele está oficialmente morto? Ou não? Os fãs da série vão querer ver, com certeza. Os demais espectadores que tiverem visto o trailer talvez hesitem. É muito desagradável, além de violento. 18 anos.

Lamparina da Aurora

Brasil/2017, 74 min. Drama. Dir. Frederico Machado. Com Buda Lira, Antonio Saboia e Vera Barreto Leite. Um casal de idosos numa fazenda abandonada. Todas as noites recebem a visita de um jovem. Com ele vem as lembranças. Terror brasileiro, para quem quiser arriscar. 14 anos.

Meu Corpo é Político

Brasil/2017, 52 min. Documentário. Dir. Alice Riff. Com Fernando Ribeiro, Giulianna Nonato e Linn da Quebrada. Quatro ativistas LGBT que moram na periferia de São Paulo e as grandes questões sobre a população transexual no Brasil. Um documento importante.

12 anos.

Os Parças

Brasil/2017, 100 min. Comédia. Dir. Halder Gomes. Com Tom Cavalcante, Whindersson Nunes e Tirullipa. Quatro amigos 'duros' precisam organizar uma festa de casamento sem nenhum dinheiro e também lidar com o maior contrabandista da Rua 25 de Março, que ocorre ser o pai da noiva. O tom é de comédia e o diretor é o mesmo de Cine Holliúdy e O Shaolin do Sertão, o que ajuda bastante. 14 anos.

Patti Cake$

Estados Unidos/2017, 109 min. Drama. Dir. Geremy Jasper. Com Danielle Macdonald, Bridget Everett e Siddharth Dhananjay. Gorda, pobre e branca, Patricia Dombrowski sonha ser uma grande rapper. Tudo conspira contra, e ainda tem a família - a mãe, a avó. Dizer que o filme é bom, é pouco - é ótimo. 16 anos.

Screamers

Estados Unidos/ 2017, 82 min. Dir. Dean Matthew Ronalds. Com Tom Malloy, Chris Bannow e Griffin Matthews. Dois gurus virtuais recebem o vídeo de uma menina em um túmulo e percebem que se parece com alguém desaparecido há anos. Quando decidem investigar... O horror, o horror. 14 anos.

Thelma

Thelma, Noruega-França-Dinamarca-Suécia/2017, 116 min. Dir. Joachim Trier. Com Eili Harboe, Ellen Dorrit Petersen e Henrik Rafaelsen. Estudante norueguesa muda-se para Oslo. Apaixona-se, e quase ao mesmo tempo descobre que tem poderes sobrenaturais. O que vai fazer com eles? Mais terror. 16 anos.

Yvone Kane

Brasil-Portugal-Moçambique/2014, 112 min. Dir. Margarida Cardoso. Com Irene Ravache, Beatriz Batarda e Gonçalo Waddington.

Homônima de uma grande atriz brasileira do passado, Margarida Cardoso. É uma importante cineasta portuguesa, de Moçambique. Seu filme é sobre uma mulher que perde a filha e resolve voltar às origens, no país africano em que passou a infância. 12 anos.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;