Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 14 de Julho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Iraque quer entregar aos EUA suspeito de ataque ao WTC


Do Diário OnLine

03/06/2002 | 09:16


O Iraque queria entregar um acusado de participar do ataque contra o World Trade Center em 1993, segundo afirmou vice-primeiro-ministro iraquiano, Tariq Aziz, ao programa "60 Minutes da rede CBS. O objetivo de Bagdá era provar que o país não teve envolvimento nem com o atentado de 1993 nem com os de 11 de setembro, quando cerca de 3 mil pessoas morreram.

De acordo com Tariq Aziz, a primeira oferta foi feita em 1994 durante o governo de Bill Clinton e a segunda depois dos ataques de 11 de setembro. Os Estados Unidos teriam recusado a proposta.

A CBS divulgou trechos de uma entrevista com o suspeito Abdul Rahman Yasin, que está na lista dos 22 terroristas mais procurados do FBI. A entrevista foi feita no mês passado em uma prisão do Iraque, onde ele está preso há oito anos, segundo iraquianos.

Yasin, que é filho de iraquianos, nasceu nos Estados Unidos e se mudou para o Iraque dias depois de ser interrogado pelo FBI por causa do atentado de 1993 contra o World Trade Center, no qual seis pessoas morreram.

A Casa Branca e o Departamento de Estado não comentaram as declarações de Aziz.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Iraque quer entregar aos EUA suspeito de ataque ao WTC

Do Diário OnLine

03/06/2002 | 09:16


O Iraque queria entregar um acusado de participar do ataque contra o World Trade Center em 1993, segundo afirmou vice-primeiro-ministro iraquiano, Tariq Aziz, ao programa "60 Minutes da rede CBS. O objetivo de Bagdá era provar que o país não teve envolvimento nem com o atentado de 1993 nem com os de 11 de setembro, quando cerca de 3 mil pessoas morreram.

De acordo com Tariq Aziz, a primeira oferta foi feita em 1994 durante o governo de Bill Clinton e a segunda depois dos ataques de 11 de setembro. Os Estados Unidos teriam recusado a proposta.

A CBS divulgou trechos de uma entrevista com o suspeito Abdul Rahman Yasin, que está na lista dos 22 terroristas mais procurados do FBI. A entrevista foi feita no mês passado em uma prisão do Iraque, onde ele está preso há oito anos, segundo iraquianos.

Yasin, que é filho de iraquianos, nasceu nos Estados Unidos e se mudou para o Iraque dias depois de ser interrogado pelo FBI por causa do atentado de 1993 contra o World Trade Center, no qual seis pessoas morreram.

A Casa Branca e o Departamento de Estado não comentaram as declarações de Aziz.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;